Thaisa Galvão

10 de janeiro de 2020 às 5:20

Com recursos conseguidos no DNOCS, governadora Fátima autoriza obras de recuperação da barragem Passagem das Traíras [0] Comentários | Deixe seu comentário.

A governadora Fátima Bezerra emitiu, nesta quinta-feira, a ordem de serviço para que a empresa T Maia Engenharia LTDA faça a abertura da fenda no barramento da barragem de Passagem das Traíras, no Seridó.

A ordem é que as obras de recuperação do reservatório seja entregue dentro de 60 dias.

A ação emergencial vai garantir a segurança na região e a continuidade do serviço, que será o primeiro grande trabalho de recuperação feito na barragem desde a sua inauguração em 1994.

“A importância da emissão dessa ordem de serviço mostra o compromisso do Governo com a cidadania do povo do Rio Grande do Norte e que somos conscientes da responsabilidade que temos. Além da importância para a economia e o lazer, o início da recuperação dá segurança para toda a região”, afirmou a governadora.

O dinheiro para recuperação da barragem foi conseguido pelo Estado através de um convênio com o Ministério do Desenvolvimento Regional, por meio do DNOCS.

Fátima lembrou que no início do ano passado determinou que fossem feitos um estudo e o projeto de recuperação de Passagem das Traíras, aplicando R$ 575 mil dos recursos do Tesouro Estadual.

A ação era uma resposta ao relatório divulgado pela Agência Nacional das Águas no ano de 2018, destacando os danos estruturais no reservatório.

“Levei o laudo até o ministro Gustavo Canuto e apelei, mostrando que a situação era crítica. Felizmente ele, em conjunto com o DNOCS, atendeu nosso pleito e viabilizou os recursos para a recuperação da barragem. Por isso é preciso reconhecer e agradecer o trabalho e o empenho do ministro, do DNOCS, dos movimentos sociais e do deputado Vivaldo Costa, que batalharam por essa obra”, comentou a chefe do Executivo.

A abertura na parede da barragem localizada na confluência entre Caicó, Jardim do Seridó e São José do Seridó evitará que se concentre água e aumente o risco de rompimento.

Fotos Ivanízio Ramos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*