Thaisa Galvão

15 de julho de 2018 às 16:10

Assessoria de Flávio Rocha diz que ele não será vice e que desistência de candidatura não tem nada a ver com condenação [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Assessoria do empresário Flávio Rocha garante: a desistência de sua candidatura à presidência da República não tem nada a ver com a condenação por injúria contra a procuradora do Trabalho do Rio Grande do Norte, Ileana Neiva.

Segundo assessoria, Flávio desistiu pelo motivo que expôs: falta de apoio.

Não seguiria com uma candidatura que, segundo mostravam as pesquisas, não deslanchava.

Sobre ser vice, a assessoria deixa claro que este nunca foi e nem seria o projeto de Flávio Rocha.

Vai ter que explicar ao colunista Maurício Lima, que na RADAR da Veja que está nas bancas publicou assim:

E por falar em Flávio e Veja, a revista publica hoje entrevistinha com o cantor Latino, que há poucos dias lançou um jingle para o então presidenciável:

Confira o jingle:

15 de julho de 2018 às 10:30

Carlos Eduardo vai a Caicó oficializar aliança com o prefeito Batata [0] Comentários | Deixe seu comentário.

No sábado já de ‘campanha’ eleitoral, o ex-prefeito de Natal, Carlos Eduardo Alves (PDT) voltou a Caicó.

Foi acompanhado do senador Garibaldi Filho e do deputado federal Walter Alves (MDB).

A base do prefeito da capital, Álvaro Dias (MDB) e do filho, pré-candidato a deputado estadual, Adjuto Dias (MDB), tem sido o destino mais procurado de Carlos Eduardo, que já foi a Caicó várias vezes.

Dessa vez para tirar a foto oficial com o prefeito Batata (PSDB) que já era apoiador de sua campanha, já que, na política, sempre integrou o grupo de Álvaro (MDB).

Tanto que o apoio que recebeu do deputado Gustavo Carvalho (PSDB) na eleição municipal, não pode ser retribuída agora já que tem que apoiar Adjuto Dias (MDB) para estadual. E Gustavo sabia que seria assim.

Então, ontem em Caicó, a foto oficial.

15 de julho de 2018 às 9:16

Em artigo na Folha de S. Paulo, Erick Pereira diz porque a propaganda eleitoral paga na internet deve ser permitida [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Para o advogado potiguar, Erick Pereira, presidente da Comissão Especial de Direito Eleitoral da OAB nacional, a propaganda eleitoral paga na internet deve ser permitida.

Esse foi o SIM da coluna Tendências/Debates da Folha de S.Paulo deste sábado onde um tema é levantado com publicações de artigos favoráveis e contrários.

Eis o artigo favorável de Erick.

Abaixo do print da página, o texto corrido para melhor leitura.

Só para complementar: o NÃO do debate exposto foi assinado pelo advogado pernambucano Walber de Moura Agra, que argumentou que os anúncios online podem aumentar as fake news.

Para melhor leitura, eis o texto:

É paradoxalmente difícil enfrentar o espírito conservador com o uso das novas tecnologias no processo eleitoral, quando os principais instrumentos de propaganda política passam pela internet. Tudo que vem a ser produzido no mundo físico, como propagandas impressas, os programas de rádio e de TV, são de alguma forma reproduzidos no mundo virtual, pela força do seu alcance e permanência de visibilidade.

Em outubro de 2017, iniciou-se o primeiro avanço, com a permissão para a realização de propaganda paga na internet exclusivamente por meio de impulsionamento de conteúdo em redes sociais e sites de busca. Na prática, a lei autoriza que o conteúdo publicado como anúncio eleitoral seja impulsionado de forma paga, para que as postagens alcancem o maior número de seguidores e logrem posições de destaque nas páginas dos buscadores.

A nova regra convive com uma incoerência sistêmica: divulgações pagas de candidatos na mídia impressa e as reproduções desses anúncios em seus sites são permitidas, ensejando o impulsionamento de conteúdo, ao passo que propagandas exclusivas online são vedadas.

Tal incongruência é exemplo inacabado do vaivém histórico das reformas empreendidas pelos nossos representantes, ainda que estas representem um tímido avanço legislativo de adaptação às velozes transformações da sociedade e a seus mecanismos de comunicação.

Segundo pesquisa do Comitê Gestor da Internet, 61% dos brasileiros estão conectados à internet, a segunda principal fonte de informação do país, com destaque para os 120 milhões de usuários do Facebook.

