Thaisa Galvão

5 de janeiro de 2018 às 8:51

Na reunião da bancada com o governo, Fátima criticou discriminação da gestão Temer com o RN [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Para a senadora Fátima Bezerra (PT), a reunião da bancada federal com o governador Robinson Fatia foi propositiva.

“A bancada recebeu os esclarecimentos sobre a atual situação financeira do estado e decidimos que nós, parlamentares federais, somaremos esforços para ajudar o Rio Grande do Norte a enfrentar a crise, sobretudo no âmbito das demandas em Brasília”, afirmou a senadora.

“O Executivo nos apresentou as medidas fiscais que pretende adotar no Estado, entre elas a que aumenta a alíquota previdenciária cabível ao funcionalismo. Deixei claro que nem eu nem o meu partido pactuamos com ações que joguem no colo do servidor já fragilizado todo o ônus da crise”, argumentou Fátima, sobre a matéria que já foi encaminhada à Assembleia e até pautada para votação, mas terminou deixada de lado pelo legislativo estadual.

“Mostrei ainda minha indignação com o governo Temer, que acudiu os estados mais ricos da nação quando estes pediram socorro e vira as costas para o Rio Grande do Norte”, criticou a senadora, reforçando que o momento é de somar esforços, independente de diferenças partidárias.

“Mas vamos dar a César o que é de César: nós, representantes do RN, junto com o governo estadual – e em nome do respeito aos servidores e à populaçao do RN – devemos exigir da União a ajuda financeira para que o estado possa pagar o seu funcionalismo, que padece com essa situação. O governo de Michel Temer precisa rever a decisão que deixou de transferir o repasse emergencial que ajudaria sobremaneira a equacionar a situação da folha. A conta não pode ir para o colo do servidor”, reforçou a pré-candidata ao governo do Estado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*