Holiday

Thaisa Galvão

4 de Abril de 2018 às 7:54

Protesto pela prisão de Lula aconteceu em dois pontos de Natal [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Em Natal, o protesto que defendeu a prisão imediata após condenação em segunda instância, aconteceu na frente da sede da Justiça Federal e próximo à Associação Médica.

Os manifestantes pediram a prisão de Lula.

Imagens InterTV Cabugi

4 de Abril de 2018 às 5:59

Pré-candidato em SP, neto de Nevaldo Rocha discursa na Avenida Paulista ao lado do tio presidenciável Flávio Rocha [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Mais uma prova de que a candidatura a deputado federal de Gabriel Kanner, neto do empresário Nevaldo Rocha, será por São Paulo, onde ele tem domicílio eleitoral, e não pelo Rio Grande do Norte.

Nesta terça-feira ele participou do movimento pela prisão do ex-presidente Lula na avenida Paulista, em São Paulo, onde discursou ao lado do tio presidenciável Flávio Rocha.

Vale relembrar que tanto deputados pré-candidatos ã reeleição quanto pré-candidatos, chegaram a morrer de medo de terem Kanner na disputa.

Abaixo trecho do discurso de Flávio Rocha (PRB)

3 de Abril de 2018 às 21:34

Após anúncio da compra de viaturas e ambulâncias, AL enfrentou trâmites legais para entregar benefícios à população [2] Comentários | Deixe seu comentário.

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Ezequiel Ferreira de Souza, explicou hoje, durante entrega das 50 viaturas ao sistema de segurança pública do Rio Grande do Norte, porque só um ano depois de anunciada a doação, os veículos foram, finalmente, entregues para utilização em todas as regiões do Estado.

Segundo Ezequiel, que anunciou a compra de ambulâncias e viaturas em janeiro do ano passado, o processo seguiu os trâmites necessários ao uso de dinheiro público começando por licitações, pedido ao fabricante, equipar os veículos, personalizar, documentar…

Tanto no caso das ambulâncias quanto das viaturas.

O presidente também foi questionado sobre o gasto da AL com os equipamentos para Saúde e Segurança, quando teria que ter devolvido o dinheiro economizado pela AL para o Estado.

Vamos combinar que, mais do que devolver ao Estado, o que foi economizado foi entregue diretamente à população.

Ou você acha que se a AL tivesse devolvido “sobras” o Governo teria comprado tudo isso?

Ou atualizado a folha salarial?

Vamos combinar…

3 de Abril de 2018 às 21:13

Assembleia entrega 50 viaturas modernas para reforçar segurança no Rio Grande do Norte [0] Comentários | Deixe seu comentário.

A Assembleia Legislativa entregou nesta terça-feira, 50 viaturas para reforçar a segurança no Rio Grande do Norte.

Os equipamentos que atenderão a todas as regiões do Estado, foram direcionadas às Polícias Militar e Civil, Corpo de Bombeiros, Sistema Penitenciário e Itep.

“As 50 viaturas são uma doação da Assembleia Legislativa a todas as regiões do Rio Grande do Norte para equipar melhor o Estado e aumentar o policiamento ostensivo. Registro de forma inédita em 183 anos desta Casa Legislativa, que com a economia feita, com a associação de todos os 24 deputados e os servidores, conseguimos já entregar 135 viaturas ao Estado, atendendo a todas as regiões. São 85 ambulâncias, sendo 25 UTIs, que puderam atender à demanda necessária de hospitais regionais e municípios, e hoje entregamos as 50 viaturas”, explicou o presidente da Assembleia, Ezequiel Ferreira de Souza (PSDB).

Das 50 viaturas 4X4, metade é equipada com celas.

Como a Assembleia fez a entrega das viaturas ao sistema de segurança do Estado, o governador Robinson Faria (PSD) esteve presente à solenidade para recebê-las.

Deputados, prefeitos e lideranças políticas participaram da entrega em Natal, no bairro de Brasília Teimosa.

Fotos João Gilberto/AL

3 de Abril de 2018 às 20:39

Neto de Nevaldo Rocha, Gabriel Kanner disputará mandato federal por São Paulo [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Para quem se assustou com a notícia da candidatura de Gabriel Kanner, neto do empresário Nevaldo Rocha, a deputado federal…

Vale explicar que se eleito, ele não vai tomar o lugar de nenhum pré-candidato à eleição ou reeleição no Rio Grande do Norte.

