Holiday

Thaisa Galvão

23 de maio de 2017 às 8:28

As desculpas esfarrapadas de Michel Temer [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Da Folha:
Em entrevista, Temer erra ao menos 4 vezes ao comentar gravações da JBS
Da Agência Lupa
A Agência Lupa checou a veracidade de vários trechos da entrevista de Michel Temer à Folha, publicada na segunda-feira (22). 
Confira a seguir:

*

“Quando [Joesley Batista] tentou muitas vezes falar comigo, achei que fosse por questão da [Operação] Carne Fraca”

FALSO
A Operação Carne Fraca, realizada pela Polícia Federal para investigar um suposto esquema de corrupção na fiscalização de carnes pelo país, foi deflagrada em 17 de março deste ano, dez dias depois da reunião que o presidente Michel Temer teve com o empresário da JBS. 

Em nota, o Palácio do Planalto reconhece que o presidente “se enganou”.

*

“Ele falou que tinha [comprado] dois juízes e um procurador (…) E logo depois ele diz que estava mentindo”

VERDADEIRO
, MAS Quando entregou a gravação de sua conversa com o presidente Michel Temer à Procuradoria-Geral da República, o empresário Joesley Batista de fato disse que essa afirmação havia sido uma bravata. No último sábado (20), no pronunciamento que fez à nação, Temer ressaltou esse recuo do empresário. 

Mas, já no dia 27 de abril, Joesley havia feito um complemento em seu primeiro depoimento à PGR e contou como tinha feito para pagar R$ 50 mil por mês ao procurador Ângelo Vilella, preso na última quinta-feira (18), para receber informações sobre a Operação Greenfield, que investiga a Eldorado Celulose, outra empresa da holding J&F, que controla a JBS. 

“Hoje, eu tenho um conjunto de evidências de que não era bravata”, afirmou o empresário.

*

“[Conheci] Quando ele era deputado, portanto, há uns dez anos”

VERDADEIRO
A biografia do deputado Rocha Loures (PMDB-PR) na página da Câmara informa que ele tomou posse como deputado federal em 1º de fevereiro de 2007 para cumprir seu primeiro mandato. 

Na época, o presidente Michel Temer também estava na Casa, como deputado federal.

*

“Daí ele [Joesley] me disse que tinha contato com [o ex-ministro] Geddel. Falou do Rodrigo [Rocha Loures], e eu falei: 

‘Fale com o Rodrigo quando quiser, para não falar toda hora comigo'”

FALSO
Na gravação feita por Joesley Batista, quem menciona o nome do deputado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR) é Temer –não o dono da JBS. 

Além disso, é o empresário que pede instruções ao presidente sobre como não incomodá-lo –e não o contrário. Joesley pergunta: 

“Eu queria falar sobre isso, falar como é que é pra mim falar contigo, qual a melhor maneira. 

Porque eu vinha falando através do Geddel. 

Eu não quero lhe incomodar” 

E, logo em seguida, Temer indica Rodrigo: 

“É da minha mais estrita confiança”. A informação também consta da petição da Procuradoria Geral da República, enviada ao STF.

*

“Não tenho uma relação, a não ser uma relação institucional [com o deputado federal Rodrigo Rocha Loures]”

CONTRADITÓRIO
Nos últimos dois anos, Rocha Loures (PMDB-PR) foi assessor direto de Temer em duas ocasiões. 

Entre 23 de janeiro e 29 de abril de 2015, foi chefe da assessoria parlamentar da Vice-Presidência da República, então ocupada por Temer.

Em setembro do ano passado, depois do impeachment de Dilma Rousseff, foi nomeado assessor especial do gabinete pessoal da Presidência. 

Ainda vale destacar que, na gravação que Joesley Batista entregou à PGR, o presidente afirma que Rocha Loures é da sua “mais estrita confiança”; e que, em 2014, Temer gravou um depoimento para a campanha do deputado, elogiando a ajuda que prestou a seu gabinete e dizendo que Rocha Loures era uma das “belíssimas figuras da vida pública brasileira”.

*

“Eu nem sabia que ele [Joesley] estava sendo investigado”

CONTRADITÓRIO
Em julho de 2016, o empresário Joesley Batista foi um dos alvos da operação Sépsis, da Polícia Federal -um desdobramento da Lava Jato. 

