Thaisa Galvão

9 de agosto de 2017 às 23:16

Governador pede desculpas  [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Do governador Robinson Faria:

9 de agosto de 2017 às 15:50

Comunicação do Governo esclarece declaração do governador que polemizou nas redes sociais [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Da Comunicação do Governo do Estado, sobre declaração em entrevista do governador Robinson Faria que viralizou nas redes sociais:
NOTA A IMPRENSA 
A respeito da repercussão de declarações sobre a cobertura da imprensa com relação a casos de violência no Rio Grande do Norte, o Governo do Estado vem a público esclarecer que:
1 – O governador Robinson Faria sempre manteve uma relação não só de respeito, mas de amizade com a imprensa potiguar. É a imprensa uma das grandes parceiras para o desenvolvimento do Rio Grande do Norte e não houve da parte do governador a intenção de desmerecer o sério trabalho jornalístico dos veículos de comunicação do nosso Estado;
2 – Ao comentar a cobertura da imprensa na área de segurança, o governador demonstra preocupação com a disseminação da sensação de medo à população, desproporcional à realidade, que já é duríssima;
3 – O combate à violência é responsabilidade do governo, que tem assumido com coragem, postura de acompanhamento e cobrança permanentes e disposição de vencer essa guerra, reflexo de uma problemática que aflige todo o país; 

 

4 – Não há como retomar o sentimento de segurança e paz sem uma aliança inquebrantável entre governo, imprensa e sociedade.

 

Assessoria de Comunicação

Governo do Estado do RN

9 de agosto de 2017 às 11:31

Temer e suas agendas secretas [0] Comentários | Deixe seu comentário.

A procuradora Raquel Dodge, que assumirá a Procuradoria Geral da República, justificou sua ida à casa do presidente Michel Temer, ontem, às 10 da noite, cumprindo agenda secreta.

“O presidente indagava sobre a data e horário possível para a minha posse, pois precisa viajar para os Estados Unidos no dia 18 de setembro, segunda, para fazer a abertura da Assembleia Geral da ONU no dia 19. O mandato do PGR termina no dia 17, domingo.”

Sim, mas desde quando presidente da República e PGR cuidaram de agendas?

Tem quem cuide…

E uma ligação não resolveria isso?

Huummm…

A mudança na Procuradoria da República levanta duas questões…

Uma que Dodge irá maneirar na questão de denúncias contra o presidente na lava jato.

Outra, que besta é quem acredita que Temer irá mudar o estilo anti-corrupção da procuradora tida como respeitada.

9 de agosto de 2017 às 11:09

Em nota, Cremern repudia falta de segurança no RN [1] Comentários | Deixe seu comentário.

Do Conselho Regional de Medicina do RN, em repúdio à falta de segurança.

A nota foi emitida um dia após o médico Airton Wanderley, de 87 anos, ter sido vítima da violência.

Ele foi baleado no rosto por bandidos durante um assalto à farmácia Pague Menos da Hermes da Fonseca na noite desta terça-feira.

O médico foi socorrido para o Walfredo Gurgel e não corre risco de morte.

 

9 de agosto de 2017 às 11:05

Delação de Eduardo Cunha em fase final de negociação [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Da coluna Painel, na Folha de hoje:

Hora da verdade

Os próximos dez dias serão decisivos para o desfecho da proposta de delação do ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

Ele já entregou os anexos de seu relato à PGR e, agora, os procuradores e o peemedebista se preparam para a fase final das negociações.

*

Do Blog – Cunha deve ter alterado parte dos anexos entregues à PGR.

Nos primeiros enviados, constava que ele não tinha dinheiro em contas no exterior.

De posse de informações que dizem exatamente o contrário, a PGR não aceitou.

9 de agosto de 2017 às 10:39

Deputados e senadores querem usar dinheiro de emendas para bancar suas campanhas [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Pronto.

Os parlamentares agora querem desviar recursos destinados a emendas que ajudam a estados e municípios, para a caixinha das campanhas.

As emendas de bancada, aquelas que todos os parlamentares de um estado apresentam para determinado setor, teria um pedaço desviado para os cofres dos partidos.

Ou seja, deles próprios.

Sabe um país sem jeito? Esse Brasil desse Congresso.

 

Da Folha de S. Paulo, na coluna Painel de hoje:

 

Parlamentares defendem que parte da verba de emendas vá para o fundo que financiará campanhas

Por eles e para eles Para tentar aprovar a reforma política na Câmara em até dez dias, a base do governo no Congresso fez uma versão enxuta do projeto. O novo texto tem cinco pontos, mas não há acordo em torno de detalhes de todos eles. Parte dos articuladores quer que uma fatia do dinheiro reservado para emendas de bancada seja usado para engordar o fundo que será criado para financiar campanhas. Deputados resistem. A mudança diminuiria o volume de recursos que conseguem injetar nas bases.

