SELECT * FROM `wp_bannerize_b` WHERE `trash` = '0' AND (`maximpressions` = 0 OR `impressions` < `maximpressions`) AND ( (`start_date` < NOW() OR `start_date` = '0000-00-00 00:00:00' ) AND (`end_date` > NOW() OR `end_date` = '0000-00-00 00:00:00') ) AND `group` = 'anuncio lateral3(240x200)'ORDER BY RAND() LIMIT 0,1;
  • agosto 2014
    S T Q Q S S D
    « jul    
     123
    45678910
    11121314151617
    18192021222324
    25262728293031
  • SELECT * FROM `wp_bannerize_b` WHERE `trash` = '0' AND (`maximpressions` = 0 OR `impressions` < `maximpressions`) AND ( (`start_date` < NOW() OR `start_date` = '0000-00-00 00:00:00' ) AND (`end_date` > NOW() OR `end_date` = '0000-00-00 00:00:00') ) AND `group` = 'anuncio lateral(240x200)'ORDER BY RAND() LIMIT 0,1;
  • @thaisagalvao

    • SELECT * FROM `wp_bannerize_b` WHERE `trash` = '0' AND (`maximpressions` = 0 OR `impressions` < `maximpressions`) AND ( (`start_date` < NOW() OR `start_date` = '0000-00-00 00:00:00' ) AND (`end_date` > NOW() OR `end_date` = '0000-00-00 00:00:00') ) AND `group` = 'anuncio lateral2(240x200)'ORDER BY RAND() LIMIT 0,1;
      ENTREVISTA

      Entrevistado pela Folha de S. Paulo, na edição de hoje, o ex-deputado Maurício Rands, coordenador de programa de governo da campanha do PSB – da campanha de Eduardo Campos – falou que Campos foi alvo da "ironia da história".
      -Tínhamos convicção de que, com a campanha, ele ia se tornar mais conhecido e a pessoas iam ver que ele fez um bom governo. A ironia é que ele se tornou conhecido com a morte. Mas essa morte dele, essa fatalidade do destino, vai contribuir para despertar a crença dos brasileiros de que um outro caminho é possível.

      Poucos mais de uma hora antes da reunião convocada pela mulher de Eduardo Campos, em Recife, marcada para às 10 horas, Rands, que foi do PT até perceber, no final do governo Lula, "sinais de esgotamento da capacidade de se renovar daquele projeto então liderado pelo partido", falou ao Blog sobre o processo de escolha de um vice para a presidenciável Marina Silva (PSB).

       

      Maurício Rands – O vice deve caminhar para ser conhecido na quarta-feira, quando a executiva nacional anunciará a posição. 

      Thaisa Galvão – O Nordeste será representado na chapa? Sem um nome do Nordeste, a chapa não ficaria 'sem Eduardo'?

      Maurício Rands – Na composição de uma chapa o critério não pode ser regional. Tem que ver a densidade do nome que vai complementar a cabeça da chapa. O PSB tem nomes para preencher quadros em quaisquer critérios. Claro que seria uma boa ideia a confirmação do legado de Eduardo Campos.

      Thaisa Galvão – Seu nome estaria à disposição? Você estava muito próximo de Eduardo, mais próximo dos anseios dele em relação ao Brasil..

      Maurício Rands - Quando resolvi retirar meu mandato, o fiz porque preferi atuar na retaguarda. Sou advogado, professor do curso de Direito da UFPE.

      Thaisa Galvão – Mas o seu nome não está sendo discutido?

      Maurício Rands - Tem pessoas que cogitam, pela experiência com 3 mandatos parlamentares, mas eu não estou articulando, não estou programando isso não.

      Thaisa Galvão – Você não está articulando, mas se negaria a aceitar caso o partido definisse que você seria o nome que melhor representa o Nordeste, que melhor representa Eduardo Campos?

      Maurício Rands - Eu prefiro não raciocinar por hipóteses.

      Thaisa Galvão – Eu volto a bater na tecla do seu nome por ser você, além de muito próximo de Eduardo, o programa pronto de governo que seria apresentado pelo candidato

      Maurício Rands - Pois é, o programa está pronto, falta só marcar a data para ser apresentado. Depois do anúncio teremos uma agenda a percorrer debatendo outros pontos do programa, como a reforma tributária. 

      Thaisa Galvão – E a reforma tributária era um dos focos de Eduardo, né? Fiz uma entrevista com ele na última vez que veio a Natal e ele disse que tinha um compromisso de ser "o primeiro presidente da República, desde a redemocratização pra cá, que não vai aumentar impostos. Que vai fazer a reforma tributária no primeiro ano de governo"

      Maurício Rands – Pois é. É que nem tudo está no programa senão ficaria muito pesado.