Tais números conferem importância ao uso dos chamados inbound e outbound no marketing político, estratégias de construção de conteúdos ou de ir atrás do eleitor de forma ativa, e revelam o quanto as redes podem ser decisivas para os candidatos, especialmente aqueles que detêm menor grau de exposição midiática —embora seja inegável que o grau de visibilidade depende de variáveis diversas, a exemplo do uso do Fundo de Financiamento de Campanha.

A formalização de campanhas pela internet busca conformar a realidade de escassez de recursos para propagandas eleitorais ao crescente uso das redes como meio de informação acessível e democrático, espaço profícuo de divulgação de plataformas de campanha e de interação com eleitores.

As leis e os órgãos de controle são meios mais maduros de se combater o abuso econômico na internet que a simples proibição de anúncios exclusivos pagos. Restrições excessivas estimulam o emprego de meios ilegais e potencializam mercados paralelos de interesses escusos. Convém lembrar que somos vigilantes, mas, também, vigiados —em quase tudo o que fazemos, deixamos pistas digitais que podem ser rastreadas, ainda que façam uso de robôs, fake news, big data.

O direito à informação verdadeira e à livre manifestação do pensamento é proporcional à democratização do processo eleitoral, destacando que a internet se tornou o meio de informação mais igualitário e menos oneroso do mundo.

As redes geram polaridades e campos de disputa entre liberdade e alienação, razão e obscurantismo. Portanto, muito se resume a quanto de liberdade desejamos. Na eventual falta de clareza acerca de seus limites, bem melhor preferir os excessos do mais emblemático pilar da vida democrática e da construção do sentimento de cidadania.

Erick Wilson Pereira

Advogado e presidente da Comissão Especial de Direito Eleitoral da OAB nacional

15 de julho de 2018 às 9:03

Derrota jurídica contra procuradora do Trabalho no RN foi decisiva para tirar Flávio Rocha da disputa eleitoral [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O empresário Flávio Rocha, que desistiu de disputar a presidência da República, desistiu também de participar do processo eleitoral este ano.

Não será candidato, não vai ser vice de ninguém, sequer vai se envolver em campanha.

“Não saio para apoiar ninguém. Saio para não entrar em uma luta quixotesca. Não aceitaria ser vice. Não é meu projeto”, disse Flávio ao jornal O Estado de São Paulo.

Ficou claro que a decisão de Flávio Rocha teve tudo a ver com a condenação por crime de injúria praticado contra a procuradora do Trabalho no Rio Grande do Norte, Ileana Neiva Mousinho.

Para quem não lembra, Flávio escreveu em seu facebook, em setembro do ano passado, agressões verbais contra a procuradora, que comandava ação trabalhista contra o grupo Guararapes.

Flávio foi condenado, por injúria, a pagar R$ 93.700  e por danos morais à procuradora, a pagar R$ 60 mil.

Ainda na mesma ação o empresário foi inocentado das acusações de calúnia e coação.

O dinheiro que ele foi obrigado a pagar, pouco mais de 150 mil reais, não abala em nada o patrimônio financeiro de Flávio Rocha, mas o patrimônio eleitoral, que ele ainda não tem mas que na campanha, tentaria conquistar, ficaria comprometido.

Pesaria contra ele ser um candidato “condenado”.

O caso seria usado contra ele como candidato a presidente, a vice ou até como apoiador oficial de campanhas de outros presidenciáveis.

14 de julho de 2018 às 23:00

Tucanos recebem o governador Robinson Faria na vaquejada de Currais Novos [1] Comentários | Deixe seu comentário.

Os tucanos baixaram no Parque Sílvio Bezerra de Melo onde acontece, neste final de semana, a tradicional vaquejada de Currais Novos.

Tucanos e o governador Robinson Faria (PSD) juntos, como juntos estão na coligação anunciada pelo PSDB.

Em Currais Novos, Robinson, o presidente do PSDB e presidente da Assembleia, Ezequiel Ferreira de Souza, o federal Rogério Marinho, os estaduais Gustavo Carvalho, Gustavo Fernandes, além dos pré-candidatos ao Senado Geraldo Melo com os suplentes Ezequiel Ferreira e Haroldo Azevedo, e a estadual Tiago Almeida.