O domicílio eleitoral de Gabriel Kanner é São Paulo, portanto, ele vai disputar vaga na Câmara Federal por São Paulo.

Para quem no RN temia o poder ‘de fogo’ do novo pré-candidato, pode ir se acalmando…

Gabriel e o tio presidenciável Flávio Rocha

3 de Abril de 2018 às 12:44

Governo anuncia pagamento dos salários de março para 87% dos servidores [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O Governo do Estado anunciou que conclui até sábado o pagamento dos salários de março de 87% dos servidores.

Os demais servidores da Educação, Saúde e órgãos indiretos com arrecadação própria receberam dentro do mês trabalhado.

No sábado recebem os servidores da segurança – SESED, SEJUC, PC, PM, CBM, ITEP e policiais do Gabinete Civil e da Vice-Governadoria (ativos, inativos e pensionistas, PM e CBM).

Também serão pagos os salários de quem ganha até 4 mil.

O calendário de quem tem salários acima de 4 mil será divulgado em breve.

O décimo terceiro de quem ganha entre 2 e 3 mil será pago no dia 30.

3 de Abril de 2018 às 11:34

Ivan Júnior deixará Recursos Hídricos para disputar eleição e será substituído por Maírton França [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Secretário estadual de Recursos Hídricos, Ivan Júnior, ex-prefeito de Assu, deixará o cargo no sábado, último dia para desincompatibilização de quem ocupa cargos públicos e quer se candidatar.

Filiado ao PSD do governador Robinson Faria, Ivan vai disputar mandato de deputado estadual.

Entrará na nominata do partido que já tem o deputado pré-candidato à reeleição, Galeno Torquato, e o deputado Dison Lisboa, que apoiará um nome da região Agreste para disputar eleição.

O nome para substituir Ivan Júnior é Mairton França, ex-titular da pasta e atual adjunto.

3 de Abril de 2018 às 9:03

PF prende prefeito, vice, atual e futura presidentes da Câmara e afasta 85 servidores em Cabedelo (PB) [0] Comentários | Deixe seu comentário.

A Polícia Federal e o Ministério Público fazem uma varredura agora de manhã na cidade de Cabedelo, região metropolitana de João Pessoa, na Paraíba.

Já estão presos o prefeito Leto Viana (PRP), o vice-prefeito Flávio de Oliveira (PRP), e o presidente da Câmara Municipal, Professor Lúcio (PRP), e mais 5 vereadores, entre eles Jacqueline Monteiro (PRP), esposa do prefeito Leto.

Detalhe: No dia 8 de março passado, Jacqueline foi eleita presidente da Câmara para o biênio 2019/2020.

A operação Xeque Mate, que conta com cerca de 200 policiais federais, investiga a participação das principais autoridades públicas do município em esquemas como o de funcionários fantasmas da prefeitura e da câmara que recebiam salários de até 20 mil reais repassados a maior parte para as autoridades, e ainda de doações fraudulentas de imóveis do patrimônio público municipal, bem localizados e de alto valor, para empresários locais sem que houvesse critérios objetivos para a escolha do beneficiado.

Os envolvidos responderão por formação de organização criminosa, corrupção ativa e passiva, lavagem de dinheiro e fraude licitatória.

Ao todo são 11 mandados de prisão preventivas, 15 sequestros de imóveis e 36 mandados de busca e apreensão, além do afastamento cautelar do cargo de 85 servidores públicos.

Além de presos, prefeito, vice, presidente da Câmara e vereadores foram afastados.

*

Só para ilustrar…

Declaração do presidente da Câmara (preso) Professor Lúcio, no dia 8 de março, quando da eleição da primeira-dama e vereadora Jacqueline Monteiro (presa)para o próximo biênio como presidente da Casa:

“O trabalho de transparência que estamos desenvolvendo na Câmara de Cabedelo talvez seja inédito no Brasil e, assim, esperamos que a nova mesa diretora dê continuidade a isso tudo. E creio que assim será, pois a parlamentar Jacqueline tem os mesmos pensamentos que nós temos”.

