Thaisa Galvão

18 de agosto de 2017 às 15:05

Governador e procurador geral do Tocantins são alvos de operação da Polícia Federal [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Mais um governador brasileiro é alvo de operação da Polícia Federal.
Depois do governador do Rio Grande do Norte, Robinson Faria (PSD) ter sido alvo de busca e apreensão por acusação de obstrução à justiça, hoje foi o governador do Tocantins, Marcelo Miranda (PMDB).

Também foi alvo da 5ª fase da operação Ápia, denominada de Operação Convergência, que investiga pagamentos indevidos em obras de infraestrutura no estado do Tocantins, o Procurador Geral de Justiça, Clenan Renaut de Melo Pereira.

Filho do procurador do MP, o deputado estadual Eduardo Siqueira Campos (DEM) já havia sido alvo da 4ª fase da Operação Ápia da Polícia Federal.
O governador do Tocantins foi ouvido pelo ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Mauro Campbell Marques, já que tem foro privilegiado.

OUTROS GOVERNADORES
O governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel (PT), já foi indiciado pela Polícia Federal por corrupção passiva, organização criminosa, lavagem de dinheiro e tráfico de influência.

*

Já o governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão (PMDB), acisado de ter recebido 50 mil reais em propina, corre risco de sofrer impeachment.

Uma perícia realizada no celular de Luiz Carlos Bezerra, apontado como operador do ex-governador Sérgio Cabral, revela “informações que podem servir de elementos probatórios que vinculam o governador Pezão a integrantes da organização criminosa chefiada por Cabral”, diz a Política Federal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*