Holiday

Thaisa Galvão

31 de Janeiro de 2018 às 11:47

Deputado José Adécio diz que teve carro amassado por manifestantes [1] Comentários | Deixe seu comentário.

Na sessão que acontece agora na Assembleia Legislativa, o deputado José Adécio (DEM) disse que teve o carro amassado por manifestantes hoje por volta das 7 horas quando chegava à Casa legislativa.

O deputado Getúlio Rêgo, também do DEM, disse que foi agredido verbalmente ontem.

31 de Janeiro de 2018 às 11:43

Marcelo Alecrim não disputará o Governo se decidir ingressar na vida pública [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O empresário Marcelo Alecrim, se decidir entrar para a política, o que definirá até o mês de junho, não será para disputar o Governo do Estado.

Caso Alecrim decida ingressar na vida pública, será disputando um mandato de Senador.

Para o Executivo, o grupo do qual Marcelo Alecrim faz parte, com participação de empresários e de políticos, ainda não definiu quem indicar ou quem apoiar.

31 de Janeiro de 2018 às 11:33

Deputado explica os 5 projetos do Governo que serão votados na AL [1] Comentários | Deixe seu comentário.

A sessão da Assembleia Legislativa já foi aberta pelo presidente Ezequiel Ferreira de Souza (PSDB).

Depois dos pronunciamentos de 4 deputados inscritos, será iniciada a votação de 5 projetos.

Projetos que são explicados pelo deputado Kelps Lima (SD).

Projeto que trata do Fim da Paridade

Projeto que aumenta o valor de diárias operacionais

Projeto que extingue adicionais por tempo de serviço

Projeto que institui previdência complementar

Projeto que concede abono para o 13º do servidor

31 de Janeiro de 2018 às 11:12

Lula continua liderando pesquisas mesmo após condenação em segunda instância [2] Comentários | Deixe seu comentário.

Apesar de condenado em segunda instância, o ex-presidente Lula (PT) continua liderando pesquisas eleitorais.

Hoje a Folha publicou números do Instituto Datafolha com nove cenários pesquisados.

O cenário 1 não incluiu os nomes de Marina Silva, João Doria, Henrique Meirelles e Luciano Huck e o resultado não é muito diferente dos 8 demais cenários onde foram colocados e retirados nomes que surgem como possíveis candidatos.

Confira o resultado do primeiro cenário:

Lula (PT): 37%

Jair Bolsonaro (PSC): 16%

Geraldo Alckmin (PSDB): 7%

Ciro Gomes (PDT): 7%

Joaquim Barbosa (sem partido): 5%

Alvaro Dias (Podemos): 4%

Fernando Collor de Mello (PTC): 2%

Manuela D´Ávila (PCdoB): 1%

Paulo Rabello de Castro (PSC): 1%

João Amoêdo (Partido Novo): 1%

Guilherme Boulos (sem partido): 0

Branco/nulo/nenhum: 17%

Não sabe: 3%

CLIQUE AQUI e confira todos os demais cenários

31 de Janeiro de 2018 às 10:24

20 deputados presentes e sessão para votação de matérias do Governo será transmitida pela TV Assembleia [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Já são 20 os deputados presentes à Assembleia para a sessão de logo mais que votará 5 projetos do Governo, que foram impedidos de serem apreciados ontem.

Eis os parlamentares presentes:

Presidente Ezequiel Ferreira de Souza (PSDB)

Vice-presidente Gustavo Carvalho (PSDB)

Fernando Mineiro (PT)

Kelps Lima (SD)

Jose Adécio (DEM)

Albert Dickson (PROS)

Dison Lisboa (PSD)

José Dias (PSDB)

Ricardo Motta (PSB)

Larissa Rosado (PSB)

Cristiane Dantas (PCdoB)

Carlos Augusto Maia (PSD)

Getúlio Rêgo (DEM)

Márcia Maia (PSDB)

Souza Neto (PHS)

George Soares (PR)

Galeno Torquato (PSD)

Hermano Morais (PMDB)

Jacó Jácome (PSD)

Gustavo Fernandes (PMDB)

A votação das matérias que deverá começar às 10h30, será transmitida ao vivo pela TV Assembleia.

31 de Janeiro de 2018 às 10:08

Márcia Maia diz que, dos 18 projetos do Governo, 15 já passaram pela CCJ [0] Comentários | Deixe seu comentário.