Em setembro, a PF deflagrou a operação Greenfield, e a Justiça bloqueou os bens do empresário. Em 31 de março, Joesley foi afastado das atividades empresariais do grupo depois de a Justiça acatar pedido do Ministério Público do Distrito Federal nesse sentido. 

No mesmo mês, a operação Carne Fraca investigou vários frigoríficos no país. Na lista da PF, apareceram 50 empresas, entre elas duas subsidiárias da JBS: a Seara e a Big Frango. Temer comentou publicamente a operação Carne Fraca. 

Disse, entre outros pontos, que não era para “causar um terror que está-se imaginando”. 

Um dia depois, minimizou o número de frigoríficos investigados.

*

“Não é ilegal [deixar de registrar um compromisso na agenda]”

FALSO
A lei 12.813/13 determina que o presidente da República é obrigado a “divulgar, diariamente, por meio da rede mundial de computadores-internet, sua agenda de compromissos públicos”. 

A Controladoria Geral da União (CGU) informa, por meio de nota, que compete à Comissão de Ética Pública, instituída no âmbito do Poder Executivo federal, fiscalizar a divulgação da agenda de compromissos públicos do presidente e de outros cargos públicos do país.

*
“O PSB eu não perdi agora, foi antes, em razão da Previdência”

FALSO Em abril, o PSB foi contra as reformas trabalhistas e previdenciárias propostas pelo governo Temer. 

A Comissão Executiva chegou a aprovar um posicionamento oficial contrário a elas. 

Mas a saída do PSB só ocorreu mesmo no último sábado (20), quando a direção do partido anunciou que passaria à oposição.
*
“Meirelles [ministro da Fazenda] me contou que, se não tivesse acontecido aquele episódio na quarta [dia da divulgação do caso], ele teria um encontro com 200 empresários”

DE OLHO A agenda pública do ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, para a última quarta, quinta e sexta-feira (dias 17, 18 e 19 de maio) não previa reuniões com empresários.
*
OUTRO LADO
Procurado, o Planalto disse que não comentará a fala do presidente. 

A Fazenda afirmou que o ministro participaria na sexta (19), em São Paulo, de um encontro para discutir perspectivas econômicas e que a reunião foi adiada.

23 de maio de 2017 às 6:37

Amigos do presidente Temer trabalham para evitar que ele seja preso [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Lendo o texto abaixo, a impressão – ou certeza – que dá, é que eles não querem de jeito nenhum largar o osso e trabalham para deixar pelo menos o caldinho…

Também fica claro que essa galera aí tem certeza que o presidente Michel Temer tem muito mais culpa no cartório, e como investigado, o lamaçal do chefe tende a aparecer de forma que a cadeia seria seu caminho mais certo…

Pelo que pensam Sarney, FHC, Jucá e Renan, o colega que está presidente é mais sujo do que pau de galinheiro.
Do Globo de hoje:

Aí um presidente escolhido por eles…já viu né?

Vai mudar o quê?

23 de maio de 2017 às 2:51

Para OAB, polêmica da edição não tira culpa do presidente Temer [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Teve edição ou não teve edição?

A montagem mudou o tom das palavras do presidente Michel Temer na conversa que teve com o empresário Friboi Joesley Batista?
A perícia contratada pelo jornal Folha de S. Paulo fala em edição…

Houve controvérsia e o presidente que agora não governa para cuidar de sua defesa, contratou o especialista Ricardo Molina para fazer uma nova análise do áudio.
Temer indicou que pediria a suspensão do inquérito aberto contra ele alegando que o áudio não era confiávelz

Mas desistiu e decidiu aguardar o resultado do inquérito.
Contratado por Temer, o perito Ricardo Molina disse que áudio não pode ser usado como prova, alegando que o gravador usado pelo empresário da JBS é “vagabundo” e “não é possível” garantir que a gravação seja “autêntica”.
O técnico, inclusive, fez críticas ao Ministério Público.
“O que tem no laudo [da PGR sobre a gravação] é coisa de gente que não sabe mexer em áudio. Não vou citar nomes, mas conheço quem assina [o documento da PGR] e, se colocarem eles aqui na minha frente, vão começar a gaguejar”.

Huuumm
Porém…
Independentemente de edições ou não, a OAB afirma que o presidente Temer cometeu crime.

23 de maio de 2017 às 2:19

Vídeo: Presidente da Fiern conversa com jornalistas sobre o momento atual do Brasil [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Como se comporta a indústria em meio ao turbilhão de problemas que enfrentam o Brasil?

Crise de identidade, de personalidade, de credibilidade e muitas “dades” mais, terminam obrigando as instituições a se pronunciarem.

A OAB, por exemplo, protocolou pedido de impeachment do presidente Lula.

Sobre o assunto o presidente da Fiern, Amaro Sales, concedeu entrevista coletiva nesta segunda-feira, dando início à programação da Semana da Indústria.

No vídeo abaixo, o bate-papo de Amaro Sales com os jornalistas que foi transmitido ao vivo pelo storie do instagram do Blog, o @blogthaisagalvao

23 de maio de 2017 às 2:02

Programa Câmara Cidadã se instala na zona Norte de Natal de hoje até quinta-feira [0] Comentários | Deixe seu comentário.

A Câmara Municipal de Natal abre nesta terça-feira, no Conjunto Santa Catarina, zona Norte, o programa Câmara Cidadã.
O programa vai oferecer serviços gratuitos à população até 5ª feira.
“Muitas vezes a distância e a burocracia impedem as pessoas de resolver seus problemas ou mesmo de proporcionar lazer a seus familiares. Portanto, nossa ação social quer levar oportunidades à população de todos os bairros e regiões da capital potiguar”, justificou o presidente da Câmara, Raniere Barbosa (PDT).

Em sua primeira edição, o Câmara Cidadã conta a parceria da Prefeitura, do Governo do Estado e da Fecomercio.
Confira a agenda de atividades:


Terça-feira

8h – Pelada dos vereadores e assessores no Campo do Piabão

9h – Aula de Funcional na Praça de Convivência

14h – Abertura Oficial na Praça de Convivência

15h – Sessão Ordinária no Plenário

15h – Programação Infantil

16h – Apresentação do Ballet Infantil da Casa do bem no palco

17h – Anúncio da Promoção “A Casa dos Seus Sonhos”, no palco

18h – Início do Torneio de Dança

19h – Show Musical


Quarta-feira

8h30 – Torneio de Futebol Mirim no campo de areia

9h – Audiência Pública no Plenário

10h – Projeto AMANA Flauta Doce

14h – Sessão ordinária no Plenário

14h – Roda de Capoeira

15h – Programação infantil

17h – Apresentação de artes marciais

18h – Continuação do Torneio de Dança

19h – Show do Grupo Tornados do Samba e Luciano Viannah


Quinta-feira

9h – Aula de Funcional

9h – Roda de conversa com Gestores das Escolas Municipais e CMEIS no Plenário

14h – Sessão ordinária

15h – Curso para gestantes

15h – Programa infantil

17h – Apresentação do Pastoril da NAT

18h – Final do Torneio de Dança

19h – Entrega do Prêmio “A Casa dos Sonhos”

19h30 – Grupo de Zumba Projeto Mulheres Ativas

20h – Encerramento com o show do vereador Luiz Almir, no palco

23 de maio de 2017 às 1:16

Presidentes da Assembleia e da Câmara de Natal prestigiam procissão de Santa Rita de Cássia [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O deputado Tomba Farias (PSB) e a prefeita Fernanda Costa (PMDB) receberam políticos nesta segunda-feira em Santa Cruz, na procissão de encerramento da festa da padroeira, Santa Rita de Cássia.
Presentes os presidentes da Assembleia Legislativa, Ezequiel Galvão Ferreira de Souza (PSDB) e da Câmara de Natal, Raniere Barbosa (PDT), além do líder do Governo na AL, deputado Dison Lisboa (PSD) e do ex-deputado Ezequiel Ferreira de Souza.
E ainda os vereadores de Natal, Ubaldo Fernandes (PMDB), Nina Souza (PEN) e Robson Carvalho (PMB).

A festa de Santa Rita, que se encerra hoje, reuniu milhares de pessoas do Rio Grande do Norte e de outros estados nessas duas últimas semanas.

22 de maio de 2017 às 7:51

Depois de muita luta, Nelter Queiroz mostra os primeiros resultados das obras da barragem de Oiticica [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O deputado Nelter Queiroz (PMDB), o político que mais esperneou para viabilizar, com recursos federais, a construção da barragem de Oiticica, apresenta agora o resultado de uma luta que começou com a ex-governadora Wilma de Faria (PTdoB) mas só virou realidade com os gritos do deputado cobrando da ex-governadora Rosalba Ciarlini (PP) e ao ex-presidente da Câmara, Henrique Alves (PMDB), que cobraram da ex-presidente Dilma (PT)….

Em meio a tanto ex como personagens da obra, resta com mandato o deputado Nelter, para mostrar em que pé está o projeto.
Abaixo as fotos da nova Barra de Santana, a polêmica área ocupada onde está sendo construída a barragem.

22 de maio de 2017 às 7:38

Pré-candidata ao Senado, Magnólia Figueiredo critica solidariedade de Garibaldi a Michel Temer [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O senador Garibaldi Filho (PMDB) não foi feliz ao postar em seu twitter votos de solidariedade ao presidente Michel Temer.

Os seguidores do senador não economizaram nos comentários contra a posição do peemedebista.

No facebook, o comentário de Garibaldi foi repercutido pela atleta campeã Magnólia Figueiredo.

Filiada ao Solidariedade, Magnólia foi candidata a vice-prefeita de Natal e se prepara para disputar uma das duas vagas do Senado em outubro do próximo ano.

Terá exatamente Garibaldi, que vai disputar reeleição, como concorrente.

Já à noite, a postagem do senador foi retirada do twitter.

21 de maio de 2017 às 10:29

Um presidente à beira do fundo do poço [0] Comentários | Deixe seu comentário.

De Lauro Jardim, no Globo de hoje:

E sobre o mistério da mala de dinheiro…

Pergunta feita no twitter do Blog há dois dias:

Hoje quem questiona… e sugere… é o Palácio do Planalto:

21 de maio de 2017 às 2:09

OAB decide protocolar pedido de impeachment do presidente Michel Temer [0] Comentários | Deixe seu comentário.

A Ordem dos Advogados do Brasil vai protocolar, na Câmara dos Deputados, um pedido de impeachment do presidente Michel Temer.
A decisão foi tomada na noite deste sábado, após mais de sete horas de reunião do Conselho Federal da Ordem.

Representqntes da OAB de 25 estados, incluindono DF, votaram a favor.

Amapá votou contra e Acre não compareceu.

20 de maio de 2017 às 16:47

Fim de semana de grandes shows na festa de Santa Rita de Cássia em Santa Cruz [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O município de Santa Cruz está em festa comemorando a padroeira, Santa Rita de Cássia.

E o ponto alto do evento que começou há uma semana, será neste final de semana com shows no pátio da Igreja Matriz.

Segundo a organização do evento, tem sido intensa a procura por reservas de mesas e aquisição antecipada de ingressos para os shows das bandas Comitiva, Jonas Esticado e Mano Walter.

 

Os festejos religiosos de Santa Rita de Cássia estão movimentando o turismo local e atraindo para Santa Cruz visitantes de Natal, de outros municípios do interior e de estados vizinhos como a Paraíba e Pernambuco.

Os hotéis estão com alta taxa de ocupação.

No domingo também terá a tradicional Feirinha de Santa Rita.

 

Na segunda-feira será o encerramento das comemorações da padroeira com missa no Santuário de Santa Rita, presidida por Dom Jaime Vieira Rocha, Arcebispo Metropolitano de Natal.

Às 16 horas será a procissão que deverá reunir cerca de 50 mil pessoas.

20 de maio de 2017 às 15:48

Em pronunciamento, Temer diz que grupo JBS quebrou o Brasil e ficou milionário [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Do presidente Michel Temer sobre os delatores do grupo JBS:

“Quebraram o país e ficaram milionários”.
Veja o pronunciamento feito há pouco:

20 de maio de 2017 às 13:53

Com gravação sob suspeita, Temer vai pedir suspensão das investigações contra ele [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O presidente Michel Temer vai fazer um pronunciamento daqui a pouco, às 14 horas.
Temer vai pedir ao Supremo Tribunal Federal a suspensão do inquérito aberto contra ele por corrupção, obstrução de justiça e formação de organização criminosa.
O advogado criminalista Antonio Claudio Mariz de Oliveira, que defende o presidente, argumenta que a investigação não pode prosseguir enquanto não for analisada a validade da gravação de uma conversa entre o presidente e o empresário Joesley Batista.

20 de maio de 2017 às 13:46

Joesley Batista já vendeu sabão Minuano em Natal [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Mega-milionário do governo Lula para cá, o Friboi Joesley Batista já andou por Natal.

Foi no tempo que representava o sabão Minuano e visitava o mercado potiguar.

Pessoas com quem mantinha contato naqueles tempos já encontraram com ele depois do governo Lula dizem que ele continua o mesmo simples, filho de dono de açougue em Brasília.
Mudou a conta bancária, os valores…

20 de maio de 2017 às 10:34

A riqueza de Joesley contada por sua mulher [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Dos tempos do sabão Minuano para cá, só riqueza…

Como mostra a jornalista, ex-apresentadora do SBT, que casou por amor com Joeslei Batista.

20 de maio de 2017 às 10:30

A capa de jornal que você respeita [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Uma capa de jornal que você respeita:

Quem é que paga para as Odebrechts e Fribois da vida ficarem assim?

Os governos, claro.

Ops…

O povo.

Nós!

20 de maio de 2017 às 10:27

Perícia mostra que áudio da conversa de Joesley com Temer foi todo montado [0] Comentários | Deixe seu comentário.

A delação do empresário Friboi Joesley Batista merece reparação, se é que é verdade o que diz a Folha de S. Paulo de hoje.

Porque se o cara foi capaz de editar uma declaração para montar uma declaração ao seu bel prazer, do que mais ele é capaz?
Diferente dos depoimentos do empresário Emílio Odebrecht, a delação dos donos da Friboi começam a ficar dignas de maior avaliação.

Não descartadas, claro, mas, melhor investigadas.

JOSÉ HENRIQUE MARIANTE

SECRETÁRIO-ASSISTENTE DE REDAÇÃO

MATHEUS MAGENTA

EDITOR DE CULTURA

DAIGO OLIVA

EDITOR-ADJUNTO DE IMAGEM
Uma perícia contratada pela Folha concluiu que a gravação da conversa entre o empresário Joesley Batista e o presidente Michel Temer sofreu mais de 50 edições.
O laudo foi feito por Ricardo Caires dos Santos, perito judicial pelo Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo.
Segundo ele, o áudio divulgado pela Procuradoria-Geral da República tem indícios claros de manipulação, mas “não dá para falar com que propósito”.
Afirma ainda que a gravação divulgada tem “vícios, processualmente falando”, o que a invalidaria como prova jurídica.
“É como um documento impresso que tem uma rasura ou uma parte adulterada. O conjunto pode até fazer sentido, mas ele facilmente seria rejeitado como prova”, disse Santos.
Segundo disse à Folha a Procuradoria, a gravação divulgada é “exatamente a entregue pelo colaborador e sua autenticidade poderá ser verificada no processo”.
“Foi feita uma avaliação técnica da gravação que concluiu que o áudio revela uma conversa lógica e coerente”, declarou a Procuradoria na noite desta sexta (19).
A gravação não passou pela Polícia Federal, que só entrou no caso no dia 10 de abril. O áudio, feito pelo empresário na noite de 7 de março, foi entregue diretamente à PGR e é anterior à fase das ações controladas.
Em um dos trechos editados, o empresário pergunta ao peemedebista sobre sua relação naquele momento com o ex-deputado federal Eduardo Cunha (PMDB-RJ), preso pela Lava Jato. As duas respostas de Temer sofreram cortes.
O trecho na gravação divulgada permite o seguinte entendimento:
“Tá.. Ele veio [corte] tá esperando [corte] dar ouvido à defesa.. O Moro indeferiu 21 perguntas dele… que não tem nada a ver com a defesa dele”
“Era pra me trucar, eu não fiz nada [corte]… No Supremo Tribunal totalidade só um ou dois [corte]… aí, rapaz mas temos [corte] 11 ministros”
Em depoimento posterior à PGR, Joesley disse que nesse momento o presidente dizia ter influência sobre ministros do STF.
“Ele me fez um comentário curioso que foi o seguinte: ‘Eduardo quer que eu ajude ele no Supremo, poxa. Eu posso ajudar com um ou dois, com 11 não dá’. Também fiquei calado, ouvindo. Não sei como o presidente poderia ajudá-lo”, afirmou.
Em outro trecho cortado, o empresário, enquanto explica a Temer que “deu conta” de um juiz, um juiz substituto e um procurador da República, declara: “…eu consegui [corte] me ajude dentro da força-tarefa, que tá”.
No momento mais polêmico do diálogo, quando, segundo a PGR Temer dá anuência a uma mesada de Joesley a Cunha, a perícia não encontrou edições. O trecho, no entanto, apresenta dois momentos incompreensíveis, prejudicados por ruídos.
Em entrevista à Folha, outro perito, Ricardo Molina, que não fez uma análise formal do áudio, declarou que a gravação é de baixa qualidade técnica.
Para ele, uma perícia completa e precisa obrigaria a verificação também do equipamento com que foi feita a gravação.
“Percebem-se mais de 40 interrupções, mas não dá para saber o que as provoca. Pode ser um defeito do gravador, pode ser edição, não dá para saber.”
Para o perito judicial Ricardo Caires dos Santos, não há hipótese de defeito.
Procurada para comentar o assunto, a assessoria da JBS disse que a empresa não vai comentar.
Conforme revelou o Painel nesta sexta-feira (19), o Planalto decidiu enviar a peritos a gravação, desconfiando de edição da conversa.
Comprovada a existência de montagem, o governo vai reforçar a tese de que Temer foi vítima de uma “conspiração”.