3 de Abril de 2018 às 0:02

Em ato de filiações, PSDB ganha mais um deputado e forma chapa com senador e suplente para o pleito de outubro [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Na tarde de filiações, nesta segunda-feira, em Natal, o PSDB saiu com uma candidatura completa para o Senado: o ex-governador Geraldo Melo para senador e o empresário Haroldo Azevêdo na suplência.

Geraldo já foi senador e Haroldo foi seu suplente, e agora os dois tentam viabilizar a reprise.

Geraldo e Haroldo assinaram a ficha do partido tucano, endossada pelo presidente do diretório do RN, o presidente da legenda e da Assembleia Legislativa, Ezequiel Ferreira de Souza, e pelo presidente de honra da legenda, deputado federal Rogério Marinho.

Geraldo, que ganhou o apelido de “Tamborete” (por ser baixinho), no pleito de 1986, quando se elegeu governador, assinou a ficha de filiação em um mini tamborete.

“Eu fui convidado para participar sendo candidato, e aqui estou com muita honra para representar o PSDB. Se depender do meu gosto, eu sou pré-candidato ao Senado Federal. O partido, entretanto, me pediu para anunciar o meu nome para a chapa majoritária, mas eu espero que seja só uma primeira escala”, declarou Geraldo.

Vale lembrar que a chapa majoritária é composta pelo candidato a governador, o vice e o candidato a senador.

A deputada Larissa Rosado, que era do PSB, também se filiou ao PSDB.

Com isso o partido passa a ter uma bancada de 6 deputados, a maior da Assembleia: com Ezequiel, Larissa, Gustavo Carvalho, Márcia Maia, josé Dias e Raimundo Fernandes.

Mesmo sem janela aberta para vereadores, o PSB liberou a vereadora de Mossoró, Sandra Rosado, e a mãe de Larissa também entrou no time dos tucanos.

Também se filiaram ao PSDB o médico e ex-candidato a prefeito de Parelhas, Tiago Almeida, o prefeito de Tangará, Jorginho Bezerra, os vice-prefeitos Robenilson Júnior (Bento Fernandes) e Dejerlane Macedo (Pedro Velho), e as ex-prefeitas Neidinha (Maxaranguape) e Giza Rodrigues (Lagoa D’Anta).

O ex-presidente do ABC, Rubens Guilherme, e o ex-candidato a prefeito de Acari, Vijônio Filho, também assinaram a ficha do PSDB.

Pré-candidato a governador, Fábio Dantas (PSB) participou do evento.

2 de Abril de 2018 às 20:50

Prefeitura de Mossoró depositou retroativo a janeiro e fevereiro do piso salarial dos professores [0] Comentários | Deixe seu comentário.

A Prefeitura de Mossoró creditou hoje o retroativo do reajuste ao piso salarial do professor, corresponde aos meses de janeiro e fevereiro.

A prefeita Rosalba Ciarlini havia anunciado o pagamento até 10 de abril mas o repasse foi antecipado.

O retroativo referente a março já foi pago.

De acordo com o Projeto de Lei Complementar, do Executivo Municipal, o salário básico do professor de nível superior com carga horária de 40 horas passou a ser de R$ 3.411,61, correspondente à classe I do nível I da carreira, portanto, superior ao piso nacional.

2 de Abril de 2018 às 15:25

PSDB filiará chapa para o Senado nesta 2ª feira [1] Comentários | Deixe seu comentário.

Será logo mais às 16 horas, no Hotel Arituba, em Natal, a reunião extraordinária do PSDB do Rio Grande do Norte.

Reunião em que o presidente do partido, o deputado Ezequiel Ferreira de Souza, vai assinar ficha de filiação do ex-senador Geraldo Melo e do seu ex-suplente, empresário Haroldo Azevedo.

Os dois deverão disputar os mesmos cargos nas eleições de outubro.

Geraldo senador e Haroldo suplente.

A deputada estadual Larissa Rosado (PSB), e o médico ortopedista Tiago Almeida (DEM), também se filiarão ao partido para disputar mandatos estaduais.