      Thaisa Galvão – E mulher de Eduardo, Renata Campos? Ela seria a vice?

      Maurício Rands – Seria o melhor nome, mas é preciso respeitar o momento dela de mãe de cinco filhos. E lá atrás ela afirmou que prefere ficar na retaguarda. Todos gostariam que fosse Renata.

      Thaisa Galvão – Na entrevista da Folha você falou na capacidade de Eduardo Campos de juntar forças. Marina tem?

      Maurício Rands - Penso que sim. Ela sempre me passou essa imagem positiva. E ela vem se preparando desde a eleição passada em relação a um projeto para o país. Eduardo fez bem a Marina na questão de habilidade para articular e compor.

      Thaisa Galvão - Você tem uma relação com o Rio Grande do Norte, morou em Natal…

      Maurício Rands - Morei, estudei no Salesiano e na época meu pai era presidente da Caern. Foi no governo de Tarcísio Maia, pai do senador José Agripino.

      Thaisa Galvão – Como é o nome do seu pai?

      Maurício Rands – Raimundo Rands Barros.

      SELECT * FROM `wp_bannerize_b` WHERE `trash` = '0' AND (`maximpressions` = 0 OR `impressions` < `maximpressions`) AND ( (`start_date` < NOW() OR `start_date` = '0000-00-00 00:00:00' ) AND (`end_date` > NOW() OR `end_date` = '0000-00-00 00:00:00') ) AND `group` = 'anuncio meio(630x90)' ORDER BY `sorter` ASC LIMIT 0,1;

      Da Folha de S. Paulo:

      Aprovação à gestão Dilma sobe 6 pontos

       

      A taxa de aprovação ao governo Dilma Rousseff teve alta de seis pontos percentuais no intervalo de um mês. Em julho, 32% dos eleitores consideravam a administração da presidente petista como boa ou ótima. Agora, são 38% os que a avaliam assim, o número mais alto desde abril.

      No mesmo período, a reprovação a Dilma diminuiu também seis pontos. Antes, 29% classificavam o governo como ruim ou péssimo. Agora, são 23% os que o julgam dessa forma.

      Para 38%, o governo Dilma é regular, o mesmo número apurado no mês passado.

      Os dados são da pesquisa Datafolha realizada nos dias 14 e 15 de agosto, logo após a morte do ex-governador de Pernambuco e presidenciável Eduardo Campos (PSB), vítima de um acidente aéreo.

      Dados segmentados do levantamento indicam que a recuperação da popularidade de Dilma tem consistência.

      Entre os eleitores mais ricos –os que vivem em famílias com renda mensal superior a dez salários mínimos-, a aprovação do governo oscilou um ponto para baixo (de 25% para 24%).

      Com exceção deste grupo, que representa apenas 4% da amostra, a aprovação ao governo Dilma cresceu em todos os segmentos investigados pelo instituto: por sexo, idade, escolaridade, renda, região do país e tamanho do município.

      Os avanços mais significativos ocorrem na região Norte do país e entre os eleitores mais jovens, de 16 a 24 anos. Nos dois casos, o crescimento da aprovação foi de 11 pontos percentuais (de 40% para 51% no Norte e de 21% para 32% entre os mais jovens).

      Os outros avanços que mais chamam a atenção ocorreram entre os eleitores com ensino médio (9 pontos, de 27% para 36%); no Sudeste, a região mais populosa do país (8 pontos, de 24% para 32%); e entre os que vivem em famílias com renda de 5 a 10 salários mínimos (8 pontos, de 21% para 29%).

      Com esses novos resultados, o Norte ultrapassou o Nordeste como área de maior aprovação ao governo.

      Outro segmento em que Dilma desfruta de alta taxa de aprovação é o dos eleitores com ensino fundamental. Neste universo, que representa 41% da amostra do instituto, seu governo é visto como bom ou ótimo por 46%.

      SELECT * FROM `wp_bannerize_b` WHERE `trash` = '0' AND (`maximpressions` = 0 OR `impressions` < `maximpressions`) AND ( (`start_date` < NOW() OR `start_date` = '0000-00-00 00:00:00' ) AND (`end_date` > NOW() OR `end_date` = '0000-00-00 00:00:00') ) AND `group` = 'anuncio meio(630x90)' ORDER BY `sorter` ASC LIMIT 1,1;
      • DNA Center

      Da Folha de S. Paulo:

       

      Com 21% no 1º turno, Marina empataria com Dilma no 2º

      Marina Silva (PSB) entra na disputa pela Presidência com 21% das intenções de voto. Segundo o Datafolha, ela larga em segundo lugar na corrida presidencial, um ponto à frente de Aécio Neves (PSDB) –o que os coloca em situação de empate técnico– e 15 pontos atrás de Dilma Rousseff, candidata à reeleição pelo PT.

