Thaisa Galvão

20 de agosto de 2017 às 16:50

Secretário de Saúde reunirá equipe do Samu para discutir atendimento a advogado baleado [1] Comentários | Deixe seu comentário.

Será discutido na terça-feira pela manhã, numa reunião comandada pelo secretário de Saúde de Natal, Luiz Roberto Fonsêca, o caso polêmico do atendimento de uma equipe do Samu ao advogado Rodrigo Paiva, no dia 12 passado.
Além de um prolongado tempo de conversa, que segundo o secretário, segue um protocolo adotado na maior parte dos países e adotado pelo Ministério da Saúde, chamou atenção o desdém com que o médico plantonista tratou o caso.

“A culpa primeiro não é da gente, né?”, disse o médico ao ouvir o relato desesperado de uma mulher que sequer conhecia a vítima, não tinha obrigação nenhuma de tentar socorrê-la já que não trabalha em nenhum serviço de urgência e emergência, muito menos prestou juramento a Deus e aos homens como fazem os médicos ao colarem grau, mas se sentiu, como pessoa humana, na obrigação voluntária de salvar uma vida.
Segundo Luiz Roberto, a reunião definirá se haverá necessidade de mudanças no protocolo, e se haverá necessidade de instaurar sindicância para apuração de todos os fatos.

O médico em questão, que trabalha no atendimento de urgência há 14 anos, vai participar da reunião.
De acordo com o secretário, caso o protocolo seja alterado, será necessária uma reciclagem dos profissionais referente às novas diretrizes o protocolo a ser adotado.
Thaisa Galvão – Num país violento e com polícia chegando sempre atrasada aonde é chamada, o protocolo estaria precisando de revisão nesse ponto?
Luiz Roberto – Exatamente isso Thaisa. Violência interpessoal deveria ser exceção, deveria ser raro. Agressão aos condutores e socorrista do Samu não deveria ocorrer. Então, diante desse cenário, há necessidade de se rever conceitos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*