Thaisa Galvão

3 de outubro de 2019 às 18:46

Governadora Fátima Bezerra participa de celebração no Santuário dos Mártires em São Gonçalo do Amarante [0] Comentários | Deixe seu comentário.

No dia dos Mártires de Cunhaú e Uruaçú, católicos lotam o Santuário em São Gonçalo para uma das tradicionais missas celebradas.

A governadora Fátima Bezerra foi recebida pelo prefeito Paulinho e pelo seu auxiliar Jaime Calado com a mulher, senadora Zenaide Maia.

3 de outubro de 2019 às 18:32

Prefeito Álvaro Dias vai ao Palácio do Planalto tratar da instalação da Escola Cívico Militar no bairro Felipe Camarão [1] Comentários | Deixe seu comentário.

O prefeito Álvaro Dias escolheu o bairro de Felipe Camarão para instalar, dentro dos padrões do Governo Federal, a Escola Cívico Militar no município de Natal.

Com índices negativos de violência, o bairro poderá ser pioneiro no Rio Grande do Norte e atrair jovens a seguir a carreira militar.

No final da tarde desta quarta-feira, Álvaro esteve no Gabinete Civil da Presidência da República, em Brasília.

Como o ministro General Ramos está viajando, o prefeito foi recebido pela secretária adjunta de Governo, Patrícia Brito, que recebeu a documentação de solicitação da Escola.

3 de outubro de 2019 às 17:46

Em seu livro, Rodrigo Janot fala do choro do ‘amigo sincero’ Henrique Alves, da cachaça e da carta que ele lhe mandou, e do apoio que lhe ofereceu, para quê…ele não sabe [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O ex-procurador-geral da República, Rodrigo Janot, disse em seu livro “Nada menos que tudo”, que o ex-deputado Henrique Alves forçou uma barra para se aproximar dele e não ter seu nome incluído na temida “lista de Janot”.

Janot falou do choro de Henrique ao receber um envelope e constatar que estava livre de um processo – sem imaginar que outros viriam.

Remetendo aos primórdios da Lava Jato, vem à mente as declarações do ex-deputado, afirmando que não estava na ‘lista de Janot’.

E Janot conta que recebeu uma cachaça de presente de Henrique, e depois uma carta adiantando que, passadas toda essa confusão, voltaria para a política e iria apoiar Janot.

O Ex-procurador-geral ironiza questionando qual necessidade ele teria do apoio de Henrique.

Para quê?

Leia esses trechos do livro de Rodrigo Janot.

3 de outubro de 2019 às 13:35

Rodrigo Janot revela que Henrique Alves tentou convencê-lo a praticar ‘crime de prevaricação’ [1] Comentários | Deixe seu comentário.

Corre solta a leitura do livro do ex-procurador-geral da República, Rodrigo Janot.

Em “Nada menos que tudo” ele conta como o ex-deputado potiguar Henrique Alves tentou convencê-lo a não investigar o ex-deputado Eduardo Cunha.

Em nome do patriotismo.

Janot conta detalhes de sua indignação, e diz que Henrique e o então vice-presidente Michel Temer queriam que ele, procurador-geral da República, praticasse ‘crime de prevaricação’.

Leia as páginas abaixo:

3 de outubro de 2019 às 5:48

Minuto da Câmara: Prestando contas [0] Comentários | Deixe seu comentário.

A Comissão de Saúde da Câmara promoveu uma audiência pública que teve como assunto principal a substituição dos cargos temporários da saúde pelos aprovados no último concurso. O debate contou com a presença do secretário municipal de Saúde. O vereador Preto Aquino (Patriota) comentou a situação.

Essa e outras notícias no Minuto da Câmara, um resumo do trabalho do legislativo municipal de Natal.

Acompanhe: