Thaisa Galvão

13 de dezembro de 2007 às 11:33

Micarla de Sousa leva falta na noite de homenagem à colega Márcia Maia [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O comentário da noite, entre deputados e jornalistas, foi a ausência da deputada-candidata Micarla de Sousa.
Micarla não foi à homenagem da colega Márcia Maia, mas mandou flores pelo seu assessor.
Que justificou que a Borboleta havia ido a um evento no Parque dos Coqueiros.
“Mas o Parque dos Coqueiros fecha cedo” – comentou um jornalista, alegando que eventos desse tipo terminam cedo…e o evento da Assembléia renderia atééé…
Entre os jornalistas do Comitê de Imprensa, alguns diziam que a deputada não tinha gostado de não ter sido escolhida a Parlamentar do Ano…
Micarla teve 3 votos.
Mesmo tendo 4 profisionais de sua televisão, credenciado no Comitê e com direito a votar.
O deputado Robinson Faria amenizou…
Disse que este foi um ano difícil de escolher o melhor parlamentar, já que foi um ano de debates proveitosos na Assembléia…
Lembrando o bom desempenho, inclusive, dos novos deputados…

13 de dezembro de 2007 às 11:30

O pouso demorado de Wilma na festa da AL [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Antes de lançar sua candidatura, a governadora Wilma de Faria circulou bem entre as mesas do Guinza Blue.
Mas ficou um bom tempo conversando mesmo foi com o jornalista Marcos Aurélio de Sá, direto-editor do Jornal de Hoje.
E depois, na mesa do deputado-adversário-desafeto…José Dias.
O assunto era a eleição do senador Garibaldi Filho para a Presidência do Senado. 

\"\"

Marcos Aurélio de Sá em ti-ti-ti com a governadora Wilma

\"\"

Wilma falando de Garibaldi com Diúda Alves e o deputado José Dias

 

12 de dezembro de 2007 às 20:14

Henrique Alves é reconduzido à liderança do PMDB na Câmara [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O deputado Henrique Alves acaba de ser reconduzido à liderança do PMDB na Câmara Federal para o ano de 2008.
Durante reunião da bancada, o deputado expôs sua atuação como líder em 2007, o presidente do partido Michel temer sugeriu a recondução e os parlamentares disseram sim.
O 12 de dezembro de 2007 foi mesmo o dia A…
Ou o dia D para a família Alves.
Primeiro o senador Garibaldi Filho eleito presidente do Senado.
Depois Henrique reconduzido ao cargo de líder do maior partido na Câmara…

12 de dezembro de 2007 às 20:10

Desfile mostrará moda criada por presidiárias [0] Comentários | Deixe seu comentário.

As presas do Pavilhão Feminino do Complexo Penal Dr. João Chaves subirão à passarela no próximo dia 18.

Além de estilistas elas serão top models.

Para apresentar a coleção de bolsas e acessórios da grife \”Transforme-se\”, produzidas por elas dentro da prisão.

A III João Chaves Fashion Week é promovida pela Secretaria de Justiça e Cidadania e a Faculdade de Natal – FAL, através do Projeto Operart.

12 de dezembro de 2007 às 13:48

Márcia Maia recebe hoje título de parlamentar do Ano [0] Comentários | Deixe seu comentário.

A deputada Márcia Maia receberá hoje à noite a placa de Parlamentar do Ano, concedida pelo Comitê de Imprensa da Assembléia Legislativa.
A entrega será durante a festa de confraternização da Assembléia, a partir das 21h, no Guinza Blue.
Márcia foi eleita na semana passada.

12 de dezembro de 2007 às 13:45

Sebrae faz festa de confraternização e homenageia Fernando Bezerra [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O ex-senador Fernando Bezerra será homenageado hoje na festa de confraternização de fim de ano do Sebrae.
Bezerra será lembrado como ex-presidente do Conselho Deliberativo da entidade.
O evento, que acontecerá no Versailles do Tirol (clube América), outorgará ainda o Programa sebrae de Qualidade e serviços Turísticos, e fará entrega de prêmio Sebrae Gestão de Qualidade 2007.

