SELECT * FROM `wp_bannerize_b` WHERE `trash` = '0' AND (`maximpressions` = 0 OR `impressions` < `maximpressions`) AND ( (`start_date` < NOW() OR `start_date` = '0000-00-00 00:00:00' ) AND (`end_date` > NOW() OR `end_date` = '0000-00-00 00:00:00') ) AND `group` = 'anuncio lateral3(240x200)'ORDER BY RAND() LIMIT 0,1;
  • Ippon
  • julho 2014
    S T Q Q S S D
    « jun    
     123456
    78910111213
    14151617181920
    21222324252627
    28293031  
  • SELECT * FROM `wp_bannerize_b` WHERE `trash` = '0' AND (`maximpressions` = 0 OR `impressions` < `maximpressions`) AND ( (`start_date` < NOW() OR `start_date` = '0000-00-00 00:00:00' ) AND (`end_date` > NOW() OR `end_date` = '0000-00-00 00:00:00') ) AND `group` = 'anuncio lateral(240x200)'ORDER BY RAND() LIMIT 0,1;
  • @thaisagalvao

    • SELECT * FROM `wp_bannerize_b` WHERE `trash` = '0' AND (`maximpressions` = 0 OR `impressions` < `maximpressions`) AND ( (`start_date` < NOW() OR `start_date` = '0000-00-00 00:00:00' ) AND (`end_date` > NOW() OR `end_date` = '0000-00-00 00:00:00') ) AND `group` = 'anuncio lateral2(240x200)'ORDER BY RAND() LIMIT 0,1;
      12
      jul

      Candidato a federal, o deputado estadual Walter Alves (PMDB) vai hoje à Feirinha de Santana, em Currais Novos.
      Ontem à noite o peemedebista foi ao
      “Arraiá do Agricultor”, no município de Lajes.

      O deputado foi recebido pelo prefeito Benes Leocádio e pelo vice Marcão Fernandes.
      Fotos Március Valérius

      20140712-072614-26774448.jpg

      SELECT * FROM `wp_bannerize_b` WHERE `trash` = '0' AND (`maximpressions` = 0 OR `impressions` < `maximpressions`) AND ( (`start_date` < NOW() OR `start_date` = '0000-00-00 00:00:00' ) AND (`end_date` > NOW() OR `end_date` = '0000-00-00 00:00:00') ) AND `group` = 'anuncio meio(630x90)' ORDER BY `sorter` ASC LIMIT 0,1;

      O dia do presidenciável Eduardo Campos em Natal foi intenso e teve de tudo…

      Coletiva de praxe, passeio no shopping, entrevistas exclusivas a emissoras de rádio e TV, e ao Blog, visita a Arcebispo, caminhada no centro, discurso na rua, lanche na casa de aliado, banho na casa de amigo…

      Quando saiu do Midway Mall, onde foi recebeido pelo eleitor-empresário Nevaldo Rocha, Eduardo Campos foi dar entrevista na TV Ponta Negra e depois foi fazer um lanche no apartamento do deputado Tomba Farias (PSB) e da prefeita de Santa Cruz, Fernanda Costa (PMDB).

      A programação seguiu com visita ao Arcebispo de Natal, Dom Jaime Vieira da Rocha e com a caminhada no centro de Natal, que começou com um comício-relâmpago nas escadas da Assembleia Legislativa e terminou na porta das Lojas Riachuelo, no calçadão da rua João Pessoa, onde o presidenciável discursou em cima de um tamborete.

      Quando terminou a caminhada, o presidenciável foi ao apartamento do coordenador da campanha para o Nordeste, seu amigo Cáudio Porpino.

      Foi tomar um banho antes de seguir para a produtora onde gravou mensagem de apoio à candidatura de Wilma de Faria ao Senado.

      Já passava das 9 da noite quando o candidato foi para o aeroporto de São Gonçalo e embarcou para Recife.

      Fotos Heitor Gregório/Rodrigo Loureiro

      20140712-011236-4356015.jpg

      Com o Arcebispo Dom Jaime Vieira

      20140712-011323-4403171.jpg

      Na casa do deputado Tomba

      20140712-011405-4445405.jpg

      SELECT * FROM `wp_bannerize_b` WHERE `trash` = '0' AND (`maximpressions` = 0 OR `impressions` < `maximpressions`) AND ( (`start_date` < NOW() OR `start_date` = '0000-00-00 00:00:00' ) AND (`end_date` > NOW() OR `end_date` = '0000-00-00 00:00:00') ) AND `group` = 'anuncio meio(630x90)' ORDER BY `sorter` ASC LIMIT 1,1;
      • DNA Center
      12
      jul

      A campanha silenciosa

      12 de julho de 2014 às 0:58 — Comente aqui

      Da série de ligações que o presidenciável Eduardo Campos fez quando estava em Natal nesta sexta-feira:

      -O prefeito de Natal, Carlos Eduardo Alves (PDT), eleitor da presidente Dilma Rousseff…conversa cordial, como Dilma não faz…

      -O candidato a governador Henrique Alves (PMDB)…conversa cordial, mas Henrique vota em Dilma.