Estica e puxa A discussão sobre a forma de composição do fundo de financiamento tomou boa parte de reunião na casa do presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), na noite desta terça-feira (8).

9 de agosto de 2017 às 9:13

Fecomércio: Marcelo Queiroz vai apresentar números de pesquisa à prefeita Rosalba Ciarlini [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Pré-candidatíssimo a deputado – federal ou estadual? – o presidente da Fecomércio, Marcelo Queiroz (PMDB), tem andado pelo interior do Rio Grande do Norte.

Festa de Santana em Caicó, festival de inverno em Serra de São Bento e amanhã em Mossoró.

Queiroz vai apresentar o resultado de uma pesquisa feita pela Federação, sobre o perfil do público que participou da edição deste ano do Mossoró Cidade Junina.

O presidente da Fecomércio vai mostrar os números à prefeita  Rosalba Ciarlini, ao secretariado do município e à imprensa.

O encontro será às 15h, na Prefeitura.

Foram ouvidas 500 pessoas entre os dias 22 e 25 de junho e os entrevistados deram notas a itens como acesso ao local, espaço físico, divulgação, segurança, atrações musicais, decoração, organização, limpeza urbana e transporte.

Antes do encontro com a prefeita, Marcelo Queiroz vai visitar as obras de reforma e ampliação da unidade do Sesc em Mossoró.

9 de agosto de 2017 às 9:03

Presidente Michel Temer acha que está bem na foto [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O presidente Michel Temer (PMDB) entendeu assim: que votar para ele não ser investigado “ainda”, significava proteger o seu governo e aprovar tudo o que ele apresentar ao Congresso.

Tipo…a reforma da Previdência.

Ledo engano.

Uma coisa é uma coisa e outra coisa é outra coisa.

Leia nota do Blog do Camarotti:

 

Centrão avisa a Temer que não vai votar reforma da Previdência

Deputados do Centrão mandaram avisar ao presidente Michel Temer que não irão votar a reforma da Previdência Social, informa o repórter Nilson Klava, da GloboNews

 

Líderes dos três principais partidos do centrão – PP, PR e PSD – afirmam que não há condições de aprovar a reforma, ainda mais depois do desgaste de terem votado contra o prosseguimento da denúncia contra Temer. Ainda mais em véspera de ano eleitoral.

“Reforma da Previdência se vota no início de mandato. Em final de mantado, é muito perigoso colocarmos uma matéria dessa, ainda mais no momento em que estamos vivendo na Câmara dos Deputados”, disse o líder do PR, José Rocha (BA).

O Centrão quer deixar claro ao governo a insatisfação com o espaço político dado a partidos que não votaram majoritariamente a favor de Temer: PSDB e PSB.

“O momento é muito delicado, não temos unidade na bancada para isso [votar a reforma]. Nós esperamos que o governo tenha um sentimento de reagrupação e senso de responsabilidade de saber quem realmente é base e quem não é”, acrescentou o líder do PP, Artur Lira (AL).

Líderes do Centrão alertam, ainda, para o fato de que há no meio político uma expectativa de que o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, ofereça nova denúncia contra Temer por obstrução de Justiça.

“A reforma tem que ser votada dentro de uma uniformidade da base, e o governo não tem essa uniformidade. A discussão da Previdência abre a porta para sociedade ir para as ruas, é tudo o que o governo tem que evitar diante de uma segunda denúncia”, afirma o líder do PSD, Marcos Montes (MG).

 

O peso do Centrão

Juntas, as bancas de PP, PR e PSD somam 123 deputados. Na votação da denúncia, os três partidos deram 87 dos 263 votos a favor de Temer

 

Para aprovar a reforma da Previdência, o governo precisa de 308 votos. Por isso o governo tem usado o discurso de aprovar o texto “possível”. O Planalto defende o parecer de Arthur Maia (PPS-BA), aprovado na comissão especial da Câmara.

“A base da conversa começa com o relatório”, observou o ministro da Secretaria-Geral, Moreira Franco (PMDB-RJ).

9 de agosto de 2017 às 7:19

Semsur perde o senso e interdita trecho de rua na frente de escola só para podar árvore na hora da entrada dos alunos [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Gente do céu.

Como é que se interdita uma faixa de uma rua, na frente de uma escola, no horário de desembarque de alunos?

E somente para podar uma árvore que poderia ser podada a qualquer hora?

Coisas da Semsur, a Secretaria investigada e que há poucos dias levou à prisão dois ex-secretários.

Pelo jeito na Semsur pode tudo, menos pensar.

A ordem é botar pra lascar na população.