Holiday

Thaisa Galvão

8 de março de 2019 às 16:50

Mano: o canal exclusivo de “toda a família Bolsonaro” [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Falou o porta-voz do Governo.

Ou seria o filho do presidente?

Ou o senador do PSL, mais votado do Brasil?

Flávio Bolsonaro, o filho do presidente Jair – o do caso Queiroz – anunciou hoje um novo canal de vídeo para divulgar as notícias da “família Bolsonaro”.

Leia-se, as notícias do Governo Federal.

O canal é mais uma ‘ação’ do governo nas redes sociais.

8 de março de 2019 às 13:13

Raimundo Fernandes, o deputado devoto [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O deputado estadual Raimundo Fernandes, devoto de Fátima, a santa de Portugal, foi homenagear Fátima, a governadora, e levou para ela um terço que trouxe da cidade lusitana.

Presente do dia da mulher.

8 de março de 2019 às 11:53

OGlobo: Forum de debates sobre mulheres e outras questões de gênero e diversidade homenageia potiguar que marcou o voto feminino no Brasil [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O jornal O Globo lançou hoje, no Dia da Mulher, uma nova plataforma de conteúdo dedicada ao tema.

Para identificar a plataforma, o jornal homenageou a professora do Rio Grande do Norte, Celina Guimarães Viana, primeira mulher a votar no Brasil.

O espaço é mais amplo, e visa debater temas ligados a mulheres, além de outras questões de gênero e diversidade.

O espaço terá reportagens, artigos, entrevistas, perfis e vídeos sobre direitos, mercado de trabalho, comportamento, expressão cultural, política, educação, saúde e violência.

O jornal destaca na capa a nova plataforma, e a homenagem ao pioneirismo potiguar.

8 de março de 2019 às 11:12

Governadora Fátima recebe diploma que homenageia memória de Capitã da PM [0] Comentários | Deixe seu comentário.

A governadora Fátima Bezerra recebeu ontem o Diploma Capitã PM Marina Régia Galhardo Rocha Leôncio.

Uma homenagem a mulheres que se destacam no trabalho pela segurança pública do Rio Grande do Norte.

A homenagem aconteceu durante solenidade no Teatro de Cultura Popular, na Fundação José Augusto.

“Este diploma é o singelo reconhecimento da Polícia Militar às mulheres que tanto trabalham pela segurança pública, que possuem triplas jornadas e merecem nosso reconhecimento”, disse o Coronel Alarico Azevedo, comandante geral da PM.

O Diploma Capitã PM Marina Régia Galhardo Rocha Leôncio foi criado em 2017, em homenagem a uma oficial da Polícia Militar que morreu de câncer em 2014.

Nos primeiros 60 dias da gestão Fátima Bezerra, os índices de violência e criminalidade diminuíram, segundo dados apresentados pela Secretaria de Segurança , que terminou o Carnaval 2019 como o mais tranquilo dos últimos quatro anos.

Também foram homenageadas Cibele Benevides (Procuradora da República no RN), Elaine Cardoso de Matos Novais Teixeira (Procuradora Geral Adjunta), Luciana da Assunção Andrade (MPE), Maria da Penha (72ª PMJ), Érika Canuto (Promotora de Justiça da Mulher), Arméli Brenand (secretária de Mulheres), Ana Cláudia Saraiva (Delegada Geral da Polícia Civil), Maria do Carmo Alves Macedo, Major PM Maria Helena Melo dos Santos Linhares, Major MP Edmeiry Neves Cassiano, Sargento PM Marta de Carvalho Fernandes, Sargento PM Rosiene Maria Batista da Costa, 2º Sargento Vilma Helayne Alves da Silva Azevedo, 3º Sargento Márcia de Medeiros Lucena, Cabo PM Janaína Alves de Brito Martins, Cabo PM Oriana Meyre Pontes da Silva, e Cabo PM Virlane Costa Negreiros Gandour.

Fotos Ivanísio Ramos

8 de março de 2019 às 10:51

Prefeitura de Natal lança campanha que chama atenção para combate à violência contra as mulheres [0] Comentários | Deixe seu comentário.

A Prefeitura de Natal lança hoje a campanha “Você pode mudar isso. O que te impede?”.

A campanha visa sensibilizar a população a reconhecer e, principalmente, denunciar qualquer tipo de violência contra a mulher.