Uma perícia contratada pela Folha concluiu que a gravação da conversa entre o empresário Joesley Batista e o presidente Michel Temer sofreu mais de 50 edições.
O laudo foi feito por Ricardo Caires dos Santos, perito judicial pelo Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo.
Segundo ele, o áudio divulgado pela Procuradoria-Geral da República tem indícios claros de manipulação, mas “não dá para falar com que propósito”.
Afirma ainda que a gravação divulgada tem “vícios, processualmente falando”, o que a invalidaria como prova jurídica.
“É como um documento impresso que tem uma rasura ou uma parte adulterada. O conjunto pode até fazer sentido, mas ele facilmente seria rejeitado como prova”, disse Santos.
Segundo disse à Folha a Procuradoria, a gravação divulgada é “exatamente a entregue pelo colaborador e sua autenticidade poderá ser verificada no processo”.
“Foi feita uma avaliação técnica da gravação que concluiu que o áudio revela uma conversa lógica e coerente”, declarou a Procuradoria na noite desta sexta (19).
A gravação não passou pela Polícia Federal, que só entrou no caso no dia 10 de abril. O áudio, feito pelo empresário na noite de 7 de março, foi entregue diretamente à PGR e é anterior à fase das ações controladas.
Em um dos trechos editados, o empresário pergunta ao peemedebista sobre sua relação naquele momento com o ex-deputado federal Eduardo Cunha (PMDB-RJ), preso pela Lava Jato. As duas respostas de Temer sofreram cortes.
O trecho na gravação divulgada permite o seguinte entendimento:
“Tá.. Ele veio [corte] tá esperando [corte] dar ouvido à defesa.. O Moro indeferiu 21 perguntas dele… que não tem nada a ver com a defesa dele”
“Era pra me trucar, eu não fiz nada [corte]… No Supremo Tribunal totalidade só um ou dois [corte]… aí, rapaz mas temos [corte] 11 ministros”
Em depoimento posterior à PGR, Joesley disse que nesse momento o presidente dizia ter influência sobre ministros do STF.
“Ele me fez um comentário curioso que foi o seguinte: ‘Eduardo quer que eu ajude ele no Supremo, poxa. Eu posso ajudar com um ou dois, com 11 não dá’. Também fiquei calado, ouvindo. Não sei como o presidente poderia ajudá-lo”, afirmou.
Em outro trecho cortado, o empresário, enquanto explica a Temer que “deu conta” de um juiz, um juiz substituto e um procurador da República, declara: “…eu consegui [corte] me ajude dentro da força-tarefa, que tá”.
No momento mais polêmico do diálogo, quando, segundo a PGR Temer dá anuência a uma mesada de Joesley a Cunha, a perícia não encontrou edições. O trecho, no entanto, apresenta dois momentos incompreensíveis, prejudicados por ruídos.
Em entrevista à Folha, outro perito, Ricardo Molina, que não fez uma análise formal do áudio, declarou que a gravação é de baixa qualidade técnica.
Para ele, uma perícia completa e precisa obrigaria a verificação também do equipamento com que foi feita a gravação.
“Percebem-se mais de 40 interrupções, mas não dá para saber o que as provoca. Pode ser um defeito do gravador, pode ser edição, não dá para saber.”
Para o perito judicial Ricardo Caires dos Santos, não há hipótese de defeito.
Procurada para comentar o assunto, a assessoria da JBS disse que a empresa não vai comentar.
Conforme revelou o Painel nesta sexta-feira (19), o Planalto decidiu enviar a peritos a gravação, desconfiando de edição da conversa.
Comprovada a existência de montagem, o governo vai reforçar a tese de que Temer foi vítima de uma “conspiração”.

