Thaisa Galvão

20 de novembro de 2018 às 20:39

Para o advogado Erick Pereira, resultado eleitoral pode ser alterado até a diplomação dos eleitos [1] Comentários | Deixe seu comentário.

Caso o TSE determine a contagem dos votos do candidato a deputado federal Kerinho (PDT), e o diplomado para o mandato seja Beto Rosado (PP), e não Fernando Mineiro (PT), o que poderá fazer Mineiro, que teve o nome anunciado pelo Tribunal Eleitoral como eleito?

Juridicamente, poderia questionar e entrar com ação pedindo para tomar posse?

De acordo com o advogado Erick Pereira, Doutor em Direito Constitucional, a eleição só termina com a diplomação dos eleitos.

E no caso em questão, a eleição não havia sido encerrada, já que o candidato Kerinho, que teve a candidatura indeferida por ‘falta de documentos’ anexados ao registro, aguardava julgamento de recurso.

Portanto, para Erick, a eleição ainda pode ter novo resultado.

Como pode ocorrer com Mineiro e Beto Rosado.

20 de novembro de 2018 às 20:29

Parecer do analista de sistema Arnóbio Medeiros revelou o que o TSE comprovou: documentos de Kerinho foram anexados ao registro de candidatura [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Quando começou a requerer à justiça eleitoral a contagem dos votos do candidato a deputado federal Kerinho (PDT), o deputado federal não reeleito, Beto Rosado (PP), contratou os serviços do analista de sistema Arnóbio Medeiros.

Queria um parecer de Tecnologia da Informação (TI) para comparar com o arquivo individual de Kerinho, registrado no TSE.

O parecer de Arnóbio afirmava que o registro de candidatura de Kerinho contava com toda a documentação exigida.

Ao Blog Arnóbio explicou que criou um arquivo com toda a documentação exigida pelo TSE e o ‘tamanho’ era exatamente o mesmo do que estava arquivado.

“Só não tinha como comprovar que eram os mesmos documentos porque o arquivo do TSE é criptografado”, explicou Arnóbio, que a cada documento que retirava, era notória a diferença entre os arquivos do analista de sistema e do TSE.

O parecer do profissional de TI, favorável a Beto Rosado, não foi suficiente para provar que os documentos de Kerinho estavam completos no registro de candidatura, mas foi fundamental para o TSE decidir pela abertura do arquivo.

Aberto o arquivo, ficou comprovado que o parecer do arquivo criado pelo analista Arnóbio Medeiros, era equivalente ao do TSE.

20 de novembro de 2018 às 20:12

TSE abre arquivo individual do candidato Kerinho, comprova que documentos foram anexados e Mineiro pode perder vaga para Beto Rosado [1] Comentários | Deixe seu comentário.

O despacho do Tribunal Superior Eleitoral, que saiu há pouco, deve garantir a reeleição ao deputado federal Beto Rosado (PP) e tirar o mandato do até agora deputado federal eleito, Fernando Mineiro (PT).

Mineiro teve a eleição anunciada.

Beto, anunciado como derrotado, levou em consideração que, se contados os votos do candidato a deputado federal Kerinho (PDT), que passavam de 8 mil, mas não foram computados, vez que sua candidatura estava indeferida, mas aguardando recurso, a coligação à qual ele fez parte, passaria a ter mais votos do que a coligação que elegeu dois candidatos do PT: Natalia Bonavides e Fernando Mineiro.

Com os votos de Kerinho, a coligação PDT/PP/MDB/DEM/Podemos, que elegeu apenas Walter Alves, elegeria também Beto Rosado.

Já a coligação PT/PHS/PCdoB, só elegeria Natalia.

Mineiro não.

O jurídico da coligação pela qual foram candidatos Beto e Kerinho, entrou com ação pedindo para o TSE fazer a leitura do arquivo individual de Kerinho, que o TSE entendeu que faltavam documentos para o registro de candidatura, daí o indeferimento.

Por ter certeza que os documentos foram todos anexados, Kerinho recorreu.

E o TSE, no despacho de hoje, abriu o arquivo e revelou que a documentação estava anexada.

Só não tinha sido lida…por um problema técnico.

Mineiro acionou a justiça também, pedindo para o TSE não abrir o arquivo.

Mas o pedido foi negado já que o arquivo foi aberto.

Revelado que os documentos estavam anexados, resta o TSE determinar a contagem dos votos de Kerinho, o que deverá ocorrer na próxima semana.

Caso os votos sejam contados, quem toma posse como deputado federal é Beto Rosado, e não Mineiro.

Confira o despacho do TSE:

20 de novembro de 2018 às 15:57

Fátima segue para Brasília depois de se reunir com equipe da transição e almoçar com assessores mais próximos [0] Comentários | Deixe seu comentário.

A governadora eleita Fátima Bezerra embarcou hoje para Brasília.

Vai participar amanhã da sessão do Senado.

Antes Fátima acompanhou as discussões da equipe de transição e foi almoçar no restaurante da Governadoria, de onde seguiu para o aeroporto.

No restaurante, mesa formada com a assessora Guia Dantas, que responderá pela Comunicação do Governo, Raimundo Alves, que terá função das mais próximas de Fátima e Cadu Xavier, auditor fiscal que integra o grupo da transição.

20 de novembro de 2018 às 2:22

Veja: A Dinastia Bolsonaro e o poder do vereador sobre o presidente da República [1] Comentários | Deixe seu comentário.

Para quem reclama de oligarquias, vem aí a Dinastia Bolsonaro.

Uma oligarquia que não vai comandar um estado, como acontecia no Rio Grande do Norte, mas um país.

A revista Veja dessa semana traz uma reportagem sobre a Dinastia Bolsonaro.

Ou seja, sobre o presidente eleito Jair Bolsonaro, e os filhos, senador Flávio, deputado federal Eduardo, e vereador do Rio de Janeiro, Carlos Bolsonaro.

E detalhe da dinastia mais poderosa do país a partir de janeiro próximo: quanto menor a patente, maior o poder.

O que explica o poder do filho vereador sobre o pai presidente, e levanta a perguntinha besta que não quer calar:

O Brasil será governado por um presidente ou por um vereador carioca?

A resposta você mesmo pode encontrar, lendo a reportagem da Veja que o Blog reproduz.

Aí é só botar pra fora sua satisfação e confiança ou o seu medo.

Confira a reportagem.