12 de dezembro de 2007 às 13:04

Projeto de Robinson é aprovado por unanimidade na Assembléia [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Aprovado por unanimidade dos 21 deputados presentes à sessão da Assembléia Legislativa, o projeto Cidadão Sem Fome, do presidente Robinson Faria.
Somente dois deputados faltaram à sessão.
Walter Alves, que está em Brasília acompanhando a eleição do pai para a presidência do Senado…
E os deputados Gesane Marinho e José Adécio…
Que faltaram…

12 de dezembro de 2007 às 12:59

Garibaldi agradece apoio da governadora Wilma de Faria [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O senador Garibaldi Filho acabou de discursar na cadeira de presidente do Senado.
E agradeceu…
Aos muitos apoios que teve, em Brasília e no Rio Grande do norte.
“Agradeço à governadora do meu estado e ao mais humilde que veio ao meu encontro, me dar apoio…”
E ainda nada acostumado ao cargo, Garibaldi em seu discurso empolgado se dirigiu ao “senhor presidente….”
Esquecendo que o “senhor presidente’ agora é ele….

12 de dezembro de 2007 às 12:34

Senado: uma instituição genuinamente potiguar [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Com a eleição de Garibaldi Filho, o Senado Federal é hoje a instituição mais potiguar em Brasília.
Na presidência, o senador Garibaldi.
Na direção geral, o seridoense Agaciel Maia.
Que permanecerá no cargo na gestão do norte-rio-grandense.

12 de dezembro de 2007 às 12:25

Garibaldi é eleito presidente do Senado com 68, dos 81 votos do Senado [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O senador Garibaldi Filho acaba de ser eleito e assumir a presidência do Senado.
Dos 81 senadores, 68 votaram em Garibaldi.
8 não votaram em Garibaldi.
2 senadores se abstiveram de votar e 3 faltaram à sessão.
Durante a votação, via-se pela televisão um Garibaldi sorridente e sempre ao lado dos democratas Rosalba Ciarlini e deputado Felipe Maia.

12 de dezembro de 2007 às 12:06

Começa sessão que elegerá Garibaldi presidente do Senado [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Em Brasília, está começando neste momento a sessão que elegerá o senador Garibaldi Filho presidente do Senado.
Candidato único, Garibaldi será eleito para comandar a Casa até o final do próximo ano.
Um mandato-tampão, para continuar o biênio iniciado pelo senador Renan Calheiros.
Líder do PMDN no Senado, Valdir Raupp acaba de apresentar o nome de Garibaldi como candidato do partido…
E agradeceu ao senador líder do DEM, José Agripino Maia…e líderes dos outros partidos, pelo apoio ao nome apresentado.
O voto será secreto…
Aguardaremos, pois…

12 de dezembro de 2007 às 12:02

Cidadão Sem Fome será votado daqui a pouco na Assembléia [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Os deputados estaduais estão debatendo neste momento, na sessão matutina da Assembléia Legislativa, o projeto Cidadão Sem Fome, de autoria do presidente da Casa, Robinson Faria.
O projeto, caso seja aprovado e sancionado pela governadora Wilma de faria, irá ampliar o Projeto Cidadão Nota 10, do governo, que permite a troca de notas fiscais por ingressos para eventos culturais e por abadas para o Carnatal, além de repassar parte da arrecadação do estado para entidades filantrópicas e beneficentes.
Com a aprovação e sanção do Cidadão Sem Fome, que será votado daqui a pouco, os consumidores poderão trocar notas fiscais também por cestas básicas.
Cada 25 notas, cada uma a partir de 5 reais, vai valer uma cesta básica.

12 de dezembro de 2007 às 11:25

Jerimum Jazz é atração do útimo Som da Mata do ano [0] Comentários | Deixe seu comentário.

A Big Band Jerimum Jazz é a convidada do último Som da Mata do ano.

A banda vai apresentar no Anfiteatro Pau-brasil, no Parque das Dunas, sucessos de mestres como Glenn Miller, Duke Ellington, Perez Prado e Severino Araújo.

Os amantes da boa música irão se deleitar também com os legítimos ritmos brasileiros como o Samba, o Frevo e a Bossa Nova.