      -O presidente da Assembleia Legislativa do RN, deputado Ricardo Motta…a quem pediu "bênçãos para trabalhar pelo Rio Grande do Norte"…

      -O prefeito de Nova Cruz, Cid Arruda…

      -O deputado estadual Gustavo Carvalho (PROS)…

      SELECT * FROM `wp_bannerize_b` WHERE `trash` = '0' AND (`maximpressions` = 0 OR `impressions` < `maximpressions`) AND ( (`start_date` < NOW() OR `start_date` = '0000-00-00 00:00:00' ) AND (`end_date` > NOW() OR `end_date` = '0000-00-00 00:00:00') ) AND `group` = 'anuncio meio(630x90)' ORDER BY `sorter` ASC LIMIT 2,1;

      E o presidenciável Eduardo Campos já marcou data para voltar ao Rio Grande do Norte: 24…agora…de julho.

      Campos irá à Feirinha de Santana de Caicó, e depois segue para cumprir programação em Mossoró.

      Vai comemorar o aniversário da deputada Larissa Rosado, com direito a passeata, carreata, discursos…

      SELECT * FROM `wp_bannerize_b` WHERE `trash` = '0' AND (`maximpressions` = 0 OR `impressions` < `maximpressions`) AND ( (`start_date` < NOW() OR `start_date` = '0000-00-00 00:00:00' ) AND (`end_date` > NOW() OR `end_date` = '0000-00-00 00:00:00') ) AND `group` = 'anuncio meio(630x90)' ORDER BY `sorter` ASC LIMIT 3,1;

      O sábado será movimentado politicamente em Currais Novos, com a realização da tradicional Feirinha de Santana.

      E dois candidatos ao Governo já confirmaram presença na cidade: Henrique Alves (PMDB) e Robinson Faria (PSD).

      Os dois serão recebidos pelo candidato a deputado estadual, o democrata Carlson Gomes e pelo pai, ex-prefeito de Currais, Geraldo Gomes.

      Geraldo e Carlson são da banda do DEM que sente dificuldade em apoiar a candidatura de Henrique, o governadorável apoiado pelo partido.

      Por isso,sem definir em quem votar para governador, Carlson e Geraldo receberão neste sábado, os dois candidatos.

      Robinson passará na casa dos democratas para uma visita de cortesia, depois vai a um ato do PT e em seguida, caminhar na feirinha ao lado do vice Fábio Dantas (PCdoB) e de sua senadorável Fátima Bezerra (PT).

      Henrique também passará na casa dos democratas. Irá acompanhado do deputado federal Felipe Maia (DEM).

      Depois seguirá para a casa do ex-prefeito José Lins (PMDB), principal adversário de Geraldo e Carlson em Currais Novos.

      Carlson e Geraldo receberão os dois candidatos, mas continuam dizendo que só anunciarão a decisão sobre apoio, no próximo mês.

       

      SELECT * FROM `wp_bannerize_b` WHERE `trash` = '0' AND (`maximpressions` = 0 OR `impressions` < `maximpressions`) AND ( (`start_date` < NOW() OR `start_date` = '0000-00-00 00:00:00' ) AND (`end_date` > NOW() OR `end_date` = '0000-00-00 00:00:00') ) AND `group` = 'anuncio meio(630x90)' ORDER BY `sorter` ASC LIMIT 4,1;

      A casa do ex-prefeito José Lins (PMDB), em Currais Novos, será o prato de entrada servido à chapa puxada pelo PMDB do deputado Henrique Alves, que irá ao município para a tradicional Feirinha de Santana.

      Ao lado do deputado curraisnovense Ezequiel Ferreira de Souza (PMDB), Zé Lins receberá Henrique, a candidata ao Senado Wilma de Faria (PSB), o ministro Garibaldi Filho (PMDB) e o candidato a deputado federal Walter Alves (PMDB).

      De lá,  comitiva vai almoçar na casa do prefeito Vilton Cunha (PR), onde já estará o vice de Henrique, deputado João Maia (PR).

      Depois do almoço, todos para a Feirinha.

      Pedir votos, que ninguém é de ferro.

      Abraços, apertos de mão…e fotos para o face, twitter, instagram.

      Tudo postado na hora

      SELECT * FROM `wp_bannerize_b` WHERE `trash` = '0' AND (`maximpressions` = 0 OR `impressions` < `maximpressions`) AND ( (`start_date` < NOW() OR `start_date` = '0000-00-00 00:00:00' ) AND (`end_date` > NOW() OR `end_date` = '0000-00-00 00:00:00') ) AND `group` = 'anuncio meio(630x90)' ORDER BY `sorter` ASC LIMIT 0,1;
      11
      jul

      As cores políticas da Feirinha de Santana

      11 de julho de 2014 às 22:48 — Comente aqui

      Três grupos s espalharão pela Feirinha de Santana, em Curras Novos, neste sábado.

      De um lado, o candidato a governador Henrique Alves com o vice João Maia e a candidata ao Senado, Wilma de Faria.

      Mais o ministro Garibaldi Filho, os deputados Walter Alves e Ezequiel Ferreira, o ex-prefeito José Lins…

      De outro, o candidato a governador Robinson Faria com o vice Fábio Dantas e a candidata ao Senado, Fátima Bezerra…

      Mais o vereador Odon Júnior, de Currais Novos.

