Holiday

Thaisa Galvão

7 de novembro de 2017 às 22:25

Em tom de discurso, Henrique diz que está constituindo 200 testemunhas e faz críticas ao Governo Robinson [0] Comentários | Deixe seu comentário.

No longo depoimento prestado ontem ao juiz Vallisney Oliveira, da 10° Vara Federal, em Brasília, o ex-deputado Henrique Alves chorou pelo menos umas 10 vezes.

Ele disse que listou 200 testemunhas para prestarem depoimento em seu favor…

Questionou o motivo de, no processo da Arena das Dunas, todos os conselheiros do Tribunal de Contas do RN serem ouvidos…

E disse que, se não tivesse sido candidato a governador, e sim à reeleição para deputado federal, teria sido reeleito para presidência da Câmara.

Henrique voltou no tempo…

Tempo que durante quase 50 anos o manteve em cima de um palanque.

E seu depoimento, na maioria dos momentos, se confundiu com esses momentos.

Gesticulava e falava em tom de diacurso ao responder a perguntas do juiz e de seu advogado.

Se recusou a responder perguntas do Ministério Público Federal sobre conta na Suíça ou em outros países, relação com Fábio Cleto, com Lúcio Funaro e com Eduardo Cunha, presença de seus assessores no escritório de Funaro…

E apesar de negar qualquer relação com Funaro, foi instado pelo próprio advogado a confirmar que Funaro esteve em Ntal para entregar dinheiro de caixa 2 para sua campanha.

Abaixo o vídeo com o depoimento de Eduardo Cunha seguido do de Henrique.

Na segunda parte da gravação, Henrique aproveitou para, do alto do seu estado de preso, fazer críticas ao governo Robinson Faria, falando do atraso no pagamento dos salários e do “caos” da saúde.

Henrique terminou seu depoimento chorando e dizendo que presidiu o PMDB do Rio Grande do Norte por 10 anos, que estava licenciado depois aue foi preso, e aue há 15 dias “fizeram uma convenção e outro diretório”, dando a impressão que à sua revelia.

Henrique, ainda chorando, disse que o novo diretório tem 61 pessoas, mas deixaram ele de fora.

Só para contextualizar, o novo presidente do partido no RN é o senador Garibaldi Filho.

7 de novembro de 2017 às 18:24

Vídeo: O choro de Henrique no depoimento ao juiz Vallisney Oliveira [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Só hoje, mais de 24 horas depois, o vídeo com o depoimento do ex-deputado Henrique Alves foi liberado.

Vídeo que mostra o choro do peemedebista quando fala da família.

O depoimento foi prestado ao juiz Vallisney Oliveira, da 10° Vara Federal, em Brasília.

CLIQUE AQUI e assista

7 de novembro de 2017 às 17:32

TSE reforma decisão da justiça eleitoral do RN e manda prefeita e vice de Água Nova voltarem aos cargos [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O Tribunal Superior Eleitoral acaboi de cassar a decisão do TRE do Rio Grande do Norte que cassou a prefeita e o vice-prefeito do município de Água Nova.

Com a decisão, Iomara Rafaela Lima de Souza Carvalho e Elias Raimundo de Souza retornarão aos cargos.

Na decisão, o ministro relator Napoleão Nunes Maia Filho acatou defesa do advogado Erick Pereira.

7 de novembro de 2017 às 14:58

Preso, ex-assessor de Geddel revela que contava maços de dinheiro para o ex-ministro [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Do Estadão

 

Ex-assessor diz que contava maços de até R$ 100 mil para Geddel

Job Ribeiro Brandão, cujas digitais foram identificadas nas cédulas do bunker dos R$ 51 milhões, afirmou que ex-ministro pedia a ele que contabilizasse dinheiro em envelopes pardos

Luiz Vassallo e Fabio Serapião

O ex-assessor de Geddel Vieira Lima, Job Ribeiro Brandão, confessou à Polícia Federal ter recebido do ex-ministro quantias de R$ 50 mil a R$ 100 mil para a contagem dos valores.

Ele está preso por terem sido encontradas suas digitais nas cédulas do bunker de R$ 51 milhões, em Salvador.

Job é assessor dos políticos da família há anos e já trabalhou para o pai, Afrisio Vieira Lima, falecido no ano passado, e para os irmãos Geddel e Lúcio.

Preso desde 18 de outubro em regime domiciliar, Job teve sua fiança de 100 salários mínimos reduzida pela metade após o ministro relator do caso, Edson Fachin, acolher recurso da defesa.

Ele virou alvo da Operação Tesouro Perdido no momento em que a Polícia Federal identificou suas digitais em parte dos R$ 51 milhões encontrados em um apartamento em Salvador, a 1,2 km da residência de Geddel Vieira Lima.

O ex-ministro e o deputado Lúcio Vieira Lima são investigados pelo crime de lavagem de dinheiro.

À Polícia Federal, Job afirmou que, a partir de 2010, passou, com mais frequência a receber de Geddel ‘dinheiro na residencia da mãe’ do peemedebista’, para que o contasse.