Além dos 24 componentes habituais, a Jerimum contará com as participações especiais de Airton Guimarães, Manoca Barreto, Júnior Primata e Willames Costa.

O último Som da Mata do ano acontece no próximo domingo, às 16:30h.

12 de dezembro de 2007 às 9:47

Henrique assume papel de avalista de Garibaldi [0] Comentários | Deixe seu comentário.

A Folha de S. Paulo, que não confia no senador Garibaldi Filho, e vem dando provas diárias disso, foi atrás de um avalista para o novo presidente do Senado.
O escolhido foi o primo de Garibaldi, deputado Henrique Alves, líder do PMDB na Câmara.
Leia o que disse Henrique à Folha:

"Ele é confiável", diz deputado líder do PMDB
DA SUCURSAL DE BRASÍLIA
O líder do PMDB na Câmara, deputado Henrique Eduardo Alves (RN), disse que "assume a responsabilidade" de que o senador Garibaldi Alves (PMDB-RN) é "inteiramente confiável" para presidir o Senado.

FOLHAGaribaldi votou contra a candidatura de Renan à presidência do Senado, a favor da cassação de Renan no primeiro processo e atuou de forma independente na CPI dos Bingos. O governo pode confiar nele?
HENRIQUE ALVES – Naquilo que ele entende como verdade, ele é inteiramente confiável.
FOLHAO sr. trabalhou para quebrar resistências ao nome de Garibaldi no Palácio?
ALVES – Não há, que eu conheça, rejeição ao nome de Garibaldi. Agora, é natural que o governo tenha a preocupação de identificar o perfil, do comportamento [do candidato], e aí eu assumo a responsabilidade pelo nome do Garibaldi.

12 de dezembro de 2007 às 9:39

Folha de S. Paulo dá início à série de reportagens contra Garibaldi [0] Comentários | Deixe seu comentário.

A imprensa do Sul não vai deixar o senador Garibaldi Filho sossegado. Hoje, dia de sua eleição e de sua posse, a Folha de S. Paulo, que vem nos calos do senador desde que ele começou a viabilizar sua candidatura a presidente do Senado, publica reportagem dando conta de caixa 2 na campanha de 2002.
Mesmo admitindo que o nome do senador não consta da denúncia. Leia o texto, na íntegra:

Promotoria investiga caixa 2 em campanha de Garibaldi
Nome do senador não consta da denúncia sobre desvio de recursos públicos

RUBENS VALENTE
ENVIADO ESPECIAL A NATAL

O senador Garibaldi Alves Filho (PMDB-RN), lançado ontem pelo partido à presidência do Senado, teve gastos da sua campanha de 2002 cobertos por um suposto esquema de desvio de recursos públicos investigado pelo Ministério Público do Rio Grande do Norte.
Segundo a denúncia de quatro promotores da Defesa do Patrimônio Público de Natal (RN), protocolada em 24 de novembro passado e acolhida pela Justiça, cerca de R$ 210 mil saíram dos cofres da Secretaria de Defesa Social, passaram por uma empresa de informática, a Microtec Sistemas, e acabaram nas contas bancárias de 17 pessoas que faziam parte ou foram contratadas pela empresa de marketing político Polis Propaganda e Publicidade.
A Polis pertence ao marqueteiro João Santana, ex-sócio do publicitário Duda Mendonça e amigo do senador Garibaldi. Ele foi também o responsável pelo marketing da campanha à reeleição do presidente Luiz Inácio Lula da Silva em 2006.
Os promotores denunciaram que recursos públicos foram usados para quitar dívidas da campanha de Fernando Freire (PMDB), ex-vice-governador de Garibaldi e então candidato ao governo, acusado de peculato e formação de quadrilha. O nome de Garibaldi não consta da denúncia da Promotoria.
Em entrevistas concedidas desde sábado, Garibaldi, Freire e dois ex-contratados da Polis localizados pela Folha em Natal reconheceram que a campanha era única (Freire ao governo, na qual foi derrotado, e Garibaldi ao Senado) e que João Santana trabalhou para os dois candidatos ao mesmo tempo. O comitê financeiro único disse ter gasto R$ 1,53 milhão, Freire declarou despesas de R$ 181 mil e Garibaldi, de R$ 835 mil.
"A Polis trabalhou não só na campanha ao governo como na campanha ao Senado. O candidato Garibaldi, hoje senador, e também o candidato Geraldo Melo. Então era uma campanha conjunta, majoritária, tanto para governo quanto para o Senado", disse o redator de rádio George Wilde Silva de Oliveira, contratado pela Polis.
Oliveira é filho de José Wilde de Oliveira Cabral, o principal assessor de comunicação social nas gestões de Garibaldi no governo do RN e que hoje é assessor do senador em seu gabinete, em Brasília. George recebeu R$ 7.000 depositados pela Microtec numa conta do Unibanco em 9 de outubro de 2002, logo após o final da campanha. "Eu desconheço essa empresa [Microtec]. Quando eu soube, tive um grande espanto, porque eu não sabia que os cheques tinham vindo dessa empresa", disse George.
"Era tudo junto, era tudo na mesma casa, que fica em Morro Branco, um bairro aqui perto", contou o locutor Nilbert Roberto Maciel Mata, que recebeu R$ 5.000 da Microtec. Em 2006, ele voltou a trabalhar com Garibaldi, na derrotada campanha a governador.
"Em 2002 eu fiz locução para Fernando Freire e Garibaldi, como era candidato ao Senado, eu tinha algumas falas que eu fazia: "Ouça agora as propostas de Garibaldi". Fazia, fazia sim", disse o locutor. Ele foi informado da origem do dinheiro ao depor neste ano à Polícia Civil: "Quando eu soube, fiquei chocado, porque a gente nunca está a par dessa parte [financeira]. Hoje em dia a política está uma esculhambação."