      E de outro, o deputado Felipe Maia com os democratas Geraldo Gomes, ex-prefeito, e Carlson Gomes, candidato.

      O senador José Agripino não irá a Currais Novos.

      Será padrinho de casamento de uma filha do deputado democrata Aleluia, em Salvador.

      SELECT * FROM `wp_bannerize_b` WHERE `trash` = '0' AND (`maximpressions` = 0 OR `impressions` < `maximpressions`) AND ( (`start_date` < NOW() OR `start_date` = '0000-00-00 00:00:00' ) AND (`end_date` > NOW() OR `end_date` = '0000-00-00 00:00:00') ) AND `group` = 'anuncio meio(630x90)' ORDER BY `sorter` ASC LIMIT 1,1;
      • DNA Center
      11
      jul

      Osmar de Oliveira morreu nesta sexta-feira, às 18h15, no hospital AC Camargo, em São Paulo, vítima de uma parada cardíaca. A informação foi confirmada oficialmente por César de Oliveira, irmão e também médico.



      “Infelizmente, o Osmar de Oliveira faleceu hoje, às 18h15 vítima de uma parada cardíaca”, disse ao Portal da Band. 



      “A parada cardíaca aconteceu depois de uma complicação de uma hemorragia. Há um mês, ele estava no quarto e tentou se levantar. Com esse acidente, a sonda se prendeu e afetou a bexiga”, explicou.



      O local do velório e do sepultamento está sendo decidido neste momento pela família do Doutor Osmar de Oliveira.



      Osmar de Oliveira, comentarista e narrador da Band, tinha participação efetiva no programa 'Jogo Aberto, vinha se recuperando de uma cirurgia realizada para a retirada de um tumor na próstata, que aconteceu no dia 13 de maio.



      Mas em julho do ano passado, ele esteve no hospital após sofrer um infarto, e foi submetido ao cateterismo.



      Osmar de Oliveira, além de comentarista esportivo na Band, também era médico ortopedista. 



      Trajetória



      Osmar de Oliveira estava na Band desde agosto de 2007, na sua terceira passagem pela emissora. Na TV Bandeirantes foi o principal narrador do Show do Esporte na equipe comandada por Luciano do Valle.



      A trajetória de Osmar de Oliveira como jornalista se deu quando ainda fazia o curso de medicina na PUC-SP de Sorocaba. Ao mesmo tempo escrevia para o jornal Cruzeiro do Sul e participava dos programas esportivos da Rádio Cacique. Em 1966, foi redator da revista do Corinthians e do jornal Coringão, já que era corintiano confesso.



      Fez curso de jornalismo na Faculdade Cásper Líbero em São Paulo e trabalhou na Rádios e TV Gazeta, Record, SBT, Globo e Manchete.

      20140711-212059-76859993.jpg

      SELECT * FROM `wp_bannerize_b` WHERE `trash` = '0' AND (`maximpressions` = 0 OR `impressions` < `maximpressions`) AND ( (`start_date` < NOW() OR `start_date` = '0000-00-00 00:00:00' ) AND (`end_date` > NOW() OR `end_date` = '0000-00-00 00:00:00') ) AND `group` = 'anuncio meio(630x90)' ORDER BY `sorter` ASC LIMIT 2,1;

      Da equipe que elabora o programa de governo do candidato Henrique Alves (PMDB), sobre a questão da Educação, que fez o deputado prometer acabar com o analfabetismo no Rio Grande do Norte em 4 anos:

       

      "A situação da pessoa analfabeta foi tirada da pauta de trabalho e das preocupações dos governos, tanto estadual quanto municipais.

      É como se não existisse, como se não tivesse vinculada a promoção do homem à cidadania.

      O RN carrega a taxa de 17% de sua população nessa situação. 

      Os municípios de João Dias (no Alto Oeste) e Espírito Santo (no Agreste) apresentam taxas maiores, absurdas, acima de 40%.

      Como pode o poder público conhecer e calar diante a um fato real, dessa natureza?

      Eleger o analfabetismo como questão relevante significa, em outras palavras, dizer às pessoas daqueles municípios – 'olhe, estamos vendo vocês, agora, como futuros cidadãos da sociedade potiguar'. Esse é o esforço a ser feito."

      *

      Do Blog - Que, em sendo eleito governador, Henrique consiga o objetivo de erradicar o analfabetismo no Rio Grande do Norte. Mas, continuo achando que, conseguir isso em 4 anos, ainda é uma promessa arriscada. E eu digo arriscada quando se trata de erradicar o problema. Reduzir drasticamente, talvez, teria erradicado o risco da promessa.

      SELECT * FROM `wp_bannerize_b` WHERE `trash` = '0' AND (`maximpressions` = 0 OR `impressions` < `maximpressions`) AND ( (`start_date` < NOW() OR `start_date` = '0000-00-00 00:00:00' ) AND (`end_date` > NOW() OR `end_date` = '0000-00-00 00:00:00') ) AND `group` = 'anuncio meio(630x90)' ORDER BY `sorter` ASC LIMIT 3,1;

      Depois de conceder entrevista coletiva na manhã de hoje, em Natal, o presidenciável Eduardo Campos foi ao Midway Mall.