      Inicialmente inscrita como vice na chapa de Eduardo Campos, o presidenciável do PSB morto no último dia 13, a ex-ministra tem um desempenho que afasta a chance de a eleição ser resolvida no primeiro turno.

      Já na simulação de segundo turno, Marina, que deve ser oficializada candidata na quarta-feira (20), fica numericamente à frente de Dilma, com 47% das intenções de voto contra 43% da presidente.

      É uma situação de empate técnico nos limites máximos da margem de erro, que é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

      Contra Aécio, Dilma venceria o segundo turno por 47% a 39%. Nesse caso, os oito pontos de diferença representam uma ampliação da vantagem da petista. Em meados de julho, o cenário era de 44% a 40% (empate técnico).

      A hipótese de conclusão da eleição no primeiro turno é afastada porque Marina surgiu com quase o triplo das intenções de voto em Campos (8%), porém sem provocar alteração nas taxas dos rivais mais competitivos.

      Com Campos no páreo, Dilma também tinha 36%. Aécio alcançava os mesmos 20%.

      Na comparação direta entre o cenário atual, com Marina, e o cenário anterior, com Campos, caíram de forma notável os percentuais de eleitores sem candidato.

      Intenções de voto nulo ou em branco eram 13%. Com Marina candidata, essa taxa recuou para 8%. Indecisos eram 14% e agora são 9%.

      Vários analistas apresentaram Marina como possível herdeira de um grupo crescente de eleitores descontentes com o sistema político. Nos protestos de junho de 2013, um sentimento de rejeição aos partidos ficou explícito.

      Os dados da atual pesquisa combinam com esse tipo de interpretação. Muitos que pensavam em fazer um voto de protesto (anular), ou estavam com dificuldade para escolher, vão de Marina se essa opção estiver ao alcance.

      Outra informação que reforça essa tese aparece na simulação de primeiro turno da atual pesquisa sem o nome de Marina no cartão de resposta –situação que seria possível caso o PSB deixasse de lançar a ex-ministra de Lula e abrisse mão da candidatura própria.

      Nesse cenário, Dilma venceria a eleição já no primeiro turno com 41% (oito pontos a mais que a soma de seus rivais). Mas o percentual de eleitores sem candidato continuaria alto: 13% de brancos e nulos, 12% de indecisos.

      Um conjunto de dados da atual rodada do Datafolha sugere que a entrada de Marina na disputa ocorre num momento de recuperação de Dilma. Além da ampliação de sua vantagem sobre Aécio no teste de segundo turno, a avaliação do governo melhorou, sua taxa de rejeição oscilou para baixo (35% para 34%), e as intenções de voto espontâneas com seu nome oscilaram para cima (22% para 24%).

      O Datafolha ouviu 2.843 eleitores em 176 municípios nos dias 14 e 15 de agosto. 

      SELECT * FROM `wp_bannerize_b` WHERE `trash` = '0' AND (`maximpressions` = 0 OR `impressions` < `maximpressions`) AND ( (`start_date` < NOW() OR `start_date` = '0000-00-00 00:00:00' ) AND (`end_date` > NOW() OR `end_date` = '0000-00-00 00:00:00') ) AND `group` = 'anuncio meio(630x90)' ORDER BY `sorter` ASC LIMIT 2,1;

      O deputado Walter Alves (PMDB), candidato a federal, lançou dobradinha com o candidato a estadual, Álvaro Dias no sábado, em Caicó.

      Ocasião em que o vereador Lobão alfinetou o deputado Nelter Queiroz, que também faz dobradinha com Walter no Seridó.

      "Vamos votar num deputado da nossa cidade", referindo-se a Álvaro…

      "Porque tem deputados de Jucurutu, Mossoró…que se forem eleitos vão levar as obras para onde? Para Caicó? Nããão"…

      A dobradinha Walter-Álvaro também foi apresentada no município de Timbaúba dos Batista.

      IMG_7478.PNG

      Já em Cruzeta e São José do Seridó, a dobradinha de Walter foi formalizada neste domingo com o deputado Nelter Queiroz.

      Em São José, os dois foram recebidos pelo prefeito Jackson Dantas (PMDB),que promoveu carreata pelas ruas e depois discursos próximo à rodoviária da cidade.