12 de dezembro de 2007 às 9:37

Garibaldi diz à Folha que desconhece investigações [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Sobre as denúncias contra o senador Garibaldi Filho, a Folha de S. Paulo ouviu o parlamentar potiguar. Leia, na íntegra:

Outro lado
Senador diz nada saber a respeito das investigações
Freire diz que não tem informação sobre suspeita; Santana não retornou contatos
DO ENVIADO A NATAL

O senador Garibaldi Alves Filho (PMDB-RN) disse não ter informações sobre a investigação do Ministério Público que apontou suposto desvio de recursos para pagamento da empresa do marqueteiro João Santana na campanha de 2002. Ele disse que houve problemas para quitar a dívida da conta de marketing da campanha.
"Desconheço isso totalmente. Posso lhe adiantar, e João Santana poderá lhe dizer isso, e o próprio Fernando Freire, que houve dificuldade para o equacionamento do pagamento dessa despesa. Inclusive houve até mesmo um pagamento que girou em torno de um imóvel porque não houve dinheiro. Inclusive um ou mais imóveis em relação a isso. Da parte do governador Fernando Freire", disse o senador.
O senador reconheceu que Santana trabalhou em sua campanha. "Ele foi o marqueteiro da campanha de Fernando Freire para governador e a de senador vem sempre num plano mais secundário e ele também participou da minha campanha", disse.
Indagado sobre não ter declarado gastos com Santana ao TRE (Tribunal Regional Eleitoral), Garibaldi afirmou: "Na minha, não vai constar porque, na verdade, você sabe muito bem, isso é assumido, no caso, pelo governador, pela importância da campanha. A não ser quando o senador se tratar assim de um empresário, de uma pessoa que possa mobilizar recurso. Como eu não posso, não pude, aliás, isso ficou por conta do governador, daí por que você não viu assim nenhum registro com relação ao mesmo nome".
A reportagem quis saber de novo se os gastos da campanha do senador foram arcados por Freire, incluindo os gastos da Polis e de João Santana. "Todos os gastos, não. Claro que você viu que existem, aí na minha campanha, alguns gastos. Eu digo esses gastos que são mais volumosos, por exemplo, do João Santana, ficam por conta do governador. É uma tradição. A não ser quando o senador tem dinheiro. Eu não tinha e não tenho", disse.
O ex-governador e ex-deputado Fernando Freire disse, em entrevista à Folha no aeroporto de Natal, no sábado, que Santana trabalhou "de forma acessória, não diretamente, na campanha. Foi muito discretamente". Freire afirmou que Santana "trabalhou para todo mundo", mas que ainda não tinha informações sobre as suspeitas do Ministério Público em relação à Funcern. "Pedi ao meu advogado para ver isso, estamos vendo isso, ainda não sei de nada a respeito", disse
Freire é alvo de 28 ações por suposta improbidade administrativa ao longo da gestão interina de 2002.
Santana foi procurado pela Folha a partir da quarta. Foram deixados inúmeros recados na sede da Polis Propaganda e Marketing, em Salvador (BA), mas não houve retorno a um pedido de esclarecimentos. Segundo a pessoa que atendia aos telefonemas, Santana estava em viagem à França, sem previsão de retorno. Os representantes da Microtec em Natal não foram localizados. (RV)