      Teste de popularidade no maior shopping da capital, na hora do almoço, onde foi recebido pelo dono do empreendimento, o mega-empresário Nevaldo Rocha.

      "É o meu candidato. E já faz tempo", disse Nevaldo ao Blog, depois de percorrer os corredores do shopping com o ex-governador de Pernambuco, com a ex-governadora e candidata ao Senado, Wilma de Faria, e mais os pessebistas, deputada federal Sandra Rosado e estaduais Márcia Maia, Tomba Farias, Larissa Rosado, além do coordenador da campanha de Eduardo Campos na região Nordeste, Cláudio Porpino.

      "Eu quero é tirar Dilma", completou o empresário Nevaldo Rocha, que almoçou no self service do restaurante Piazzalle com Eduardo Campos.

      Movimento extra no terceiro piso do shopping e logo após no segundo, quando o presidenciável foi à Praça de Alimentação.

      No café Santa Clara, uma paradinha para um café com Nevaldo Rocha e Wilma, e uma 'selfie' da moda clicada pelo presidenciável do celular do Blog.

      Fotos Thaisa Galvão

      20140711-182114-66074173.jpg

      Nevaldo Rocha com Eduardo Campos e Cláudio Porpino, coordenador da campanha do presidenciável no Nordeste

      20140711-182152-66112698.jpg

      Momento acenos ao eleitor na escada rolante do Midway

      20140711-182238-66158210.jpg

      Opção pelo cardápio nordestino: paçoca

      20140711-182426-66266524.jpg

      Cafezinho com o empresário Nevaldo Rocha e a senadorável Wilma de Faria (Fotos: Márlio Forte)

      20140711-182454-66294774.jpg

      Com o celular do Blog produzindo a 'selfie' encomendada pela blogueira
      20140711-182528-66328523.jpg

      Foto: Eduardo Campos

       

      SELECT * FROM `wp_bannerize_b` WHERE `trash` = '0' AND (`maximpressions` = 0 OR `impressions` < `maximpressions`) AND ( (`start_date` < NOW() OR `start_date` = '0000-00-00 00:00:00' ) AND (`end_date` > NOW() OR `end_date` = '0000-00-00 00:00:00') ) AND `group` = 'anuncio meio(630x90)' ORDER BY `sorter` ASC LIMIT 4,1;
      ENTREVISTA EXCLUSIVA

      E foi no almoço self-service do restaurante Piazzalle, no Midway Mall, em Natal, que o presidenciável Eduardo Campos (PSB) disse ao Blog que não vai admitir corruptos na sua gestão; e que continua sem querer o ex-presidente Sarney e o presidente do Senado Renan Calheiros no seu governo.

      Disse também que vai trabalhar para reduzir a carga tributária no Brasil, e ainda apostou no placar para Brasil e Holanda neste sábado.
      Uma 'exclusiva' ao Blog depois de comer paçoca, vatapá…"comida de sustança, para se segurar em pé".

       

      Thaisa Galvão – O que você acha que está mais errado no Brasil hoje e que você tem vontade de consertar?

      Eduardo Campos – O Brasil parou, a inflação bateu na porta, de volta, do assalariado brasileiro, os juros estão lá em cima… No momento em que o brasileiro mais está endividado o juro foi lá pra cima, então nós precisamos botar o Brasil no rumo do desenvolvimento econômico com distribuição de renda, senão quem paga mais caro essa conta é o Brasil mais frágil, que é o Brasil do Norte, do Nordeste brasileiro, o Brasil mais vulnerável. Uma outra coisa errada no Brasil é exatamente a divisão do Brasil nessa base do nós e eles. Nós precisamos unir o Brasil em torno de uma agenda de desenvolvimento sustentável, da renovação das práticas políticas, de uma agenda que insira o Brasil no século 21 pra que a gente aproveite a janela demográfica que temos, Seremos durante 20 anos ainda um país jovem, e é nessa hora que a gente tem que fazer exatamente as mudanças para o tempo em que o Brasil não será um país tão jovem assim. E a mudança mais central que precisamos fazer é a qualidade na educação pública. Nós conseguimos fazer universidades públicas melhores do que as universidades particulares. Chegou a hora de fazer as escolas, da creche ao ensino médio, públicas de qualidade para reduzir as desigualdades, melhorar a produtividade da economia e fazer um país muito mais harmônico e feliz no futuro.

       

      Thaisa Galvão – Os candidatos, e principalmente a presidente Dilma Rousseff, não tem falado num assunto que tem quebrado o brasileiro: a carga tributária. Quem vai aos Estados Unidos, por exemplo, que faz compras, se sente roubado quando vai repetir as mesmas compras no Brasil. Seu plano de governo tem essa preocupação?

      Eduardo Campos – Eu tenho um compromisso de ser o primeiro presidente da República, desde a redemocratização pra cá, que não vai aumentar impostos. Que vai fazer a reforma tributária no primeiro ano de governo. Eu participei de todos os debates sobre reforma tributária nos últimos 20 anos no Brasil, conheço essa matéria. Vou fazer a reforma, vou implantar já em 2016, parte da reforma tributária, e vou fazer com que o país comece a reduzir a carga de tributos para poder fazer o crescimento econômico e gerar oportunidades de trabalho e renda para a sociedade. O Brasil só vai retomar o crescimento no ritmo que a gente precisa se tiver planejamento de longo prazo, regras seguras e um sistema tributário diferente do atual.