      Em Cruzeta, recepção do prefeito Nena Dantas (PMDB).


       

       

      h

      IMG_7479.PNG

      SELECT * FROM `wp_bannerize_b` WHERE `trash` = '0' AND (`maximpressions` = 0 OR `impressions` < `maximpressions`) AND ( (`start_date` < NOW() OR `start_date` = '0000-00-00 00:00:00' ) AND (`end_date` > NOW() OR `end_date` = '0000-00-00 00:00:00') ) AND `group` = 'anuncio meio(630x90)' ORDER BY `sorter` ASC LIMIT 3,1;

      Domingo de volta ao Oeste, depois de um bate-volta em Recife, para se despedir do presidenciável Eduardo Campos.

      O candidato a governador, Henrique Alves (PMDB), retomou a Caravana da Mudança e percorreu mais cidades do Oeste.

       

      Com presença do ministro Garibaldi Filho (PMDB), a Caravana começou por São Francisco do Oeste, onde foi recebido pela prefeita Gildene Barreto (PTB).

      Em Taboleiro Grande, pela a prefeita Clébia Bessa (PSD).

      Em Rodolfo Fernandes, pelo prefeito Monteiro Neto (PR).

      Severiano Melo, Itaú e Umarizal aida estavam na agenda do domingo.

      Acandidata ao Senado, Wilma de Faria, permaneceu em Recife para os funerais de Eduardo Campos.

      Fotos Cláudio Abdon

      IMG_7476.PNG

      SELECT * FROM `wp_bannerize_b` WHERE `trash` = '0' AND (`maximpressions` = 0 OR `impressions` < `maximpressions`) AND ( (`start_date` < NOW() OR `start_date` = '0000-00-00 00:00:00' ) AND (`end_date` > NOW() OR `end_date` = '0000-00-00 00:00:00') ) AND `group` = 'anuncio meio(630x90)' ORDER BY `sorter` ASC LIMIT 4,1;

      Marina Silva que se segure…

      As críticas a ela virão pesadas a partir de agora.

      A morte do presidenciável Eduardo Campos (PSB) revirou de cabeça pra baixo as campanhas da presidente Dilma Rousseff (PT) e do senador Aécio Neves (PSDB).

      Sai Eduardo, entra a ex-vice, Marina (PSB).

      Marina que, segundo as pesquisas, teria mais votos do que Eduardo.

      Não teria a liderança, a capacidade de articular, de agregar, de montar palanques, como Eduardo fez…mas teria mais votos.

      Uma pesquisa já deverá sair mostrando vantagem de Marina sobre Aécio, assustando Dilma.

      O fantasma da hora se chama Marina.

      O anúncio da candidatura dela só será feito quarta-feira, mas a decisão já está tomada.

      Resta agora saber quem será o companheiro de chapa. Ou a companheira.

      A imprensa do Sul e Sudeste continua apostando no nome do gaúcho Beto Albuquerque.

      Mas a entrada de Beto na chapa destrói a luta de Eduardo Campos "por um Nordeste mais igual".

      Nordeste sem representatividade na chapa será uma desomenagem ao presidenciável morto e tão chorado nesses últimos dias.

      A mulher de Eduardo, Renata Campos, terá voz ativa na escolha do vice.

      E ela poderá, simplesmente dizer Sim, ao apelo para a vice ser ela própria.

      O nome de Renata é o da vez entre os integrantes da ala nordestina do PSB.

      Se não ela, um nome indicado por ela.

      E aí entra uma segunda opção do PSB-campista: o de Antônio, o "Tonca", irmão de Eduardo.

       

      Por enquanto, o nome de Renata é uma incógnita.

      Ninguém teve coragem de perguntar, em tom de convite, nos dias de velório e enterro do marido.

      Mas Renata é forte, guerreira, e convocou, ela própria, uma reunião para esta segunda-feira, dia de seu aniversário, quando completa 47 anos.

      Renata quer discutir o futuro do partido.

      E no clima de reunião, certamente seu nome será discutido, e ela dirá Sim…ou Não.

      Depois de ouvida, deverá ouvir os filhos.

      Eduarda, de 22 anos, João, de 20 e Pedro de 18, militantes que sempre foram junto aos pais, certamente dirão sim.

      José, de 9 anos e Miguel de 8 meses…certamente gostariam de ter a mãe ainda mais próxima.

      Ali, do ladinho, dormindo e acordando, todos os dias de sempre.