13 de julho de 2018 às 17:11

Deputado Felipe Felipe Maia acompanha presidente da Codern a ministérios na tentativa de suspender embargo do porto-ilha [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O deputado federal Felipe Maia (DEM) acompanhou hoje o presidente da Codern, Fernando Dinoá, a uma audiência com os ministros do Meio Ambiente, Edson Duarte e dos Transportes, Valter Casimiro, e representantes do Ibama.

Eles foram tratar da volta do funcionamento do porto de Areia Branca, que foi embargado há dois dias pelo Ibama.

“Os representantes do Ibama exigiram que a Codern realize até domingo (15) algumas medidas emergenciais que constam no Relatório de Fiscalização, para que na próxima semana o porto seja reavaliado pelo Ibama e liberado para a retomada dos trabalhos. Os ministros também concordaram com a necessidade de alguns reparos emergenciais, para que sejam minimizados impactos futuros nas atividades do Terminal. O presidente nos informou que já está trabalhando nessas ações para ajustar a essas exigências”, disse Felipe.

“Somos o maior produtor de sal do país e não podemos deixar que as atividades do Porto-Ilha sejam suspensas. 95% do sal brasileiro é produzido em nosso estado. Essa interdição prejudica a nossa economia. Como representante da bancada potiguar, coloco todos os parlamentares à disposição para auxiliar em estratégias para solucionar as irregularidades apontadas pelo Ibama”, concluiu o deputado.

13 de julho de 2018 às 16:56

Depois da nota do PRB, Flávio Rocha envia nota a amigos sobre retirada da pré-candidatura [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Além da nota do PRB, anunciando a retirada do nome do empresário Flávio Rocha da disputa pela presidência da República, o próprio Flávio encaminhou nota a amigos e aliados.

Eis a nota:

Pessoal, eu venho até vocês para anunciar a retirada da minha pré-candidatura à Presidência da República.

Não com tristeza, mas com a alegria pela sensação de ter cumprido meu dever como cidadão e apaixonado pelo Brasil.

Gostaria de agradecer à minha família, amigos, aos 40 mil colaboradores de minha empresa, ao PRB, um grande partido que me acolheu, e principalmente a todos vocês que me abraçaram nessa jornada, todo apoio recebido.

Muito obrigado!

Não mais como pré-candidato, mas como brasileiro apaixonado pelo nosso país, afirmo: O país não pode errar.

Um grande abraço!

Flávio Rocha

13 de julho de 2018 às 16:53

Flávio Rocha desiste de disputar presidência da República [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Do G1-Brasília

O PRB anunciou nesta sexta-feira (13) a retirada da pré-candidatura a presidente da República pelo partido do empresário Flávio Rocha, executivo do grupo Guararapes, que controla a rede de lojas Riachuelo, entre outras empresas.

A pré-candidatura de Rocha havia sido anunciada pelo PRB no último dia 23 de março.

Em nota sobre a desistência assinada pelo presidente da legenda, pelo próprio Rocha e pela bancada do PRB no Congresso, o partido argumenta que é necessária a união das “forças de centro” em um “único projeto”.

“Ao deixar a pré-candidatura, o PRB e Flávio Rocha abrem espaço para o diálogo firme em busca de construir a proposta mais equilibrada para o Brasil.

O país não pode errar”, afirma o texto da nota.

Leia abaixo a íntegra de nota divulgada pelo PRB.

Nota à Imprensa

O PRB (Partido Republicano Brasileiro) vem a público informar a retirada da pré-candidatura do empresário Flávio Rocha a presidente da República.

A decisão foi tomada em conjunto entre o presidente nacional do partido, ex-ministro Marcos Pereira, Rocha e a bancada republicana no Congresso.

Há um entendimento claro de que o País não pode flertar com os extremos e, por isso, mais do que nunca durante todo o processo, é fundamental que as forças de centro se unam num único projeto.

Ao deixar a pré-candidatura, o PRB e Flávio Rocha abrem espaço para o diálogo firme em busca de construir a proposta mais equilibrada para o Brasil.

O país não pode errar.

A partir de agora, os republicanos estarão integralmente debruçados em liderar esse processo e fazer valer a vontade da maioria dos brasileiros, que é o equilíbrio econômico, a retomada do crescimento e o reencontro com o emprego.