A Comissão de Constituição e Justiça da Assembleia Legislativa deverá analisar hoje o projeto do Governo que reajusta em 3% a alíquota sobre a contribuição previdenciária dos servidores públicos do Estado do Rio Grande do Norte.

Ontem, em entrevista ao nosso Jornal da Noite, na 95FM, a presidente da CCJ, deputada Márcia Maia (PSDB) afirmou que, dentre os 18 projetos do pacote governamental para equilibrar as contas do Estado, 15 já foram apreciados pela Comissão.

Márcia criticou a forma como projetos foram encaminhados à Assembleia.

Assista a entrevista:

31 de Janeiro de 2018 às 9:45

Deputado Raimundo Fernandes garante a manifestantes que vota contra o pacote do Governo [1] Comentários | Deixe seu comentário.

Ao chegar à Assembleia Legislativa, o deputado Raimundo Fernandes (PSDB) foi abordado pelos manifestantes e adiantou: vota contra o pacote do Governo.

Passou tranquilo pelo movimento…

31 de Janeiro de 2018 às 9:39

Prefeitura de Mossoró paga hoje salários de janeiro a servidores e aposentados [1] Comentários | Deixe seu comentário.

A Prefeitura de Mossoró depositou hoje, na conta dos servidores os salários do mês de janeiro.

Recebem neste dia 31, os efetivos, comissionados e estagiários com vantagens fixas.

O município esclarece que reservou recursos para depositar as vantagens adicionais como PMAQ, décimo-terceiro, férias e plantões da saúde, antecipando este tipo de repasse em relação aos meses anteriores, porém, ontem a Prefeitura foi informada de um bloqueio judicial de mais de R$ 4,7 milhões, o que inviabilizou o pagamento das vantagens adicionais com os salários neste dia 31.

O município está providenciando o desbloqueio mas adiantou que, independente do resultado, começa amanhã a pagar o que não conseguiu hoje.

Aposentados e pensionistas também estão recebendo janeiro hoje.

31 de Janeiro de 2018 às 9:22

Catorze deputados já estão na Assembleia Legislativa [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Catorze deputados já estão na Assembleia para votar as 5 matérias do pacote do Executivo que seriam votadas ontem quando a sessão foi suspensa por causa da manifestação do lado de fora da Casa, que impediu a entrada de funcionários e parlamentares.

São estes os deputados já presentes:

Presidente Ezequiel Ferreira de Souza (PSDB)

Vice-presidente Gustavo Carvalho (PSDB)

Fernando Mineiro (PT)

Kelps Lima (SD)

Jose Adécio (DEM)

Albert Dickson (PROS)

Dison Lisboa (PSD)

José Dias (PSDB)

Ricardo Motta (PSB)

Larissa Rosado (PSB)

Cristiane Dantas (PCdoB)

Carlos Augusto Maia (PSD)

Getúlio Rêgo (DEM)

Márcia Maia (PSDB)

31 de Janeiro de 2018 às 8:45

Deputados e funcionários entram na Assembleia e votação suspensa ontem acontecerá hoje [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Como anunciado pela mesa diretora da Assembleia, a votação suspensa ontem acontecerá hoje.

Desde cedo funcionários e deputados conseguem entrar no Palácio José Augusto.

Do lado de fora, manifestantes permanecem de plantão e reclamam da presença da polícia que tem garantido o ir e vir de parlamentares e servidores da Assembleia.

O deputado Kelps Lima (SD) registrou a entrada dele na Casa.

Os manifestantes também registraram a presença deles.

30 de Janeiro de 2018 às 14:49

Ministra entende que STF não fará mudanças para facilitar vida de Lula [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Da Veja Online:

Cármen Lúcia: Mudar regra de prisão por Lula ‘apequenaria’ STF

Em jantar, ministra também afirmou ser ‘improvável’ mudança na Ficha Limpa

Por Da Redação

A presidente do STF, ministra Cármen Lúcia, negou que a nova condenação do ex-presidente Lula (PT) vá fazer a Corte rediscutir a autorização de prisão após decisão de segunda instância.

Na avaliação da ministra, tomar uma decisão em virtude do caso de Lula seria “apequenar” o STF.

Ela negou que vá pautar esse tema em fevereiro.

“Não entendo porque um caso específico geraria uma pauta diferente. Seria apequenar muito o Supremo. Não conversei sobre isso com ninguém”, alegou, durante jantar com empresários em Brasília, promovido pelo site Poder360.

Cármen Lúcia ainda lembrou que já votou duas vezes a favor do entendimento de que presos condenados de forma colegiada – como é o caso do ex-presidente, sentenciado a doze anos e um mês pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) – possam começar a cumprir a pena antes do final dos recursos.