      Decisão difícil…

      Mas, difícil sob o ponto de vista de quem? De um observador dito normal, ou de um militante político?

      As cenas dos próximos capítulos da campanha presidencial terão início nesta segunda-feira.

      Enquanto isso, nas produtoras de campanha, marqueteiros mudam planos, regravam cenas, reeditam os primeiros programas, que já entrarão no ar na terça-feira.

      Dia em que todos se renderão ao adversário, com homenagens a Eduardo Campos.

      Mas nesse caso não precisa falar em Marina.

       

      SELECT * FROM `wp_bannerize_b` WHERE `trash` = '0' AND (`maximpressions` = 0 OR `impressions` < `maximpressions`) AND ( (`start_date` < NOW() OR `start_date` = '0000-00-00 00:00:00' ) AND (`end_date` > NOW() OR `end_date` = '0000-00-00 00:00:00') ) AND `group` = 'anuncio meio(630x90)' ORDER BY `sorter` ASC LIMIT 0,1;
      18
      ago

      O instituto Seta, que tem feito pesquisas internas para a coligação PSD/PT, registrou duas pesquisas no TRE.

      Uma encomendada pelo jornal Gazeta do Oeste, com 600 entrevistas feitas somente em Mossoró, e que custou ao veículo de comunicação, 5 mil reais.

      A outra, com 800 entrevistas somente em Natal, foi encomendada pelo portal Nominuto, que pagou 6 mil reais.

      A primeira registrada sob protocolo 00013/2014, e a segunda, 00014/2014.

      Nas perguntas estimuladas, chama atenção para a primeira pergunta sobre as intenções de votos para o Senado.

      As intenções para o Governo vem em segundo plano.

      Arejeição aos candidatos foi incluída na pesquisa que também questionu a população sobre aprovação de governos.

      Em Mossoró, a pesquisa perguntou sobre aprovação das gestões do prefeito Francisco José Júnior, da governadora Rosalba Ciarlini e da presidente Dilma Rousseff.

      Em Natal, prguntas sobre as gestões do prefeito Carlos Eduardo e, assim como Mossoró, dos governos estadual e federal.

      A pesquisa de Mossoró foi registrada no dia 16 e realizada nos dias 16 e 17.

      Já está prontinha, mas terá que cumprir o prazo eleitoral e só será divulgada no dia 21, quinta-feira.

      A pesquisa de Natal, apesar de registrada no dia 17, foi feita nos dias 16 e 17.

      Também já está pronta mas só pode ser publicada na sexta-feira, 22.

      SELECT * FROM `wp_bannerize_b` WHERE `trash` = '0' AND (`maximpressions` = 0 OR `impressions` < `maximpressions`) AND ( (`start_date` < NOW() OR `start_date` = '0000-00-00 00:00:00' ) AND (`end_date` > NOW() OR `end_date` = '0000-00-00 00:00:00') ) AND `group` = 'anuncio meio(630x90)' ORDER BY `sorter` ASC LIMIT 1,1;
      • DNA Center

      Do blog do Camarotti:

      Família de Campos recebe medalhinhas do ex-governador achadas em destroços

       

      Neste domingo pela manhã, durante o velório, a família de Eduardo Campos ficou emocionada ao recuperar cinco medalhinhas das várias que ficavam em uma corrente que o ex-governador usava.

      As medalhas foram entregues pessoalmente para a família pelo governador de São Paulo, Geraldo Alckmin.

      Segundo João Campos, filho mais velho de Eduardo, de 21 anos, as medalhinhas foram encontradas nas buscas no local do acidente. Ao Blog, João contou que cada medalha irá para cada um dos cinco filhos de Campos, e serão uma lembrança permanente do pai.

      O Blog havia noticiado na última sexta-feira que a família tentava achar alguns objetos que eram usados por Campos, por causa do valor sentimental.

      SELECT * FROM `wp_bannerize_b` WHERE `trash` = '0' AND (`maximpressions` = 0 OR `impressions` < `maximpressions`) AND ( (`start_date` < NOW() OR `start_date` = '0000-00-00 00:00:00' ) AND (`end_date` > NOW() OR `end_date` = '0000-00-00 00:00:00') ) AND `group` = 'anuncio meio(630x90)' ORDER BY `sorter` ASC LIMIT 2,1;

      O deputado federal Fábio Faria (PSD) faz dobradinha com o ex-prefeito de Goianinha e candidato a deputado estadual, Dison Lisboa.

      Neste final de semana os dois circularam juntos pelo Agreste, base de Dison.

      Na noite de sábado foram à festa da padroeira de Pedro Velho, onde foram recebidos pelo prefeito "Tio Zé".