PRB – Partido Republicano Brasileiro

Marcos Pereira, presidente nacional

Flávio Rocha, empresário

Bancada do PRB no Congresso Nacional

13 de julho de 2018 às 14:14

Se depender do prefeito de São Gonçalo, Paulo Emídio, PR fará aliança com o governador Robinson Faria [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O PR ainda não se definiu.

O presidente da legenda, ex-deputado João Maia, tem conversado com os pré-candidatos ao Governo, Fátima Bezerra (PT), Carlos Eduardo Alves (PDT) e Robinson Faria (PSD).

E pelo andar da carruagem, pende para se coligar com o PSD, PSDB…

Se depender do prefeito de São Gonçalo do Amarante, Paulinho Emídio, do PR e fiel aliado de João Maia, o partido apoiará mesmo o projeto de reeleição de Robinson.

Confira a entrevista que o prefeito de São Gonçalo nos concedeu no Jornal da Noite, na 95FM.

 

13 de julho de 2018 às 14:09

“Vice é vice” mas todo mundo quer um [1] Comentários | Deixe seu comentário.

Vice é vice.

A frase virou chavão na política do Rio Grande do Norte.

Ela foi dita pelo então prefeito de Natal, Carlos Eduardo Alves (PDT), quando tinha como vice a jornalista Micarla de Sousa.

Ex-governadora, ex-prefeita da capital, ex-deputada federal…Wilma de Faria também foi vice de Carlos Eduardo.

E compreendeu, bem direitinho, o sentido da expressão “vice é vice”.

Na função que exerceu no terceiro mandato de Carlos, Wilma foi relegada a…nada.

Palavras dela própria.

Porém…

Nesse momento, todos os pré-candidatos ao Governo, menos a senadora Fátima Bezerra (PT), que já tem, estão precisando de um vice.

13 de julho de 2018 às 14:04

Carlos Eduardo continua assediando o PP para ter um vice de Mossoró indicado por Rosalba [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Acompanhado do prefeito de Natal, Álvaro Dias (MDB), dos senadores José Agripino Maia (DEM) e Garibaldi Filho (MDB), e do deputado Antônio Jácome (Podemos), o pré-candidato a governador, Carlos Eduardo Alves (PDT), foi ontem conversar com o deputado federal Beto Rosado e seu pai, ex-deputado Betinho Rosado, ambos do PP.

Carlos Eduardo foi mais uma vez buscar o apoio do grupo da prefeita de Mossoró, Rosalba Ciarlini.

Carlos quer um vice de Mossoró, indicado por Rosalba.

Beto Rosado tem dito que sua reeleição será mais garantida se fizer uma coligação com o partido do governador Robinson Faria (PSD).

A conversa foi longa ontem, mas sem Rosalba e sem Carlos Augusto Rosado.

Eles não marcaram dia nem hora, só que voltarão a conversar.

13 de julho de 2018 às 13:54

Henrique foi notificado e já pode sair de casa [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O ex-deputado Henrique Alves (MDB) já pode sair de casa.

Um ano e um mês depois de restrito a um quarto na Academia de Polícia, e depois ao apartamento onde mora em Areia Preta, agora pode abrir a porta, descer pelo elevador, pegar seu carro e sair dirigindo pelas ruas…

Henrique está solto depois de decisão do juiz federal Eduardo Guimarães.

Ele já tinha a liberdade em um processo na Justiça Federal de Brasília, e se manteve em prisão domiciliar por um processo em Natal.

Agora o juiz de Natal seguiu o de Brasília.

Henrique está livre, mas seguirá respondendo a 4 processos.

13 de julho de 2018 às 13:50

Em Natal, nome de Garibaldi continua bem na foto como “o Alves com credibilidade” [1] Comentários | Deixe seu comentário.

O senador Garibaldi Filho (MDB) anda satisfeito com levantamentos feitos em Natal sobre sua atuação…

Pelo que se apura e se debate, a população da capital sabe pouco sobre Senado, mas a gestão como governador, principalmente em relação ao programa de adutoras, é lembrada e reconhecido pelos natalenses.

Os dados apurados apontam, inclusive, que os escândalos que envolveram e levaram à prisão o ex-deputado Henrique Alves, não atingiram Garibaldi.

Que é apontado como um Alves com credibilidade.

Em síntese, nos debates, Garibaldi estaria bem, seguido por uma disputa acirrada entre a deputada Zenaide Maia (PHS) e o Capitão Styvenson Valentim.