“Votei igual duas vezes. Em 2009, fui voto vencido. Em 2016, fui voto vencedor”, argumentou.

O momento processual em que réus podem ter as punições executadas é tema que é rediscutido pelo Supremo de tempos em tempos, conforme a composição da Corte se altera, com aposentadorias e chegadas de novos ministros.

No entanto, apesar de os ministros de hoje serem praticamente os mesmos que os de 2016, ao menos um dos magistrados que foram a favor da prisão após segunda instância, Gilmar Mendes, já deu declarações públicas de que tende a mudar de ideia em nova decisão.

Com isso, Lula, se não obtiver um habeas corpus no STF ou no STJ, poderá ser preso tão logo esgotarem seus recursos no TRF4.

Como a decisão dos desembargadores João Pedro Gebran, Leandro Paulsen e Victor Laus, que manteve a sentença e aumentou a pena imposta pelo juiz Sergio Moro, foi unânime, só cabe a ele apresentar embargos de declaração, que devem ser julgados em pouco mais de um mês.

Eleições 2018

A ministra também jogou água nas esperanças do ex-presidente Lula em outra seara, a eleitoral. Enquanto aliados do petista se articulam para contestar a Lei da Ficha Limpa, que torna inelegíveis os condenados em segunda instância, Cármen Lúcia disse considerar “muito difícil” que a Corte mude seu entendimento sobre a validade da regra.

“Eu acho que isso está pacificado. Muito difícil mudar. Improvável que seja reversível, porque a composição que decidiu lá atrás é praticamente a mesma”, declarou. Desde que foi condenado, Lula promete manter a sua pré-candidatura e se registrar como postulante no prazo previsto pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que se encerra no dia 15 de agosto.

30 de Janeiro de 2018 às 14:33

Defesa de Lula pede habeas corpus preventivo para impedir prisão do ex-presidente [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Os advogados do ex-presidente Lula estão entrando hoje no STJ (Superior Tribunal de Justiça) com um pedido de habeas corpus preventivo para afastar a possibilidade de antecipação de cumprimento da pena a que ele foi condenado, de 12 anos e 1 mês de prisão em regime fechado.

Quem publicou foi a jornalista Mônica Bérgamo, na Folha Online, lembrando quej no julgamento do TRF-4, os desembargadores afirmaram que Lula dever ser preso assim que os recursos que seus advogados apresentarem à corte forem julgados.

O pedido feito hoje é para evitar a prisão antes que os tribunais superiores de Brasília esgotem a discussão do caso.

30 de Janeiro de 2018 às 14:21

Para o deputado Mineiro, movimento que impediu votação na AL deve continuar [0] Comentários | Deixe seu comentário.

A Assembleia Legislativa transferiu para amanhã a votação dos projetos do Governo agendados para hoje.

Como bem definiu o deputado Fernando Mineiro (PT), no vídeo abaixo, a suspensão da sessão de hoje se deu por causa da manifestação na frente da AL.

Mas, como bem diz o deputado, a manifestação deve continuar…

Então, como votar amanhã?

30 de Janeiro de 2018 às 11:55

Em nota, Assembleia diz que votação suspensa hoje acontecerá amanhã [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Nota da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte sobre o movimento de hoje que impediu o funcionamento da Casa:

Nota

A Assembleia Legislativa anuncia a suspensão da sessão e expediente Legislativo neste 30 de janeiro de 2018.

O motivo é a manifestação nos acessos da Casa Legislativa, que impede a entrada dos servidores do Legislativo.

O funcionamento regular da Casa e o trabalho dos deputados nas comissões, reuniões e sessão plenária voltam ao horário regimental nesta quarta-feira (31) com sessão e votação de projetos.

A Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte lamenta o impedimento do direito de ir e vir dos servidores do Legislativo, inviabilizando as atividades da Casa.

Palácio José Augusto

Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte

30 de Janeiro de 2018 às 11:49

Nome do presidente da Fiern Amaro Sales voltou a ser usado em golpe que pede dinheiro a empresários [2] Comentários | Deixe seu comentário.

Vítima de estelionatários que usam nomes de pessoas conhecidas para extorquir dinheiro, o presidente da Fiern, Amaro Sales, mais uma vez é alvo de um golpe já conhecido no mercado.

Com um perfil fake no whats app, com foto dele, inclusive, uma pessoa tem passado mensagens para empresários pedindo dinheiro, em nome do presidente da Fiern, para bancar um encontro para debater economia em Fortaleza.