2 de Abril de 2018 às 14:59

Neto do empresário Nevaldo Rocha, Gabriel Kanner é um nome novo na disputa pelas 8 vagas de deputado federal no RN [1] Comentários | Deixe seu comentário.

No taboleiro político do Rio Grande do Norte, um nome ainda não apareceu na lista dos que vão disputar mandato de deputado federal.

Mas vai aparecer.

É Gabriel Kanner.

Empresário que já atuou no Midway Mall, Gabriel é sobrinho do presidenciável Flávio Rocha (PRB),

Gabriel deverá se filiar ao PRP para ser candidato.

Já na linha de novo político, Gabriel Kanner, que tem o apoio do avô Nevaldo Rocha, tem acompanhado Flávio levando o Brasil 200 pelo Brasil afora.

No Rio de Janeiro, Gabriel participou, com direito a discurso, do lançamento do Plano de Segurança Pública Brasil 200, discutindo propostas como mudanças no Código Penal.

http://www.thaisagalvao.com.br/wp/wp-content/uploads/2018/04/repost-1.mov

2 de Abril de 2018 às 13:15

Pré-candidato a presidente, Flávio Rocha nega envolvimento de campanha com igreja [1] Comentários | Deixe seu comentário.

Da coluna Painel, na Folha de hoje:

2 de Abril de 2018 às 12:35

Pré-candidato ao Governo, Kelps Lima critica renúncia de Carlos Eduardo [1] Comentários | Deixe seu comentário.

Do deputado Kelps Lima (SD) sobre a renúncia do prefeito de Natal, Carlos Eduardo Alves (PDT).

Kelps é pré-candidato ao Governo.

2 de Abril de 2018 às 12:08

Quase 30 anos depois, Prefeitura de Natal volta para o MDB com a renúncia de Carlos Eduardo [1] Comentários | Deixe seu comentário.

Quando entregar a Prefeitura de Natal ao seu vice Álvaro Dias, na quinta-feira, o prefeito Carlos Eduardo Alves (PDT) estará devolvendo um mandato no Executivo ao MDB, partido de sua origem política e familiar.

O MDB faz tempo que não administra.

Desde que o senador Garibaldi Filho foi para o legislativo que o partido não sabe o que é uma caneta cheia de tinta.

Garibaldi foi o último peemedebista na Prefeitura.

Governou Natal de 86 a 89, antes de se eleger senador em 90.

Garibaldi também foi o último governador do PMDB no Rio Grande do Norte, exercendo dois mandatos entre 95 e 2002, quando renunciou para mais uma vez disputar o Senado.

De lá pra cá, o partido nem teve mais Governo e nem Prefeitura.

Até tentou com as candidaturas de Henrique Alves e Hermano Morais à Prefeitura.

E com a candidatura do próprio Garibaldi ao Governo, quando perdeu para Wilma de Faria.

Agora, entregando a Prefeitura ao vice Álvaro Dias, Carlos Eduardo devolverá um mandato do Executivo ao MDB, nova sigla do PMDB que já foi MDB.

2 de Abril de 2018 às 11:46

Daqui a 4 dias Carlos Eduardo passa a ser chamado de ex-prefeito e terá 9 meses sem mandato [2] Comentários | Deixe seu comentário.

Quando deixar a Prefeitura de Natal para se candidatar a governador, daqui a 4 dias, o prefeito Carlos Eduardo Alves (PDT) passará um tempo sem mandato.

Precisamente 9 meses até o final de dezembro, mesmo que seja eleito governador em outubro.

A partir de quinta-feira Carlos Eduardo será ex-prefeito da capital.

O prefeito será Álvaro Dias (MDB).

2 de Abril de 2018 às 11:44

Carlos Eduardo tem 4 dias para apresentar últimos atos de sua gestão [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O prefeito de Natal, Carlos Eduardo Alves (PDT), tem de hoje até quinta-feira para aparecer como gestor da capital.

Nesses 4 dias ele vai inaugurar, apresentar, lançar…

Como o Memorial do Esporte lançado hoje.

Carlos Eduardo vai renunciar ao mandato de prefeito para se candidatar a governador.

Deixa a Prefeitura na quinta, dois dias antes do prazo estabelecido pela Justiça Eleitoral para desincompatibilização, que é 7 de abril, sábado.