13 de julho de 2018 às 10:03

Decisão do juiz Eduardo Guimarães pegou familiares e advogados de Henrique de surpresa [1] Comentários | Deixe seu comentário.

Os familiares e, mais ainda, os advogados do ex-deputado Henrique Alves, foram surpreendidos com a decisão de soltura do juiz federal Eduardo Guimarães.

Juiz que, inclusive, chegou a sofrer uma ação de suspeição, que foi arquivada pelo TRF5.

Ninguém esperava.

Para familiares, e até para os advogados, o magistrado federal deu uma lição de competência e de imparcialidade.

13 de julho de 2018 às 9:26

Henrique Alves ganha liberdade mas não se livra de 4 processos que responde no RN e DF [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O fato do ex-deputado Henrique Alves ganhar liberdade, não significa que ele esteja livre dos processos que responde.

Ele continuará respondendo por dois processos na Justiça do Rio Grande do Norte e dois na Justiça do Distrito Federal.

13 de julho de 2018 às 9:24

Henrique Alves blogueiro [2] Comentários | Deixe seu comentário.

Candidato ou apenas articulador?

Pessoas da família que conversam com o ex-deputado Henrique Alves (MDB) dizem que ele não tem planejado voltar à política.

Esperava por este momento para voltar às empresas.

Quer tomar conta da Tribuna do Norte, da Rádio Globo-Cabugi…

Até fazer um programa de rádio e assinar um Blog.

Em vez de Henrique político, pode vir aí Henrique blogueirinho.

Fontes não lhe vão faltar.

13 de julho de 2018 às 9:21

Com medidas cautelares suspensas, Henrique pode voltar ao jogo político [2] Comentários | Deixe seu comentário.

O ex-deputado Henrique Alves pode até não ser candidato, mas está de volta ao jogo.

Ontem escrevi aqui que ele estava fazendo falta ao grupo do pré-candidato ao Governo, Carlos Eduardo Alves (PDT).

Com as medidas cautelares suspensas, e uma das medidas era não ser candidato, Henrique tanto entra para as discussões, como também pode ser candidato.

Resta saber se os eleitores vão assimilar a volta de Henrique ao jogo.

Se ele vai somar, de fato, ou vai atrapalhar.

13 de julho de 2018 às 9:18

Juiz revoga prisão de Henrique e ex-deputado aguarda ser notificado para se considerar livre [1] Comentários | Deixe seu comentário.

O ex-deputado Henrique Alves (MDB) vai ser solto.

A decisão do juiz federal Eduardo Guimarães, revogou a prisão domiciliar que ele cumpria sob acusação de ter desviado recursos das obras da Arena das Dunas.

A prisão decretada pelo TRF-1, de Brasília, por acusação de recebimento de propina da Caixa Econômica e Petrobras, já havia sido revogada pelo desembargador Ney Bello.

Com isso ele pode sair de casa e até fazer política, já que as restrições cautelares que haviam sido impostas por Eduardo Guimarães, foram suspensas.

Henrique poderá sair de casa assim que for notificado.

Até o momento ainda não foi.

12 de julho de 2018 às 17:00

Estella Dantas deixa Secretaria para cuidar da campanha do deputado Fábio Faria [1] Comentários | Deixe seu comentário.

A jornalista Estella Dantas, até então secretária extraordinária de Relações Institucionais do Governo do Estado, foi exonerada do cargo nesta quinta-feira.

Estella, que antes de assumir a função era assessora do deputado federal Fábio Faria (PSD), passa a se dedicar à campanha de reeleição do parlamentar.

A pasta fica vazia.

Como é um cargo apenas e não uma pasta, não tem substituto imediato.

12 de julho de 2018 às 16:45

Presidente da Codern vai a Brasília tentar reativar serviços do porto de Areia Branca embargado nesta quinta-feira [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Da Codern sobre a interdição do porto de Areia Branca:

Nota

A Companhia Docas do Rio Grande do Norte (Codern) está concentrando todos os esforços no objetivo de atender as exigências do Ibama relacionadas ao Terminal Salineiro de Areia Branca.

O diretor-presidente, Fernando Dinoá Medeiros Filho, está se encaminhando a Brasília para reuniões junto ao Ministério do Meio Ambiente e Ibama, além da disponibilidade para assinatura de um TAC (Termo de Ajustamento de Conduta), tendo em vista já dispor de um Plano de Ação elaborado e pronto para ser executado.