      Com os dois, o candidato a governador, Robinson Faria (PSD).

      No domingo, a dobradinha seguiu na Caravana da Liberdade pela região.

      IMG_7445.JPG

      SELECT * FROM `wp_bannerize_b` WHERE `trash` = '0' AND (`maximpressions` = 0 OR `impressions` < `maximpressions`) AND ( (`start_date` < NOW() OR `start_date` = '0000-00-00 00:00:00' ) AND (`end_date` > NOW() OR `end_date` = '0000-00-00 00:00:00') ) AND `group` = 'anuncio meio(630x90)' ORDER BY `sorter` ASC LIMIT 3,1;

      Depois da passagem da Caravana da Mudança, com o candidato Henrique Alves (PMDB), passar pela região Agreste, foi a vez da Caravana da Liberdade, com o candidato a governador Robinson Faria (PSD), percorrer os municípios da região, base eleitoral de Robinson.

      Robinson, o vice Fábio Dantas (PCdoB) e a candidata ao Senado, Fátima Bezerra (PT) e os candidatos da chapa proporcional, se concentraram no município de São José de Mipibu, terra do candidato a vice-governador, deputado Fábio Dantas (PCdoB), base eleitoral da candidata à deputada estadual, Cristiane Dantas.

      Em São José, a ex-prefeita Norma Ferreira e 9 vereadores reforçaram a Caravana que já tem o apoio do prefeito Arlindo Dantas, pai do vice, Fábio Dantas.

      Depois a Caravana seguiu para Nísia Floresta, Senador Georgino Avelino, Arez, Canguaretama e Pedro Velho.

      Em Arez os candidatos foram recebidos pelo ex-prefeito Bráulio Cunha e por 6 vereadores.

      IMG_7468.PNG

       

       

      SELECT * FROM `wp_bannerize_b` WHERE `trash` = '0' AND (`maximpressions` = 0 OR `impressions` < `maximpressions`) AND ( (`start_date` < NOW() OR `start_date` = '0000-00-00 00:00:00' ) AND (`end_date` > NOW() OR `end_date` = '0000-00-00 00:00:00') ) AND `group` = 'anuncio meio(630x90)' ORDER BY `sorter` ASC LIMIT 4,1;

      Foi na noite deste sábado que o deputado estadual Getúlio Rêgo fez o anúncio oficial de seu posicionamento político nas eleições deste ano.

      Getúlio foi a Pau dos Ferros, reuniu seu grupo, puxado pelo filho ex-prefeito Leonardo Rêgo, e pelo atual prefeito Fabrício Torquato, e recebeu o líder democrata José Agripino e o seu candidato oficial a governador, Henrique Alves.

      Em Pau dos Ferros, o grupo de Getúlio ouviu os dois principais candidatos a governador: Henrique e Robinson Faria.

      Foi clara a definição do grupo pelo apoio à candidatura de Robinson.

      Por questões locais, os democratas não caberiam no palanque do PMDB.

      Deram um jeito.

      Getúlio foi convencido por Agripino a não deixá-lo na mão.

      O compromisso do senador democrata com Henrique era o de levar o DEM inteiro. Porteira fechada.

      Foi complicado no Oeste.

      E continuará sendo.

      Não será fácil agora para Getúlio convencer o eleitor.

      Eleitor que não consegue entender a união, em Pau dos Ferros, dos grupos de Getúlio (DEM) e de Elias Fernandes (PMDB).

      Eles focam as atenções para 2016, quando os palanques se dividirão…e o PMDB…apoiará qual?

      Mas, segundo os grupos de Getúlio e do deputado Henrique Alves, 2014 é 2014, 2016 é 2016.

      Tem 2015 no meio para respirar.

       

      Em Pau dos Ferros, Henrique foi recebido com um lanche pela líder política Maria Rêgo, que já comandou o PMDB no município.

      E foi exatamente por isso que sentiu dificuldade em voltar ao ninho dos bacuraus.

      Ela reclamava que o partido lhe foi tomado pelo grupo de Elias Fernandes.

      Mas…a paz parece ter reinado em Pau dos Ferros até outubro.

      Tanto que Henrique chegou vestindo camisa laranja, cor do DEM.

      Faltou só Getúlio recebê-lo vestindo camisa verde.

      Henrique, que em Pau dos Ferros tem a garantia de apoio do PMDB, ao receber o apoio do DEM disse que a "noite de Pau dos Ferros foi inesquecível".