É que o prefeito prefere deixar a sexta-feira como margem para eventual pendência jurídica.

Com tudo certo para deixar o cargo, ainda está semana Natal terá um novo prefeito.

Em definitivo, e não mais interinamente, assumirá o ex-deputado e atual vice, Álvaro Dias (MDB).

2 de Abril de 2018 às 7:47

Robinson cumpre agenda de trabalho com apoios políticos no Seridó [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O governador Robinson Faria (PSD) aproveitou o feriado santo para cumprir agenda administrativa de inaugurações em Jardim do Seridó, com o prefeito do município, o cantor Amazan (PSD).

Agenda administrativa que teve o tom político também.

Prestes a se filiar ao PSD – seria PCdoB, mas não deu certo – o deputado Vivaldo Costa foi a Jardim acompanhar o governador.

Também presentes os prefeitos de Cruzeta, Sally Araújo (PSD), de Acari, Isaías Cabral (MDB) e de Santana do Seridó, Hudson Pereira de Brito (PSD).

Ex-pré-candidato a governador, amigo mas por um momento adversário ferrenho de Robinson, o desembargador Cláudio Santos, que não viabilizou a candidatura e desistiu de participar do pleito, foi à solenidade que homenageou o pai dele, Manoel Paulino, com o nome da praça inaugurada.

A presença de Cláudio Santos na solenidade com o governador, pode ter sido um sinal de pazes com Robinson, de que sempre foi muito próximo mas o desejo de ser governador o afastou.

O deputado Vivaldo Costa reforçou o tom político da presença de Robinson no Seridó, divulgando o vídeo aí:

1 de Abril de 2018 às 20:26

Presidente de comissão da OAB, Erick Pereira acredita que Lula terá habeas corpus mão não conseguirá registrar candidatura [1] Comentários | Deixe seu comentário.

Do jornal O Dia:

Lula entre a prisão e as urnas

Tendência é que STF conceda habeas corpus a ex-presidente. Registro de candidatura é mais complicado

Rio – O Supremo Tribunal Federal se tornou, nos últimos anos, uma caixinha de surpresas. No entanto, pelas declarações públicas – até em excesso – dos ministros, as apostas dos especialistas são no sentido de que, na sessão da próxima quarta-feira, a Corte vai mudar o entendimento em relação à prisão após condenação em segunda instância e, com isso, conceder um habeas corpus para o ex-presidente Lula.

A decisão vai contrariar a posição do juiz Sérgio Moro e dos procuradores da Lava Jato. Mas, nos meios jurídicos, de modo geral, as opiniões estão divididas.

Já quando se olha o quadro político, o posicionamento do Supremo vai marcar o início de uma nova fase da corrida presidencial.

“É difícil arriscar qual dos dois lados vai vencer esse cabo de guerra, mas qualquer que seja a decisão de quarta-feira, o Supremo perderá e vai sofrer ataques. Se mantiver a prisão em segunda instância, a decisão será equivalente a mandar prender o Lula. O Tribunal vai ser acusado de conspiração contra o PT, de proteger os outros e perseguir o Lula. Se não prender, muitos – na verdade, a maioria – vão dizer que a impunidade venceu”, diz o cientista político Sérgio Praça, da Fundação Getulio Vargas.

O que será decidido?

O ex-presidente Lula pede ao Supremo Tribunal Federal para não ser preso até que haja uma posição final da Justiça sobre o seu caso, o chamado “trânsito em julgado”. O argumento da defesa é o “respeito ao direito fundamental à liberdade” de todo cidadão.

Esse direito estaria amparado, na visão dos que se alinham ao time de defensores de Lula, em um trecho do Artigo 5º da Constituição: “Ninguém será considerado culpado até o trânsito em julgado de sentença penal condenatória”.

Em outubro de 2016, no entanto, o Supremo autorizou a prisão após uma condenação em segunda instância. Na época, o ministro Gilmar Mendes disse que “há diferença entre investigado, denunciado, condenado e condenado em segundo grau”. Com o voto de Gilmar, esse entendimento prevaleceu no plenário por 6 votos contra 5.

No entanto, Mendes mudou de ideia menos de um ano depois e passou a pressionar os outros ministros para que a decisão fosse revista.