“Resolvemos aproveitar o mês de março que é o mês da mulher para fazer essa campanha convocando as pessoas a denunciarem a violência contra a mulher, que na maioria dos casos, acontece dentro de casa. Dados de pesquisa mostram que mais de 76% dos agressores são homens próximos às mulheres, que muitas vezes têm dificuldade de denunciar essa situação. Mas não é possível a sociedade aceitar esse tipo de atitude como algo normal ou natural, é preciso que haja a conscientização”, justifica o prefeito Álvaro Dias.

“Mais do que enaltecer a mulher, a data do 8 de março surgiu como marco na luta pela igualdade de gênero, mas os números da pesquisa divulgada recentemente mostram que o feminicídio ainda é um problema grave no Brasil e por isso decidimos por essa campanha de conscientização de que qualquer pessoa pode e deve denunciar os casos de violência contra a mulher”, afirma o secretário de Comunicação, Heverton de Freitas.

A campanha foi elaborada pela Criola Propaganda e terá veiculação ao longo do mês de março, através de filme em TV aberta, spot e testemunhais em rádios, anúncios em jornais, mídias sociais, além de cartazes e panfletos para distribuição em vários pontos de Natal.

8 de março de 2019 às 9:35

Revista Veja mostra que, após ser acusado de abusar de mais de 500 mulheres, o médium João de Abadiânia sofre de depressão no presídio onde vive em Goiás [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Da revista Veja que estará nas bancas neste sábado, uma reportagem sobre a situação atual do médium João de Abadiânia, preso sob acusação de ter abusado mais de 500 mulheres:

0 médium João de Deus, de 77 anos, levava uma vida grandiosa antes de ser acusado de abusar sexualmente de centenas de mulheres.

Ele atendia até 2.000 pessoas por dia na Casa Dom Inácio de Loyola, em Abadiânia, no interior de Goiás, e era requisitado por personalidades nacionais e internacionais, do ex-presidente Lula à ex-secretária de Estado Hillary Clinton.

Sua fortuna beirava a casa de 100 milhões de reais, segundo estimativa do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf), órgão do Ministério da Justiça.

Já João Teixeira de Faria, como ele está registrado desde 16 de dezembro no Núcleo de Custódia do Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia, vive um inferno pessoal. É o que revelam laudos encomendados pela defesa do médium a um psiquiatra e a um médico.

Os relatórios, aos quais VEJA teve acesso, registram que João de Deus enfrenta sérios problemas de saúde, como perda de memória recente, e passou a ter ideias suicidas – além de exibir uma aparência pessoal desleixada, com descuido da higiene.

Elaborados no fim do mês passado, os laudos serão anexados ao processo a que o médium responde na Justiça e fazem parte da estratégia da defesa para garantir a libertação do médium ou, pelo menos, sua transferência para um hospital. Depois de se encontrar com João de Deus em 22 de fevereiro, o psiquiatra Leo de Souza Machado escreveu em seu laudo que o paciente está instável emocionalmente e chora com frequência. Em seguida, fez a seguinte advertência: “Só não cometeu suicídio pois ainda tem sua filha pequena e não quer morrer sem voltar a vê-la, além de não querer ‘contrariar a Deus'”. De acordo com o psiquiatra, o médium tem pensamentos extremamente pessimistas e recorrentes sobre a morte. “Sua situação clínica e psicopatológica atual é equivalente a superveniência de doença mental, compatível com o quadro psiquiátrico de um transtorno depressivo grave”.

Leo de Souza Machado também fez questão de registrar o descuido do médium com o asseio pessoal: “O paciente mostrou-se com higiene precária, cabelos desarrumados, barba grande e descuidada, halitose sugerindo ausência de escovação dentária regular, trajava uniforme da unidade onde está recolhido e este estava sujo e com manchas de urina”.

Desde que foi preso, João de Deus perdeu 17 quilos e só dorme com a aiuda de medicamentos.

Segundo o laudo, o médium, que tem limitações de movimento na perna direita, ampara-se numa bengala e conta com a ajuda de outro detento para caminhar. “Suas funções cognitivas tambem estão comprometidas em memórias recentes, atenção e linguagem, que, apesar de espontânea, tem um conteúdo vago e muitas vezes empobrecido com respostas inespecíficas.” No mesmo dia 22 de fevereiro, João de Deus passou por uma perícia feita pelo médico Alberto de Almeida Las Casas Júnior. O laudo, como o do psiquiatra, reforça a tese de que o preso definha atrás das grades e corre risco de morrer. Um dos problemas apontados são dores no peito associadas comfalta de ar.