       

      Thaisa Galvão – Corrupção: mal de todos os séculos. Tem jeito?

      Eduardo Campos – Tem jeito sim. O primeiro jeito é o exemplo, segundo é não nomear corrupto para ser líder de equipe e para exercer cargos importantes, e isso só acontece quando a gente tem coragem de romper com a velha política. E essa coragem eu e Marina tivemos. Fazer uma campanha simples como estamos fazendo, pra poder fazer um governo que enfrente a corrupção amanhã. A campanha tem que ser limpa para o governo ser limpo. A campanha tem que ser pobre para o governo ser justo. É isso que nós vamos fazer.

       

      Thaisa Galvão – Você deu uma entrevista à TV do portal IG dizendo que não queria no seu governo, nem o presidente do Senado, Renan Calheiros nem o presidente da Câmara, Henrique Alves. Mas, aqui no Estado, seu partido é aliado de Henrique. E no twitter você disse que no Rio Grande do Norte seu candidato é Henrique. O que foi que mudou?

      20140711-180505-65105542.jpg

      Eduardo Campos – Eu falei com toda clareza que no nosso Governo as alianças não serão feitas com base no toma-lá-dá-cá. Então, quem votar conosco já sabe disso. Nós vamos fazer alianças com base em programa, como se faz na Alemanha, na França, na Inglaterra. Nós somos a sétima economia do mundo e não podemos ver essa situação que Dilma levou o Brasil, repartindo cargos em troca de tempo de televisão. E é claro que o lado conservador do PMDB, que se relacionou com o governo de Fernando Henrique e com o governo do presidente Lula e de Dilma, na base dos cargos como faz parte do PT, não terá espaço no nosso governo. Nós teremos um governo que haverá de ter sustentação na sociedade e no Congresso, com base em programa. Não vai ser na base do toma-la-dá-cá.

       

      Thaisa Galvão – Então você continua firme sem Renan Calheiros e sem Henrique Alves no seu governo?

      Eduardo Campos – Eu falei que o nosso governo não terá Sarney, não terá Renan, e isso eu falei com toda clareza, pelo que eles simbolizam na relação do PMDB com o Governo. Nosso Governo vai estar aberto a receber o apoio daqueles que tiverem convencidos do nosso programa. Agora, apoio no nosso governo não vai ser por troca de direção de banco, direção de Ministério, direção de agência reguladora, por direção de fundo de pensão. O Brasil não aguenta mais esse jeito de governar. Não tem como reduzir carga tributária se a gente não reduzir essas práticas de distribuir pedaços do Estado com os partidos políticos.

       

      Thaisa Galvão – Muito se falou nos últimos dias que se o Brasil ganhasse a Copa seria muito bom para o governo da presidente Dilma, que iria faturar o resultado para ajudar na reeleição. Pensando assim…você gostou da reviravolta que tirou o Brasil da Copa?

      Eduardo Campos – Torci pelo Brasil, muito, sempre torci. Acho que não tem absolutamente nada a ver a questão do futebol com a questão do governo e do Brasil real. Porque uma coisa é a seleçãoo brasileira quando entra em campo, seja de futebol, seja de voleibol, seja na natação, seja no basquete. A gente torce pelo Brasl, nós somos brasileiros, criamos nossos filhos aqui, tivemos de consolar os nossos filhos depois da derrotado Brasil, e eu que tenho filho pequeno. Mas, a gente sabe que uma coisa é estarmos todos unidos torcendo pelo Brasil, e outra é estarmos todos unidos torcendo pelo povo brasileiro. Agora é a hora do povo brasileiro entrar em campo para discutir a questão da mobilidade, a questão da habitação, a questão da saúde. Veja o caos da saúde que vive o Rio Grande do Norte hoje, quantas pessoas morrendo por falta de UTI. Veja o caos da violência urbana, que aumentou mais de 200% aqui. Essa é a Copa do povo, é essa agora que nós temos que discutir. E sobre elas nós temos ideias. E mais do que ideia, temos a prova de que sabemos fazer mudança, porque eu fiz isso como governador do estado de Pernambuco, quando fizemos ser o único estado que reduziu violência nos últimos anos quando fizemos com que o Estado tivesse o maior aumento de alunos de tempo integral no Brasil, proporcionalmente. Então são essas ideias e essa experiência que nós queremos colocar à disposiçãoo do Brasil.

       

      Thaisa Galvão – Seu placar para Brasil e Holanda amanhã?

      Eduardo Campos – Dois a um.

       

      Thaisa Galvão – E no domingo, Argentina ou Alemanha?

      Eduardo Campos – Vai ser um jogo duríssimo, e imprevisível o que vai dar. Quem ganhar vai ganhar por muito pouco.