O habeas corpus de Lula tem, como disse o ministro Fachin em uma decisão que consta do processo, essa questão como “matéria de fundo”.

Assim, uma discussão de doutrina jurídica está enredada com o destino de Lula e com todas as implicações políticas da eventual prisão do candidato que lidera as pesquisas de intenção de voto para presidente a seis meses da eleição.

“A expectativa é que haja a concessão do habeas corpus e que a prisão em segunda instância não tenha efeito imediato”, diz Erick Pereira, presidente da Comissão de Direito Eleitoral da OAB. “Pode não ser o que a opinião pública quer, mas é o que a Constituição prevê”.

Caso a expectativa não se realize e o habeas corpus seja negado, a 13ª Vara Federal de Curitiba poderá expedir uma ordem de prisão contra Lula, o que não demorará mais do que poucos dias, já que o titular do juízo é Sérgio Moro.

Opiniões divididas entre juristas

A concessão do habeas corpus a Lula e a prisão após julgamento em segunda instância são temas debatidos nas ruas e entre os profissionais do Direito.

E o único consenso é que um pedido de vistas que adie a decisão será a pior das alternativas. “É improvável”, diz Erick Pereira.

“O Supremo tem que saber da sua responsabilidade; tem que saber que decidir rápido e da melhor forma é o ideal”, defende o presidente do Conselho Executivo da Associação Juízes para a Democracia (AJD), André Augusto Salvador Bezerra.

Nesta segunda-feira, deverá ser entregue ao Supremo um abaixo-assinado defendendo a continuidade do entendimento atual que teve a aquisição de pelo menos seis centenas de juízes e promotores de todo o país.

“Nada justifica que o STF revise o que vem decidindo no sentido de que juridicamente adequado à Constituição da República o início do cumprimento da sanção penal a partir da decisão condenatória de segunda instância. A mudança da jurisprudência, nesse caso, implicará a liberação de inúmeros condenados, seja por crimes de corrupção, seja por delitos violentos, tais como estupro, roubo, homicídio etc.”, diz o abaixo assinado.

Já Bezerra defende o entendimento que existia até 2016. “É muito preocupante relativizar direitos fundamentais, eles têm que ser cumpridos na melhor forma possível. Eu espero é que o STF não dê por suficiente uma decisão de segunda instância”.

Sem ficha limpa

Ainda que a defesa de Lula consiga evitar uma prisão, isso não significa que o ex-presidente poderá disputar a eleição. “São dois aspectos diferentes, um é com relação a um efeito de natureza penal e o outro é uma discussão sobre direitos políticos. Houve a condenação por uma colegiado de juízes. Então, hoje Lula é inelegível (de acordo com a Lei da Ficha Limpa). Mas ele pode pedir concessão de efeito suspensivo para suspender a inelegibilidade”, diz Erick Pereira, da OAB.

“Tenho certeza que ele já sabe que não será candidato, está só marcando posição, está fazendo o papel dele para tentar a possível prisão dele como um ato politico, e ele não tem nada a perder fazendo aparições públicas”, acredita Sérgio Praça. “A lei é muito clara”.

“Quando for se registrar, Lula tem que apresentar a liminar de efeito suspensivo. A elegibilidade é verificada nesse momento”, lembra Erick Pereira.

No cenário mais provável, Lula cederá o espaço para um outro candidato petista. O prazo para registrar candidaturas termina às 19h do dia 15 de agosto. “Sem Lula, todos os candidatos hoje colocados na disputa ganham, sem exceção. Acho que, especialmente o Ciro Gomes herda os votos do Lula, mas não só ele. O jogo será outro”.

1 de Abril de 2018 às 13:24

Sem filiação de Bolsonaro, PEN mantém dirigentes e vereador Preto Aquino deve disputar o Senado [1] Comentários | Deixe seu comentário.

Ainda sem candidato definido para o Governo, o Patriota/PEN tem candidato a senador.

É o vereador Preto Aquino.

O presidente Luiz Gomes deverá disputar vaga na Assembleia Legislativa.

O Patriota não sofreu a intervenção anunciada com a quase filiação do presidenciável Jair Bolsonaro.

Sem Bolsonaro, tudo ficou como antes.