O ex-assessor ainda disse que ‘o dinheiro era apresentado, em regra, em envelopes pardos e as somas giravam em torno de R$ 50.000,00 a R$ 100.000,00’.

Segundo Job, ‘a contagem era feita, em regra, em sala reservada que funcionava como gabinete’.

7 de novembro de 2017 às 14:50

Secretária de Segurança vai se pronunciar sobre paralisação da polícia [0] Comentários | Deixe seu comentário.

A secretária de Segurança do Estado, Sheila Freitas, vai receber a imprensa logo mais às 16h30 para uma entrevista coletiva.

Na pauta, a posição do Governo em relação à greve anunciada pela Polícia Militar.

7 de novembro de 2017 às 14:40

Senadores e deputados cobram da Petrobras explicações sobre rebaixamento de refinaria no RN [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Os senadores José Agripino (DEM) e Garibaldi Filho (PMDB), e os deputados Felipe Maia (DEM) e Walter Alves (PMDB) se reuniram hoje no gabinete do presidente do DEM, para discutir sobre a mudança de status da refinaria Clara Camarão, em Guamaré.

A reunião convocada por Agripino, contou com a presença do gerente geral da Unidade de Operação, Exploração e Produção da Petrobras para o RN e Ceará, Tuerte Rolim, outros técnicos da Petrobras e o prefeito de Guamaré, Hélio de Mundinho (PMDB).

Os parlamentares pediram explicações sobre possíveis demissões na refinaria e Agripino solicitou uma reunião urgente entre o presidente da empresa, Pedro Parente, e toda a bancada federal do Rio Grande do Norte, na intenção de tirar todas as dúvidas sobre o assunto.

O consultor da presidência da Petrobrás, Leandro Martins, disse na reunião que não haverá demissões, e o que poderá existir é a realocação de funcionários, medida bastante comum na dinâmica da empresa.

O debate não levantou o fechamento de pousadas, restaurantes e desemprego que deverão acontecer no entorno da refinaria.

7 de novembro de 2017 às 14:26

Por decisão do STJ, Raniere Barbosa reassume mandato amanhã e presidência no dia 22 [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Por decisão unânime do Superior Tribunal de Justiça, o vereador afastado Raniere Barbosa (PDT) reassume suas funções legislativas amanhã, de posse da certidão do julgamento.

Já a Presidência da Casa ele reassumirá no dia 22.

A defesa de Raniere, coordenada pelo advogado Erick Pereira, levantou a tese do pleno exercício do mandato eletivo.

O mesmo que o STF tinha levantado no julgamento que devolveu o mandato do senador Aécio Neves (PSDB): que não pode haver obstáculo ao exercício do mandato por causa da soberania popular.

A volta à Presidência se dará no dia 22 porque foi o menor prazo que o juiz da Sétima Vara apresentou como parâmetro.

7 de novembro de 2017 às 11:59

Para Tião Couto, enquanto bancada se mexe pensando em reeleição, refinaria é engolida por Pernambuco [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O empresário Tião Couto fez um alerta hoje em Mossoró, sobre a perda de status da refinaria Clara Camarão, em Guamaré.

Ele alertou que estrategicamente a refinaria estava evoluindo na sua estrutura para atender o Rio Grande do Norte e o Ceará, mas que agora, será o estado de Pernambuco que vai centralizar esse papel.

“O que vejo é que a refinaria de Pernambuco vai operar para Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte e Ceará, aumentando os custos de produção. Vejo também os chineses interessados numa refinaria no Ceará, e isso tudo significa que o nosso Rio Grande do Norte vai ser engolido nesse processo todo”, explicou Tião, lamentando a falta de ação da bancada federal.

“Penso que mesmo agora com o problema aparecendo, os nossos políticos se mexem apenas com objetivos eleitoreiros e não estão pensando no Estado”.

7 de novembro de 2017 às 11:52

Mineiro e Natália Bonavides são os nomes do PT para deputado federal [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Já são dois os nomes do PT à disposição do partido para disputarem vagas de deputado federal.

Em agosto quem anunciou a pré-candidatura foi a vereadora Natália Bonavides, que integra a tendência petista ‘Articulação de Esquerda’.

Ontem foi a vez do deputado estadual Fernando Mineiro

Mineiro é da tendência ‘CNB’.

As duas tendências se juntam no projeto majoritário.

Natália e Mineiro defendem candidatura ao Governo e o nome é o da senadora Fátima Bezerra.

Fátima, que lidera a tendência ‘Avante’, faz de conta que a candidatura ao Governo não é com ela.

Deliberou apenas sobre candidatura do ex-prefeito de Parelhas, Chico do PT, a deputado estadual.

Mas o presidente do PT, Júnior Souto, em reunião do partido, deixou clara a necessidade de construir um programa para apresentar um projeto de desenvolvimento para o estado.

7 de novembro de 2017 às 11:51

Presença de Gleisi Hoffmann em Natal deverá adiantar anúncio de candidatura de Fátima ao Governo [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Com nomes se definindo para o legislativo federal, o PT deverá deliberar sobre candidatura ao Governo.