      IMG_7424.PNG

      SELECT * FROM `wp_bannerize_b` WHERE `trash` = '0' AND (`maximpressions` = 0 OR `impressions` < `maximpressions`) AND ( (`start_date` < NOW() OR `start_date` = '0000-00-00 00:00:00' ) AND (`end_date` > NOW() OR `end_date` = '0000-00-00 00:00:00') ) AND `group` = 'anuncio meio(630x90)' ORDER BY `sorter` ASC LIMIT 0,1;

      Terminou o velório de Eduardo Campos e o corpo do ex-governador de Pernambuco é levado ao cemitério Santo Amaro, em Recife.

      As despedidas do grande líder político pernambucano mostraram, a partir de decisão da viúva Renata Campos, a simplicidade do político que queria chegar à Presidência da República.

      O velório de Campos não seguiu as regras dos velórios de líderes políticos ou de celebridades.

      Desde o momento em que o corpo chegou ao aeroporto de Recife, na madrugada de hoje, até agora, no momento do último adeus, a família, os amigos e os aliados foram misturados ao povo.

      Não houve o momento privado para a família.

      Não houve o espaço reservado para as autoridades.

      Nem mesmo a presidente da República foi diferenciada dos pernambucanos mais humildes que formaram filas quilométricas para dar adeus a Eduardo Campos.

      Não havia cordão de isolamento ao redor da presidente.

      Para chegar ao caixão de seu ex-adversário, Dilma teve que se espremer no meio do povo. Igual ao povo.

      E o Brasil inteiro foi se despedir do ex-governador, ex-ministro, candidato a presidente.

      Entre o sábado e o domingo, fora os aviões de carreira, foram contados 63 voos extras no aeroporto dos Guararapes.

      E todo esse povo privilegiado, de jatinho particular ou fretado, foi misturado a Eduardo, a Renata, a Eduarda, João, Pedro, José, Miguel…ao povo.

      Como quis a grande líder de Eduardo, sua mulher, viúva, Renata Campos.

      Exemplo de guerreira destemida.

      Que faz aniversário nesta segunda-feira, dia 18, poucas horas depois de ter enterrado o marido.

       

       

      SELECT * FROM `wp_bannerize_b` WHERE `trash` = '0' AND (`maximpressions` = 0 OR `impressions` < `maximpressions`) AND ( (`start_date` < NOW() OR `start_date` = '0000-00-00 00:00:00' ) AND (`end_date` > NOW() OR `end_date` = '0000-00-00 00:00:00') ) AND `group` = 'anuncio meio(630x90)' ORDER BY `sorter` ASC LIMIT 1,1;
      • DNA Center

      O PSB já andou fazendo pesquisa….

      Para saber sobre a aceitação de Marina Silva como candidata à presidência da República.

      Sem registro do TSE, os números, que já estão com o Blog, não podem ser divulgados.

      Pelo menos nesses dias de muita comoção, o clima é de ameaça à reeleição, ainda tranquila, da presidente Dilma Rousseff.

      SELECT * FROM `wp_bannerize_b` WHERE `trash` = '0' AND (`maximpressions` = 0 OR `impressions` < `maximpressions`) AND ( (`start_date` < NOW() OR `start_date` = '0000-00-00 00:00:00' ) AND (`end_date` > NOW() OR `end_date` = '0000-00-00 00:00:00') ) AND `group` = 'anuncio meio(630x90)' ORDER BY `sorter` ASC LIMIT 2,1;

      Quem chegou agora ao velório do presidenciável Eduardo Campos, em Recife, foi a governadora do Rio Grande do Norte, Rosalba Ciarlini (DEM).

      Rosalba está acompanhada do secretário de Comunicação, Paulo Araújo, e devera permanecer em Recife atéo final dos funerais do ex-governador de Pernambuco.

      IMG_7387.PNG

      SELECT * FROM `wp_bannerize_b` WHERE `trash` = '0' AND (`maximpressions` = 0 OR `impressions` < `maximpressions`) AND ( (`start_date` < NOW() OR `start_date` = '0000-00-00 00:00:00' ) AND (`end_date` > NOW() OR `end_date` = '0000-00-00 00:00:00') ) AND `group` = 'anuncio meio(630x90)' ORDER BY `sorter` ASC LIMIT 3,1;
      17
      ago

      Sem pompas nem circunstâncias, o pomposo viaduto construído ao lado da Arena das Dunas é aberto neste domingo.
      Ônibus e carros passando.
      Dois guardas – amarelinhos – orientando.

