Holiday

Thaisa Galvão

17 de março de 2019 às 12:15

Bolsonaro terá encontro com Donald Trump e depois os dois farão declaração à imprensa [0] Comentários | Deixe seu comentário.

V Em Washington, o presidente Jair Bolsonaro terá o primeiro encontro bilateral com o presidente Donald Trump, mas também consta de sua agenda encontros com formadores de opinião e empresários.

O presidente brasileiro ficará hospedado na Blair House, residência utilizada pelo governo norte-americano para receber chefes de Estado em visitas oficiais.

Acompanharam Bolsonaro aos Estados Unidos os ministros Paulo Guedes (Economia) e Sérgio Moro (Justiça e Segurança Pública), mas a audiência com o presidente Donald Trump na Casa Branca, agendada para a terça-feira, terá presença apenas de um tradutor.

Depois, os dois presidentes juntos farão uma declaração à imprensa.

Agenda do presidente nos EUA

Hoje

16h40 – Chegada à Blair House

19h30 – Jantar oferecido pelo Embaixador do Brasil em Washington

Segunda-feira

15h – Início da Conferência “Brazil Day in Washington”

15h30 – Audiência com Henry “Hank” Paulson, ex-secretário do Tesouro dos EUA

16h45 – Chegada de Bolsonaro à U.S. Chamber of Commerce

17h10 – Início do painel “O Futuro da Economia Brasileira”

17h50 – Discurso de Bolsonaro no “Brazil Day in Washington”

19h30 – Jantar oferecido pelo Conselho Empresarial Brasil-Estados Unidos

Terça-feira

09h30 – Encontro com Luis Almagro, Secretário-Geral da Organização dos Estados Americanos (OEA)

12h – Chegada de Bolsonaro à Casa Branca

13h45 – Conferência de imprensa

14h15 – Término da conferência de imprensa e encerramento do encontro presidencial

14h30 – Chegada ao Cemitério Nacional de Arlington

14h35 – Cerimônia de Deposição Floral

17h – Reunião com lideranças religiosas norte-americanas

18h30 – Jantar de trabalho

21h45 – Partida para Brasília

17 de março de 2019 às 12:13

General Mourão assume presidência da República até madrugada da quarta-feira [0] Comentários | Deixe seu comentário.

De hoje até terça-feira o Brasil terá o General Hamilton Mourão como presidente.

Em viagem para os Estados Unidos, o titular Jair Bolsonaro transmitiu o cargo na manhã deste domingo ao vice.

17 de março de 2019 às 10:03

Nudes de presidente da Câmara causa polêmica e pedido de cassação em Rolândia (PR) [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Nudes em Rolândia.

O município é Rolândia, norte do Paraná, a 400km de Curitiba.

O assunto em questão, a exposição do pênis do presidente da Câmara.

Resultado: os deputados Boca Aberta e Boca Aberta Jr., querem a cassação do presidente Eugênio Serpeloni por suposta quebra de decoro parlamentar.

Foi assim: as imagens picantes do presidente da Câmara com a língua de fora e movimentando o órgão sexual vazaram nas redes.

Serpeloni justificou que as cenas, de foro íntimo, não foram divulgadas por ele e não tem nenhuma relação com a Câmara (leia nota abaixo).

Autor do pedido de cassação do presidente da Câmara, o Boca Aberta, eleito deputado federal, é quem pode perder o mandato.

Mas por outro motivo.

Quando vereador em Londrina, Boca Aberta foi cassado por quebra de decoro, sob acusação de fazer uma ‘vaquinha’ virtual para pagar uma multa eleitoral.

Essa semana o Ministério Público Eleitoral do Paraná emitiu parecer favorável pela perda do mandato de deputado federal, tendo como justificativa a cassação dele como vereador.

Boca Aberta, que elegeu o filho Boca Aberta Júnior como deputado estadual, teria sido eleito mesmo estando inelegível.

O nudes do vereador, por enquanto, não causou o efeito político que enfrenta agora o seu denunciante.

Leia nota do vereador de Rolândia que assumiu o nudes como coisa de foro íntimo, e que prejudicou só a ele e a sua família.

Nota

“Eu, Eugênio Serpeloni, venho por meio desta esclarecer que recentemente tive meu nome relacionado a vídeo divulgado nas redes sociais e com grande repercussão.

Digo que, a gravação do referido vídeo foi produzida em momento íntimo pessoal, cujo conteúdo não autorizei a divulgação, não compartilhei de qualquer modo e nem com qualquer pessoa.

Este lamentável episódio trouxe grandes prejuízos morais a mim e a imagem da minha família, a quem devo pedido de perdão.

É evidente que o referido vídeo, por tratar-se de algo de foro íntimo, não possui qualquer relação ou vínculo com a Câmara Municipal de Rolândia, instituição para qual fui eleito democraticamente pelo voto popular, razão pela qual minha conduta íntima e pessoal não deve, nem deveria afetar.

Respeito aqueles que compreendem este ato isolado como algo aos costumes sociais, afinal vivemos em uma comunidade com pluralidade de ideias e opiniões. Contundo, afirmo tratar-se de conteúdo de esfera pessoal e íntima o qual não poderia macular minha vida pública, muito menos do Poder Legislativo.

Esclareço que, adotarei as medidas legais cabíveis com o fim de identificar aquele que realizou a divulgação do conteúdo íntimo, bem como aqueles que replicaram seu conteúdo de todas as formas e meios, evidentemente ilegais.”