12 de dezembro de 2007 às 2:47

Chapa única deu certo: já estava tudo acertado [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Já tava tudo combinado.
O Renanzismo, que cuidou, nos bastidores, do processo de sucessão no Senado, já havia definido o nome do senador Garibaldi Filho.
E como conseqüência disso vieram as desistências de Leomar Quintanilha e Walter Pereira…depois a de Neuto do Conto….a adesão do DEM….a adesão do PSDB….o isolamento de Pedro Simon….
Sem falar na posição de José Sarney em não aceitar ser candidato…
Nada foi por acaso.
O efeito dominó estava traçado e nos bastidores do Senado houve quem dissesse: Está tudo dominado.
Ontem o senador Garibaldi Filho, que já pode ser chamado presidente do Senado, teve mais uma de suas tantas conversas de 50 minutos com o presidente Lula…
E hoje ele vai só esperar a contagem de votos…
Para saber o que já sabe há dias…
Será sim, presidente do Senado…
Apesar do contra da Folha de S. Paulo….

12 de dezembro de 2007 às 2:44

Irmão de Garibaldi e vereadores do PMDB seguem para Brasília [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Presidente do Tribunal de Contas do Estado, Paulo Roberto Alves pegou o vôo de uma da manhã e se mandou para Brasília.
Foi acompanhar a eleição do irmão Garibaldi Filho para a presidência do Senado.
Na Corte, já estão os filhos do senador, Bruno e o deputado Walter Alves, e a mulher Denise.
Também desembarcam em Brasília para prestigiar o peemedebista, os vereadores Geraldo Neto e Hermano Morais.

12 de dezembro de 2007 às 2:43

Deputados votam hoje Orçamento do Estado e projeto de Robinson que troca nota fiscal por comida [0] Comentários | Deixe seu comentário.

A Assembléia Legislativa votará hoje o Orçamento Geral do Estado.
Na pauta de votações também entra o projeto do deputado Robinson Faria, o Cidadão Sem Fome, que permite que o cidadão troque nota fiscal por cesta básica.
O projeto, que já teve o sinal verde da assessoria jurídica da Presidência da Assembléia e até da consultora Geral do Estado, que checou tintin por tintin…irá incrementar a arrecadação do Estado, já que as pessoas passarão a exigir a nota fiscal.
O Cidadão Sem Fome foi dispensado das formalidades e será aprovado com facilidade na sessão de hoje.
Na última semana antes do recesso, a Assembléia trabalha dobrado…e hoje, a exemplo de ontem, tem sessão pela manhã e à tarde.

12 de dezembro de 2007 às 2:43

Wilma lembra obras do governo aos prefeitos de Natal e Mossoró [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Na festa do Diário de Natal, que premiou 40 municípios anunciantes do jornal, os prefeitos mais badalados eram Carlos Eduardo, de Natal, e Fafá Rosado, de Mossoró.
E foi em nome dos dois que a governadora Wilma de Faria, em seu discurso, cumprimentou os outros homenageados.
E para não perder a viagem…Wilma citou uma verdadeira lista de obras feitas pelo governo, tanto em Natal quanto em Mossoró…
Como quem diz…vocês não governam sozinhos…
E quando falou de Mossoró, já anunciou que no dia 21 estará na terra de Fafá Rosado….
Para anunciar mais coisas, e inaugurar mais coisas….