      20140711-181324-65604663.jpg

      Foto Heitor Gregório

      20140711-184731-67651606.jpg

      Foto Márlio Forte

       

       

      SELECT * FROM `wp_bannerize_b` WHERE `trash` = '0' AND (`maximpressions` = 0 OR `impressions` < `maximpressions`) AND ( (`start_date` < NOW() OR `start_date` = '0000-00-00 00:00:00' ) AND (`end_date` > NOW() OR `end_date` = '0000-00-00 00:00:00') ) AND `group` = 'anuncio meio(630x90)' ORDER BY `sorter` ASC LIMIT 0,1;

      O presidenciável Eduardo Campos (PSB) minimizou agora, na entrevista coletiva com a imprensa de Natal, o chilique que sua vice, Marina Silva (PSB) deu através de uma nota oficial postada em suas redes sociais, contra a aliança do PSB com o PMDB, e especificamente com o deputado-presidente da Câmara, Henrique Alves ( PMDB), candidato a governador do Rio Grande do Norte.
      Campos declarou que o povo não pergunta nada a ele sobre palanques.
      “Só nas entrevistas se fala nisso”, afirmou Eduardo Campos, dizendo que o povo só está interessado em como o presidente vai solucionar problemas como saúde, educação, segurança.
      Justificou ainda o chilique de Marina com Henrique como uma coisa natural, lembrando que os municípios também tem seus problemas em relação aos palanques majoritários.
      Foto Thaisa Galvao

      20140711-115638-42998014.jpg

      SELECT * FROM `wp_bannerize_b` WHERE `trash` = '0' AND (`maximpressions` = 0 OR `impressions` < `maximpressions`) AND ( (`start_date` < NOW() OR `start_date` = '0000-00-00 00:00:00' ) AND (`end_date` > NOW() OR `end_date` = '0000-00-00 00:00:00') ) AND `group` = 'anuncio meio(630x90)' ORDER BY `sorter` ASC LIMIT 1,1;
      • DNA Center

      Com a ajuda do Exército, a Defesa Civil e a Guarda Municipal entregaram há pouco, em Mãe Luíza, kits-domitórios para famílias atingidas pelos deslizamentos de terra ocorridos de um mês para cá.
      O secretário de Defesa, Paulo César Ferreira, acompanhou a distribuição dos 505 kits domitórios e 200 cestas básicas às famílias cadastradas.

      Fotos Anderson Almeida

      20140711-113940-41980177.jpg

      SELECT * FROM `wp_bannerize_b` WHERE `trash` = '0' AND (`maximpressions` = 0 OR `impressions` < `maximpressions`) AND ( (`start_date` < NOW() OR `start_date` = '0000-00-00 00:00:00' ) AND (`end_date` > NOW() OR `end_date` = '0000-00-00 00:00:00') ) AND `group` = 'anuncio meio(630x90)' ORDER BY `sorter` ASC LIMIT 2,1;

      Candidato a governador do Rio Grande do Norte, o ex-diretor do Procon Estadual, Araken Farias (PSL), foi abordado hoje cedo, quando tomava café na padaria Mercatto, por um anônimo que passava ao lado de sua mesa.

      "Muito bem, vá para a disputa para tirar esses que estão aí".

      O Blog testemunhou.

      Segundo Araken, são demonstrações como essa que fazem seguir firme na campanha e não ter aceitado propostas dos candidatos Henrique Alves (PMDB) e Robinson Faria (PSD), que sugeriram que ele fosse candidato a deputado para ajudar a engordar a nominata de ambos.

      Ao Blog, Araken disse que tem certeza que tem chance de se eleger governador.

      SELECT * FROM `wp_bannerize_b` WHERE `trash` = '0' AND (`maximpressions` = 0 OR `impressions` < `maximpressions`) AND ( (`start_date` < NOW() OR `start_date` = '0000-00-00 00:00:00' ) AND (`end_date` > NOW() OR `end_date` = '0000-00-00 00:00:00') ) AND `group` = 'anuncio meio(630x90)' ORDER BY `sorter` ASC LIMIT 3,1;

      O ex-deputado federal e ex-senador João Faustino será homenageado no livro de poemas do professor Nivaldo Ferreira da Silva.

      Amigo de João, Nivaldo lançará  "Viver Brincando"na terça-feira (15), a partir das 18 horas, na Academia Norte Rio-Grandense de Letras.

      Dividido em seis partes, o livro dedica a primeira delas ao ex-parlamentar, começando pelo prefácio escrito por Sônia Faustino Ferreira, viúva do ex-deputado.

      Também compõem o capítulo, um texto de autoria do professor Laércio Segundo de Oliveira e um poema recitado pelo próprio Nivaldo durante o funeral de João Faustino.

       

       

      20140711-095417-35657111.jpg

      SELECT * FROM `wp_bannerize_b` WHERE `trash` = '0' AND (`maximpressions` = 0 OR `impressions` < `maximpressions`) AND ( (`start_date` < NOW() OR `start_date` = '0000-00-00 00:00:00' ) AND (`end_date` > NOW() OR `end_date` = '0000-00-00 00:00:00') ) AND `group` = 'anuncio meio(630x90)' ORDER BY `sorter` ASC LIMIT 4,1;

      Do presidenciável Eduardo Campos, hoje cedo na 94FM, em Natal:

       

      CHAPA HENRIQUE/WILMA

      -Do ponto de vista administrativo e político que o Rio Grande do Norte chegou, precisou se criar uma frente ampla para enfrentar o caos. Meu partido no RN convenceu o diretório nacional de que precisava participar deste momento de união pelo bem do Estado. A governadora Wilma será uma grande senadora e fará uma excelente atuação para ajudar o governo do Estado, e também nossa base de governo.

