Thaisa Galvão

22 de janeiro de 2018 às 12:05

Lei Seca: Dois motoristas são autuados duas vezes na mesma noite durante operação do Detran [0] Comentários | Deixe seu comentário.

A Operação Lei Seca do Detran/RN realizou duas blitzen durante o final de semana chegando a autuar por embriaguez ao volante dois condutores por duas vezes seguidas na mesma noite de fiscalização.

As abordagens foram realizadas em Natal, na Rua Walter Duarte, no bairro de Capim Macio (da sexta-feira para o sábado), e em Parnamirim, na praia de Pirangi (do sábado para o domingo).

De acordo com informações repassadas pelo coordenador da Operação Lei Seca no RN, capitão Isaac Paiva, o primeiro caso do condutor que recebeu atuação duplicada se deu em Natal.

“Ele foi abordado e se recusou a fazer o teste. Ao ser autuado, ele apresentou um condutor habilitado, mas, em vez de assumir o volante o recebedor devolveu a chave ao condutor autuado que assumiu o controle do veículo e saiu. Fomos atrás dele e novamente o abordamos, gerando a reincidência imediata”, relatou.

A segunda situação se deu na fiscalização realizada na praia de Pirangi, em Parnamirim.

Nesse caso, o motorista se recusou a realizar o teste do etilômetro e foi autuado administrativamente por transgressão à Lei Seca.

Ao apresentar um condutor habilitado para conduzir o automóvel ele foi liberado e a cerca de 500 metros da blitz o carro foi parado num posto de combustível e o condutor alcoolizado assumiu a direção do automóvel.

“Como havíamos suspeitado que isso ocorreria, nós fomos atrás e presenciamos esse momento, sendo que novamente o abordamos e o autuamos por uma segunda vez”, contou o capitão Isaac.

A lei Seca prevê que nesses casos de reincidência por um período de até 12 meses a penalidade pecuniária tem o valor dobrado, ou seja, o condutor embriagado arca na primeira autuação com uma multa de R$ 2.934,70. Já na segunda autuação esse valor sobe para R$ 5.869,40, chegando as duas atuações a uma cifra de R$ 8.804,10, além das sanções administrativas como a suspensão ou cassação do direito de dirigir.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*