Thaisa Galvão

12 de julho de 2019 às 13:15

Segunda cidade inteligente social do mundo começa a ser construída em São Gonçalo do Amarante [1] Comentários | Deixe seu comentário.

O Rio Grande do Norte será sede da segunda cidade inteligente social do mundo.

Trata-se da Smart City Natal, em São Gonçalo do Amarante, que será implantada com um conceito inovador e planejamento moderno e inclusivo.

O projeto representa um investimento de R$ 140 milhões e equilibra áreas verdes, residenciais, comerciais e empresariais, todas conectadas por uma mobilidade inteligente.

A CEO da Planet Smart City no Brasil, Susanna Marchionni, explicou, durante encontro com a imprensa no começo da tarde desta sexta-feira, o conceito do projeto: “viver, além de morar”.

“Nossas cidades são projetadas para serem inclusivas, autônomas e vibrantes, por isso implementamos uma série de atividades como biblioteca, cinema, cursos gratuitos e redes online, que incentivam a economia compartilhada e um novo jeito de viver em comunidade”, explicou Susanna, que é italiana.

Moisés Dantas, diretor executivo da incorporadora Habitax, à frente do projeto no RN, disse que a cidade inteligente social de Natal segue o sucesso da Smart City Laguna, a 55 quilômetros de Fortaleza, no Ceará.

“O projeto vem obtendo excelente resultado de vendas e reconhecimento inclusive internacional e o de Natal será construído com a mesma concepção pioneira da Planet, mas com um desenho único, pensado para cá”.

Cidades inteligentes já são realidade no mundo inteiro, mas não são acessíveis.

Cidade inteligente social, por sua vez, é um conceito desenvolvido pela Planet Smart City que une soluções inteligentes e inovadoras em quatro pilares: Pessoas; Planejamento Urbano e Arquitetura; Tecnologia; Meio Ambiente.

A junção faz da cidade um local que oferece qualidade de vida superior aos seus moradores. A Smart City social é desenvolvida de forma otimizada e, graças à tecnologia desenvolvida pela Planet, pode ser oferecida a preços acessíveis.

O projeto em Natal, de 170 hectares e capacidade para 16 mil pessoas, inclui ainda aplicativo gratuito do bairro, videomonitoramento em tempo real das áreas comuns, iluminação pública de LED, controle de qualidade do ar, wi-fi grátis nas áreas públicas, infraestrutura de alto padrão, academia ao ar livre, ciclovia, hortas urbanas e cozinha social. As parcelas dos lotes custam a partir de R$ 299 mensais.

O lançamento oficial da Smart City Natal está marcado para o dia 20 deste mês, das 8h às 17h, em São Gonçalo do Amarante, no local onde está sendo construída.

O evento será aberto ao público.

Susanna e Moisés apresentando o projeto para a imprensa de Natal

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*