20 de maio de 2017 às 7:49

Senadora Fátima Bezerra confirma doação mas nega que tenha recebido propina  [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Na lista de políticos do Rio Grande do Norte, o diretor de relações institucionais da JBS, Ricardo Saud, citou o nome da então candidata ao Senado, Fátima Bezerra (PT).
No seu facebook Fátima negou que tivesse recebido propina, e sim doação legal.
Eis
Nota
Em respeito à população do Rio Grande do Norte, a senadora Fátima Bezerra esclarece e reafirma, mais uma vez, o que se segue:
Eu não fiz contato, não recebi diretores, não conheço os proprietários do grupo JBS. Minha prestação de contas, entregue e devidamente aprovada pela Justiça Eleitoral, é clara:
Nossa campanha recebeu uma doação de R$ 500 mil, via Direção Estadual do PSD do RN (CNPJ 14.862.435/0001-50), em 18/07/2014, cujo doador originário foi a empresa JBS S/A. Ou seja, quem recebeu da empresa foi o PSD e não nossa campanha.
Posteriormente, em 10/09/2014 e 15/09/2014, a Direção Nacional do PT (CNPJ 00.676.262/0001-70) fez duas outras doações à nossa campanha, nos valores de R$ 190 mil e R$ 475 mil respectivamente. Mais uma vez, nosso doador direto foi o PT e não a JBS.
Naquele ano, a legislação vigente permitia o financiamento privado de campanhas e essas doações foram legais, tanto que estão devidamente informadas à Justiça Eleitoral.
Há uma confusão, não sabemos se por desconhecimento ou se de forma proposital, acerca das doações privadas das campanhas passadas no Rio Grande do Norte e no país. A população precisa ser informada sim, mais do que nunca! Mas é necessário responsabilidade com a verdade.
Eu jamais esconderia o nome de qualquer empresário que contribuísse com o financiamento de minhas campanhas, até porque eu faço política com honradez, não a utilizo como moeda de troca.
Para maiores informações, é possível consultar ainda o site do TSE, no link http://www.tse.jus.br/eleicoes/eleicoes-anteriores/eleicoes-2014/prestacao-de-contas-eleicoes-2014/divulgacao-da-prestacao-de-contas-eleicoes-2014

20 de maio de 2017 às 7:35

As “contrapartidas” fora de cogitação [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O Blog não questiona a forma de doações pelo grupo JBS ao governador do Rio Grande do Norte, Robinson Faria.

Por não ter participado e nem mesmo informado sobre assuntos do tipo.

Essa parte fica com acusação e defesa.
Mas, pegando aqui o que está posto, na questão das “contrapartidas” apresentadas pelo delator Ricardo Saud…

Uma, era a indicação, pelo grupo JBS, do secretário estadual do setor de saneamento.
O primeiro titular da pasta foi o potiguar e ex-professor da Uern, José Maírton Figueiredo de França, economista, Mestre em Economia e Doutor em Engenharia de Produção. 

O segundo, o ex-prefeito de Assu, Ivan Júnior.

O presidente da Caern desde o início do governo é Marcelo Toscano, já indicado em outras situações, antes da atual gestão, pelo governador Robinson Faria.
A outra “contrapartida” era a venda da Caern.

O que sempre foi tratado pelo governador como fora de cogitação.

20 de maio de 2017 às 7:21

Entrevistas de Robinson desde eleição foram marcadas pela negativa do governo sobre venda da Caern [0] Comentários | Deixe seu comentário.

No final de dezembro de 2015 entrevistei o governador Robinson Faria sobre a possibilidade de venda da Caern.

Ele negou e tratou o assunto como fora de seus projetos como gestor no Rio Grande do Norte.

Reveja a entrevista:


Já esse ano, quando se começou a falar em estudos sobre a Caern, ele falou sobre o assunto para a Tribuna do Norte:


A assessoria do Governo relembrou ainda outras entrevistas onde o governador deixava claro que a venda da Caern sempre teve fora de cogitação.
CLIQUE AQUI
CLIQUE AQUI
CLIQUE AQUI
CLIQUE AQUI
CLIQUE AQUI
CLIQUE AQUI
CLIQUE AQUI