“(João) estava caminhando durante o banho de sol, apresentou dor retroesternal intensa seguida por perda de consciência, com pequena queda, sem se machucar, pois foi amparado por outro detento que estava próximo.”

Em 2 de fevereiro, João de Deus teve infecção urinária. No dia 21 de fevereiro, apresentou uma grave crise de diarréia.

O laudo médico descreve onze medicamentos que o paciente tem utilizado no presídio. Entre eles, ha remédios para pressão alta, dor no peito, controle do aumento da próstata e redução dos níveis de colesterol e dos riscos de acidente vascular cerebral e ataque cardíaco.

“O não controle rigoroso da pressão arterial, do colesterol e das emoções aumenta muito o risco de apresentar infarto ou ruptura da aorta abdominal, que já está dissecada, com iminente risco de óbito”, afirma o médico no laudo.

Com base no relato, ele sugere, tal como quer a defesa, a internação hospitalar de João de Deus para reduzir seus riscos.

Acusado de abusar sexualmente de mais de 500 mulheres, inclusive a própria filha, João de Deus foi preso preventivamente há pouco mais de oitenta dias, por decisão do juiz Fernando Augusto de Rezende, da comarca de Abadiânia, a cidade do interior de Goiás que vivia em função da atividade do médium.

Desde então, a defesa tenta a sua soltura nos tribunais superiores, até agora sem sucesso.

No Supremo Tribunal Federal (STF), dois ministros – Gilmar Mendes e Luiz Fux – declararam-se impedidos de julgar um pedido de liminar da defesa de João Deus. Eles alegaram razões de foro íntimo.

Já o ministro Ricardo Lewandowski negou a concessão da liminar, mas pediu informações adicionais antes de tomar uma nova decisão.

8 de março de 2019 às 9:30

Confira a entrevista do médium de Abadiânia à revista Veja [0] Comentários | Deixe seu comentário.

E a revista Veja, na edição que estará nas bancas neste sábado, entrevistou o João de Abadiânia (que o Blog se recusa a chamar de Deus).

Eis:

Preso preventivamente desde 16 de dezembro, João de Deus é acusado de abusar sexualmente de mulheres que buscavam tratamento espiritual na Casa Dom Inácio de Loyola, em Abadiânia (GO).

Na quinta-feira 28, ele respondeu, por escrito, a perguntas encaminhadas por VEJA, por intermédio de seu advogado Alberto Toron. E a primeira entrevista do médium depois de sua prisão. A seguir, os principais trechos.

Como tem sido sua vida na prisão?

Muito dura. Estou com 77 anos e tenho dificuldade para andar. Só caminho amparado numa bengala e com a ajuda de outro preso. Tenho vergonha de dizer, mas até para sentar na privada eu tenho dificuldade. Não há onde me segurar, tenho medo de cair. Todo mundo aqui me trata bem, dos presos aos guardas, e sou agradecido a todos. Minha comida é igual a de todos, arroz, feijão, macarrão e uma mistura. Tudo vem numa espécie de quentinha e a gente come na cela.

Acusados de abuso sexual costumam ser ameaçados nos presídios.

Digo o que disse na polícia e perante o Ministério Público: não pratiquei nenhum abuso contra ninguém. Da primeira vez que fui ouvido nem me mostraram fotos das mulheres que se queixaram. Eu atendia uma média de 1.000 a 2.000 pessoas por dia. É impossível lembrar. O certo é que não abusei de ninguém. Alguns fatos são antigos e nem sequer pude, pelos nomes, me lembrar das mulheres. Sinto-me injustiçado.

O Ministério Público anexou ao processo acusações de dezenove mulheres que dizem ter sofrido abuso sexual entre 1975 e 2018. incluindo uma série de casos já prescritos.

Eu tenho dificuldade de entender como pessoas se dispõem a falar de coisas ocorridas há quarenta anos. Mais do que isso, acho inacreditável que uma pessoa que se sinta violentada volte outras vezes para ser atendida. Não faz sentido.