      -Essa frente acontece como nas nossas famílias, quando temos que nos ajudar. Eles entenderam que é hora de todo muito se unir para melhorar o Rio Grande do Norte.

       

      SEGURANÇA PÚBLICA

      -Pernambuco era um dos estados mais violentos do país. Estudei todas as experiências que tiveram êxito no Brasil e mundo e fizemos um programa observando a prevenção e repressão. Todo o aparelho do Estado se reunia e fazia um balanço semanal, com nossa presença, observando área a área, para que tomássemos providências. Essa experiência que quero levar para o Brasil.

       

      PROGRAMAS SOCIAIS

      -Fazem terorrismo político porque sabem que temos condições de melhorar o Brasil e mostrar isso às pessoas. Temos o compromisso de ampliar e manter esses programas sociais (Minha Casa Minha Vida, Bolsa Família, Prouni). O que quero acabar mesmo é essa política econômica ruim, a corrupção. Dilma teve chance e quem deu fomos nós do Nordeste. Mas, infelizmente, o Brasil parou de melhorar. Ela é a primeira presidente que entregará o país pior do que recebeu. Hoje é pior do que no tempo de Lula.

       

      NORDESTE
      -Sou o único candidato nordestino. A nossa candidata a vice, Marina Silva, é da região Norte, e todos do país conhecem seus compromissos com as causas sociais. Enfrentaremos a agenda social que o povo quer que seja tocada.

      SELECT * FROM `wp_bannerize_b` WHERE `trash` = '0' AND (`maximpressions` = 0 OR `impressions` < `maximpressions`) AND ( (`start_date` < NOW() OR `start_date` = '0000-00-00 00:00:00' ) AND (`end_date` > NOW() OR `end_date` = '0000-00-00 00:00:00') ) AND `group` = 'anuncio meio(630x90)' ORDER BY `sorter` ASC LIMIT 0,1;

      O presidente da Federação dos Trabalhadores na Agricultura (Fetarn), Manoel Cândido, recebeu nesta quinta-feira, os dois principais candidatos a governador, o deputado Henrique Alves (PMDB) e o vice-governador Robinson Faria (PSD).

      Cândido entregou a cada um, o plano de ação para Agricultura Familiar para o quadriênio 2015/2018.

      Os candidatos prometeram assumir as propostas da Federação.

      O evento foi realizado no hotel Monza, em Candelária

       

       

      20140710-234752-85672464.jpg

      20140710-234808-85688004.jpg

      SELECT * FROM `wp_bannerize_b` WHERE `trash` = '0' AND (`maximpressions` = 0 OR `impressions` < `maximpressions`) AND ( (`start_date` < NOW() OR `start_date` = '0000-00-00 00:00:00' ) AND (`end_date` > NOW() OR `end_date` = '0000-00-00 00:00:00') ) AND `group` = 'anuncio meio(630x90)' ORDER BY `sorter` ASC LIMIT 1,1;
      • DNA Center
      TABOLEIRO GRANDE

      A prefeita de Taboleiro Grande, Clébia Bessa, do PSD do governadorável Robinson Faria, vai votar no governadorável Henrique Alves (PMDB).

      Clébia faz parte dos muitos políticos que não se encaixaram às rearrumações da disputa eleitoral deste ano no Rio Grande do Norte.

      Hoje a prefeita foi ao diretório do PMDB anunciar o apoio a Henrique para o Governo e Wilma para o Senado, numa reunião que contou também com a presença do vice da chapa, deputado João Maia.

      Além do apoio da prefeita, Henrique recebeu aliados como o prefeito de Lajes Pintada, Nivaldo Alves (PR), acompanhado de vereadores.

      O candidato também recebeu as aliadas de Pureza, presidnente da Câmara Patrícia Brito (PTB) e a vice-prefeita, Edilma Lima (PTB).

      Henrique também conversou com lideranças de partidos aliados dos municípios de Serrinha, Serra Caiada, Santo Antonio, xtremoz, Pedro Avelino e Caiçara do Norte.

       

      20140710-231656-83816641.jpg

      SELECT * FROM `wp_bannerize_b` WHERE `trash` = '0' AND (`maximpressions` = 0 OR `impressions` < `maximpressions`) AND ( (`start_date` < NOW() OR `start_date` = '0000-00-00 00:00:00' ) AND (`end_date` > NOW() OR `end_date` = '0000-00-00 00:00:00') ) AND `group` = 'anuncio meio(630x90)' ORDER BY `sorter` ASC LIMIT 2,1;

      Sorte tem quem acredita nela.

      Sorte tem os amigos Gabriel Duarte, 18 anos, e Marcos Felipe Barros, 17.

      Os dois são grandes amigos, moram no mesmo condomínio e irão juntos à final da Copa do Mundo, no Maracanã.

      E sabem quando eles pagaram por isso?

      Nada.

      A irmã de Gabriel, que usa lentes de contato da marca Johnson, chegou em casa e mostrou ao irmão a promoção da Johnson & Johnson.

