Thaisa Galvão

14 de janeiro de 2020 às 2:46

Gasto com previdência de empregado doméstico não poderá mais ser deduzido do Imposto de Renda [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Para aumentar a arrecadação, o Ministério da Economia mandou retirar do seu Imposto de Renda, a dedução de gastos com a previdência de empregados domésticos.

A partir da declaração referente a 2020 isso não será mais permitido.

Até 2019 a Receita Federal permitia a dedução, no valor do imposto a pagar, de gastos com o pagamento do INSS de empregados domésticos.

No ano passado, a dedução máxima permitida era de R$ 1.200,32.

O benefício foi aprovado em 2006 com prazo final sendo 2018, para a declaração entregue em 2019.

O Senado chegou a aprovar em outubro de 2019 um projeto de lei prorrogando o benefício até 2024, mas a proposta não foi votada na Câmara dos Deputados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*