Um evento do partido está previsto para o próximo dia 15, em Natal, com a possível presença da presidente nacional, a senadora Gleisi Hoffmann.

Num discurso de Gleisi em Natal, certamente não faltará uma palavra oficial do partido sobre a pré-candidatura de Fátima Bezerra ao Governo.

A presença de Gleisi, se confirmada – está pré-agendada – deverá adiantar o processo de escolha de nomes do PT no Rio Grande do Norte.

Escolha que todo mundo está careca de saber.

7 de novembro de 2017 às 11:49

Carlos Eduardo em campanha para o Governo [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Enquanto a senadora Fátima Bezerra (PT) faz de conta que candidatura ao Governo não é com ela, o prefeito de Natal, Carlos Eduardo, na propaganda eleitoral do PDT, faz discurso de candidato a governador.

Fala de falhas na segurança, saúde e educação – do Estado – e promete que o Rio Grande do Norte “tem jeito”.

Em plena campanha.

7 de novembro de 2017 às 11:06

Ney Júnior retorna à Câmara e aguarda decisão do STJ para saber quem assume a presidência [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Da Câmara Municipal de Natal, o comunicado sobre o retorno do vice-presidente Ney Lopes Júnior, após dias de tratamento de saúde em São Paulo:

Nota

O gabinete do vereador Ney Lopes Jr comunica o seu retorno ao exercício do mandato nesta quinta feira, 9 de novembro.

O vereador submeteu-se, com absoluto sucesso, a tratamento médico em São Paulo, por recomendação de profissionais da saúde de Natal, considerando a necessidade de exames de alta complexidade, não disponíveis na capital.

O estado de saúde atual do vereador é de total normalidade, podendo reassumir as suas funções na Câmara Municipal de Natal.

Por recomendação do vereador Ney Lopes Jr fica esclarecido que o seu propósito é reassumir o mandato para o qual foi eleito.

O retorno ao exercício da presidência dependerá da decisão judicial, a ser prolatada hoje, no Superior Tribunal de Justiça, em Brasília, quando será apreciada a legalidade do ato do plenário da CMN, que determinou o retorno imediato do vereador Raniere Barbosa, ao mandato e à presidência.

O vereador Ney Lopes Jr ratifica que a sua investidura interina na presidência da CMN decorre de ordem judicial e que igualmente, em respeito ao Poder Judiciário, o cargo estará disponível, conforme instrução legal.

Outrossim, o vereador Ney Lopes Jr deixa claro que as medidas “emergenciais” anteriormente adotadas, com a Mesa, no exercício temporário da presidência, decorreram do cumprimento do princípio da “legalidade” exigido para atos da administração pública, inclusive recomendações do Ministério Público e do Tribunal de Contas.

As demissões de pessoal e revisão de contratos, que foi obrigado a fazer, decorreram dessas circunstâncias, sem qualquer conotação de perseguição ou vindita.

O vereador Ney Lopes Jr declara não ter interpretado como ato de desconfiança ao seu comportamento, a posição de solidariedade pessoal, praticamente unânime do plenário, a favor do retorno imediato do vereador Raniere Barbosa.

Deixa claro, por fim, que caso reassuma a presidência interinamente, não mudará a sua conduta, submetendo-se na condução da Casa aos princípios da legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade e eficiência, definidos na Constituição.

O propósito é assegurar a todos os vereadores o direito à discordância e apresentação de propostas, esclarecendo, desde já, que todas as manifestações deverão ser formuladas por escrito, para decisão democrática no foro próprio da Câmara Municipal de Natal.

 

 

7 de novembro de 2017 às 9:04

Folha questiona tema da redação do Enem: “Ignorado até pelo governo” [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Ainda repercute a polêmica do tema da redação do Enem, no primeiro momento do anúncio levantado pelo Blog que entrevistou o professor natalense João Maria de Lima.

O assunto é chamada de capa na Folha de S. Paulo, e matéria de página inteira.

Na capa:

A crítica da Folha é a mesma do professor potiguar.

7 de novembro de 2017 às 1:40

Temer já espera que a Câmara derrote a reforma da previdência [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Na capa d’O Globo de hoje:

Michel Temer sabe que não tem apoio dos aliados.

No Rio Grande do Norte, o único representante do PMDB na Câmara, deputado Walter Alves, já disse que vota contra o presidente.

7 de novembro de 2017 às 1:11

Sobre greve, governador diz que não aceita insubordinação da PM e vai garantir ações de segurança para a população [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Com base na legislação que não permite que a polícia faça greve, o governador Robinson Faria anunciou em seu twitter que não aceita insubordinação da Polícia Militar.

7 de novembro de 2017 às 0:18

PMs e bombeiros anunciam paralisação no dia 13 [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Bombeiros e policiais militares decidiram nesta segunda-feira, em assembleia geral unificada, pela paralisação no próximo dia 13, quando uma greve geral está agendada, caso até lá os salários não sejam pagos e o calendário divulgado.

Policiais civis também decidiram participar da mobilização.