      "Tinha que fazer um cadastro e ela não estava a fim, aí me deu", disse Gabriel, que cadastrou para participar do sorteio para assistir à final da Copa no Maracanã.

      Um mês depois, após uma seleção, Marcos recebeu ligação da Johnson pedindo que ele informasse dados de um acompanhante, pois, caso fosse sorteado, teria direito a levar um acompanhante.

      Foi aí que entrou em cena o amigo Marcos Felipe.

      Gabriel passou os dados do amigo.

      "Eu achei que não ia ganhar aí dei o nome dele", disse Gabriel, justificando que, se o presente tivesse chegado em casa, certamente ele levaria alguém da família como acompanhante. O pai, por exemplo.

      "Mas é claro que o divertimento é maior com um amigo", disse Gabriel, que cursa a faculdade de Educação Física.

      "Foi a maior felicidade quando saiu o resultado, mas sinceramente eu esperava o Brasil na final, mas fazer o quê?", disse o menino sortudo que não tem muito o que reclamar.

      "Não tinha a menor ideia que ganharia, fiquei muito feliz", disse Marcos Felipe, estudante do pré-vestibular no colégio Marista e atleta de basquete. 

      Antes do último jogo do Brasil, Marcos fazia planos para assistir à final com Brasil e Argentina em campo.

      Vai encontrar só a Argentina.

      No sábado, Gabriel Duarte e Marcos Felipe embarcam com passagens aéreas pagas, ao chegarem ao Rio serão levados para um hotel 5 estrelas, de lá irão para o Maracanã e assistirão à final, com pompas e ciscunstâncias no camarote da Johnson & Johnson, retornando a Natal na segunda-feira.

       

       

       


      20140710-220420-79460051.jpg Gabriel e Marcos: rumo à final

       

      SELECT * FROM `wp_bannerize_b` WHERE `trash` = '0' AND (`maximpressions` = 0 OR `impressions` < `maximpressions`) AND ( (`start_date` < NOW() OR `start_date` = '0000-00-00 00:00:00' ) AND (`end_date` > NOW() OR `end_date` = '0000-00-00 00:00:00') ) AND `group` = 'anuncio meio(630x90)' ORDER BY `sorter` ASC LIMIT 3,1;

      Terminada a sessão que aprovou o projeto de reajuste de salários para a Polícia Civil, e diante dos protestos do Sinpol, acusando os delegados de terem elaborado a proposta em parceria com o Govrno, mas à revelia dos agentes e escrivães, a presidente da Associação dos Delegados, Ana Cláudia Saraiva, emitiu nota de esclarecimento em nome da Adepol.

      Na nota a Adepol diz que abriu diálogo com o Governo desde abril do ano passado, a fim de rever os salários pagos aos delegados a partir de uma revisão anual, assegurada pela Constituição Federal.

      "Em respeito à autonomia e independência das demais entidades classistas (Associação dos Escrivães – ASSESP/RN e SINPOL/RN) não tivemos qualquer interferência no que concerne à negociação em torno do reajuste dessas respectivas categorias. Defendemos, sim, que fosse dado o mesmo percentual de aumento às três categorias que integram a nossa Instituição, o que foi feito pelo Governo do Estado, haja vista o percentual de 35,19% ter sido dado a todos. Dessa forma, a reposição salarial É ISONÔMICA SIM, embora alguns insistam em distorcer a realidade, não se sabe com que interesses", diz a nota, informando que os 166 delegados associados não tinham reajuste salarial desde 2008.

      A nota diz ainda que, de acordo com o Art. 90, §2º, da Constituição Estadual, “Os vencimentos dos Delegados de Polícia são fixados com diferença, não superior a dez por cento (10%), de uma para outra classe da carreira”, e dessa forma, o aumento foi dado "em consonância com a previsão constitucional, pois aplicou-se o percentual de 35,19% sobre a classe de Delegado Especial, e consequentemente aplicou-se essa diferença de 10%, entre as demais classes, até a classe de delegado substituto", explica a nota da Adepol, explicando que "esses mesmos 35,19% foram concedidos aos cargos de Agente e Escrivão. Entretanto, estas categorias são escalonadas em 05 (cinco) classes, com 05 (cinco) níveis cada uma, totalizando 25 (vinte cinco) graus dentro de uma mesma categoria, nos termos da Lei Complementar nº. 417/2010, lei esta que foi negociada e aprovada pelas entidades de classe das citadas categorias. Este elevado número de níveis acarreta uma grande diferença entre os salários da primeira e última classe".

      A nota também diz que o parcelamento do aumento, em quatro prestações, foi aplicado de forma igualitária para Agentes, Delegados e Escrivães.

      SELECT * FROM `wp_bannerize_b` WHERE `trash` = '0' AND (`maximpressions` = 0 OR `impressions` < `maximpressions`) AND ( (`start_date` < NOW() OR `start_date` = '0000-00-00 00:00:00' ) AND (`end_date` > NOW() OR `end_date` = '0000-00-00 00:00:00') ) AND `group` = 'anuncio meio(630x90)' ORDER BY `sorter` ASC LIMIT 4,1;
      Carregar mais...