Uma filha do senhor diz ter sofrido abusos quando tinha 11 anos.

Digo que é um absurdo! Tanto é assim que nem o Ministério Público acreditou nela, não estou sendo acusado por nenhuma prática contra ela. Ela tem um histórico de internações e, no passado, antes dessa onda de acusações, já se desculpou pelo que disse. Agora voltou a falar, mas não merece fé.

O senhor soube da notícia do suicídio da ativista Sabrina Bittencourt, que ajudou mulheres que o acusam de violência sexual?

Muita gente diz que essa história de suicídio é uma invenção. Eu estou preso e não sei dizer. A Justiça tem de apurar.

O senhor manteve relação sexual com mulheres após os atendimentos em Abadiânia?

Nunca tive relação com mulheres durante o atendimento, nem depois.

O senhor atendeu autoridades do mundo inteiro. Tem recebido visitas ou manifestações de solidariedade?

Meus filhos e alguns amigos tem vindo me visitar, mais ninguém. Minha mulher sofre muito, mas não vem aqui com medo de ser alvo de algum ataque. Sofro, mas entendo. Onde estou não existem presos de facção ou do crime organizado. Eles ficam trancados do outro lado.

Como está sua saúde?

Perdi 17 quilos desde que entrei na cadeia, minhas mãos tremem e tenho tido falta de ar quando caminho. Às vezes sofro de tontura e diarréias. Tenho doenças crônicas, como hipertensão arterial. Durmo muito mal e minha saúde está fraca. Há uns anos, tirei 60% do meu estômago por causa de um câncer agressivo e lá atrás coloquei seis stents no coração. Rezo muito.

Por que o senhor guardava armas em casa?

Eu esclareci tudo isso quando fui ouvido pelo MP aqui na cadeia. Uma pessoa queria matar o amante da mulher e a própria. Eu fiz o homem me entregar a arma. Outra vez uma pessoa queria se matar, eu também a fiz me entregar a arma. Guardava e as esquecia. Não uso arma, e ninguém que se disse abusada falou no emprego de arma.

O senhor é dono de uma fortuna calculada em 100 milhões de reais. Como ganhou tanto dinheiro?

Trabalho desde criança. Não sei a data certa, mas quando era moço fui para Serra Pelada e no garimpo juntei mais de 4 quilos de ouro. Depois comprei uma fazenda e mais para a frente outra, e fui criando vacas e bois. Sou uma pessoa simples e muito econômica. Não sou dado a luxos nem a cachaça. Também não cobro pelas sessões mediúnicas. Gosto de ajudar as pessoas.

O senhor recebeu críticas pesadas de entidades que representam os espíritas.

Não sou espírita, sou médium. Acredito em radiação e energia. As entidades me olham muito. Se não me protegessem, eu já teria morrido.

Pretende voltar a atender em Abadiânia?

Na Casa Dom Inácio já passaram mais de 10 milhões de pessoas. Ajudei muita gente e lamento não poder continuar a ajudar. Confio na Justiça.

8 de março de 2019 às 8:09

Ippon e Top Car presenteiam mulheres com serviços grátis na revisão dos carros [1] Comentários | Deixe seu comentário.

Parceiros do Blog, as concessionárias Suzuki (Ippon) e Mitsubishi (Top Car) em Natal, presenteiam mulheres clientes neste 8 de março.

Confira:

8 de março de 2019 às 8:07

TAP renova a frota de aviões que embarcam para a Europa saindo de Natal [0] Comentários | Deixe seu comentário.

A TAP acaba de renovar a sua frota de aeronaves que opera o trecho Natal – Lisboa, garantindo maIs conforto aos passageiros que vão para a Europa com a partir de Natal.

E em breve Natal poderá ainda receber voos com aeronaves da nova família Airbus neo.

Lembrando que a TAP fez a estreia mundial da nova aeronave Airbus A330neo, em dezembro último, com um voo de Lisboa para o Brasil.

Os primeiros A330neo foram todos direcionados para rotas brasileiras, o que mostra a importância que a TAP dá para esse mercado.

Há um ano a TAP tinha 80 aeronaves, e atualmente tem 93 (mais dois Airbus A330-900neo chegaram no inicio de janeiro e já entraram em operação).

No total a TAP vai receber 37 novos aviões até ao final de 2019 e 71 até 2025.