Quem já conhece o golpe tem ligado para Amaro para informar.

Quem não conhece, fica o alerta.

Qualquer pedido de dinheiro através de mensagem de whats app, carece de uma checagem, ou por ligação ou pessoalmente.

Porque vamos combinar que em golpe bem dado, há quem imite a voz do alvo.

O certo é ligar para o “interessado” e marcar de entregar o dinheiro pessoalmente.

Nada de entregar a terceiros nem depositar em contas bancárias.

30 de Janeiro de 2018 às 11:38

Ainda sem definir papel nas eleições, empresário Marcelo Alecrim defende estado desinchado e competitivo [1] Comentários | Deixe seu comentário.

O empresário Marcelo Alecrim tem até junho para decidir se disputará ou não uma das duas vagas do Senado pelo Rio Grande do Norte.

Por enquanto, diz que sua intenção continua a mesma de sempre: ajudar ao Estado.

Dessa vez com um detalhe: dentro do propósito de um Estado pequeno – desinchado – e com espaço para a classe empresarial, que tem condições de manter a competitividade que estados como Paraíba e Pernambuco tem.

“Sem intervencionismo”, disse Marcelo ao Blog agora há pouco.

O empresário afirma ser essa sua opinião, o que não inviabiliza uma relação pessoal com quem não tem o mesmo pensamento.

“Não criarei inimizade com quem pensa diferente”, adiantou Alecrim, que é conhecido por ter ideias próprias e não ser influenciável.

“Se tiver de me posicionar politicamente a decisão sairá de minha boca”, afirmou o empresário que nos últimos dias viu o nome surgir em projetos que não constam nos seus planos.

“Jamais entrarei para um projeto sem planejamento”, disse.

CEO da ALE, maior empresa do Nordeste e que mais paga imposto federal no Rio Grande do Norte, Marcelo integra o MBL – Movimento Brasil Livre – hoje comandado pelo empresário e presidenciável Flávio Rocha.

Inclusive consta na lista dos 200 maiores empresários do Brasil que assinaram a participação no movimento “Brasil 200”, lançado por Flávio.

O Movimento Brasil Livre (MBL), que defende a candidatura de Flávio Rocha a presidente, e de um nome indicado pelo grupo de empresários potiguares a governador do Rio Grande do Norte, é um movimento político brasileiro que defende o liberalismo econômico e o republicanismo.

O movimento foi criado em 2014.

30 de Janeiro de 2018 às 10:54

Assembleia suspende sessão e libera servidores que estavam impedidos de entrar [1] Comentários | Deixe seu comentário.

A mesa diretora da Assembleia Legislativa decidiu suspender a sessão desta terça-feira.

E liberou os servidores que aguardavam do lado de fora para entrar, mas haviam sido impedidos por manifestantes acampados na frente do Palácio José Augusto desde ontem.

Os manifestantes – servidores com apoio do MST – tentam impedir a votação de matérias do Executivo, como o aumento de 3% sobre a alíquota da contribuição previdenciária.

30 de Janeiro de 2018 às 10:17

Servidores continuam sem acesso à sede do legislativo do RN [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Os servidores da Assembleia Legislativa continuam sem acesso ao prédio.

Impedidos por manifestantes que tentam, na realidade, impedir que os deputados votem as matérias do Executivo, como o aumento de 3% sobre a alíquota da contribuição previdenciária.

Do lado de fora da AL o ritmo é esse…

30 de Janeiro de 2018 às 9:30

Flávio Rocha em campanha para presidente [1] Comentários | Deixe seu comentário.

Se isso não for campanha política, nada mais é…

A possível candidatura de Flávio Rocha à presidência da República não é novidade para o leitor do Blog desde 2016…

30 de Janeiro de 2018 às 8:28

Em dia de votação, manifestantes com apoio do MST impedem entrada de servidores na Assembleia [0] Comentários | Deixe seu comentário.

A votação de projetos do pacote do Executivo, prevista para hoje na Assembleia Legislativa, está ameaçada.

Manifestantes, com apoio do movimento sem-terra, estão impedindo a entrada de servidores na Casa.

Quem chega para trabalhar não consegue entrar na sede do legislativo.

Aí fica a pergunta: em que mesmo os sem-terra serão afetados com o pacote em discussão na Assembleia Legislativa?

Homens da Cavalaria da Polícia Militar chegaram para tentar garantir a ordem.