      IMG_7363.PNG

      IMG_7365.JPG

      SELECT * FROM `wp_bannerize_b` WHERE `trash` = '0' AND (`maximpressions` = 0 OR `impressions` < `maximpressions`) AND ( (`start_date` < NOW() OR `start_date` = '0000-00-00 00:00:00' ) AND (`end_date` > NOW() OR `end_date` = '0000-00-00 00:00:00') ) AND `group` = 'anuncio meio(630x90)' ORDER BY `sorter` ASC LIMIT 4,1;

      O presidente da Câmara, Henrique Alves (PMDB) já retornou ao Rio Grande do Norte para cumprir agenda no Oeste.
      A senadorável Wilma de Faria, presidente do PSB e aliada de Eduardo Campos, permanece em Recife.
      Wilma conversou muito hoje com a viúva Renata Campos, que será ouvida pela executiva nacional do PSB sobre a escolha do vice de Marina.

      IMG_7342.JPG

      IMG_7349.JPG

      SELECT * FROM `wp_bannerize_b` WHERE `trash` = '0' AND (`maximpressions` = 0 OR `impressions` < `maximpressions`) AND ( (`start_date` < NOW() OR `start_date` = '0000-00-00 00:00:00' ) AND (`end_date` > NOW() OR `end_date` = '0000-00-00 00:00:00') ) AND `group` = 'anuncio meio(630x90)' ORDER BY `sorter` ASC LIMIT 0,1;

      A presidente Dilma Rousseff já chegou ao velório de Eduardo Campos, em Recife.
      De um lado do caixão, Dilma (PT), candidata à reeleição.

      IMG_7332.PNG

      IMG_7334.PNG
      Do outro, a agora grande adversária de Dilma, a presidenciável Marina Silva (PSB).

      IMG_7335.PNG
      E por último, recém-chegado ao velório, o candidato do PSDB a presidente, Aécio Neves.

      IMG_7339.PNG
      O ex-presidente Lula também presente. Aqui com o ministro Aloísio Mercadante.

      IMG_7341.PNG

      SELECT * FROM `wp_bannerize_b` WHERE `trash` = '0' AND (`maximpressions` = 0 OR `impressions` < `maximpressions`) AND ( (`start_date` < NOW() OR `start_date` = '0000-00-00 00:00:00' ) AND (`end_date` > NOW() OR `end_date` = '0000-00-00 00:00:00') ) AND `group` = 'anuncio meio(630x90)' ORDER BY `sorter` ASC LIMIT 1,1;
      • DNA Center
      17
      ago

      Os candidatos ao Governo do RN, Henrique Alves (PMDB) e ao Senado, Wilma de Faria (PSB), estão neste momento no Palácio do Campo das Princesas, em Recife, nas despedidas ao presidenciável Eduardo Campos.
      O presidente da Câmara presta condolências à família e retorna ao Rio Grande do Norte para cumprir agenda no Oeste.
      Mas deve esperar a chegada da presidente Dilma Rousseff, aguardada agora.
      Já Wilma, como presidente estadual do PSB e membro da executiva nacional, permanecerá em Recife para acompanhar todas as cerimônias de despedida e para participar de reuniões em torno da formação da nova chapa, que agora tem Marina Silva como candidata a presidente.

      IMG_7302.PNG
      Henrique e Wilma diante do caixão de Campos

      IMG_7306.PNG

      IMG_7304.PNG
      O abraço de Wilma em João, o filho de 20 anos de Eduardo Campos

      IMG_7303.PNG
      Henrique ao lado de Renata Campos e João

      IMG_7305.PNG
      Henrique com João

      IMG_7390.JPG

      SELECT * FROM `wp_bannerize_b` WHERE `trash` = '0' AND (`maximpressions` = 0 OR `impressions` < `maximpressions`) AND ( (`start_date` < NOW() OR `start_date` = '0000-00-00 00:00:00' ) AND (`end_date` > NOW() OR `end_date` = '0000-00-00 00:00:00') ) AND `group` = 'anuncio meio(630x90)' ORDER BY `sorter` ASC LIMIT 2,1;

      Antes da carreata da Caravana da Liberdade, em Natal e Parnamirim, a deputada Fátima Bezerra foi a Mossoró, onde foi recebida por um grupo de servidores do Município, que declarou apoio à candidatura dela ao Senado.
      O movimento foi organizado por Assis Filho, presidente da Federação dos Trabalhadores na Administração Pública Municipal do RN (Fetam), com apoio de José Rodrigues, presidente da CUT/RN.
      O grupo entregou a Fátima, e aos candidatos a deputado federal Adriano Gadelha e Valmir Alves, e a estadual, Fernando Mineiro, Bernardo Fonseca, Neto Vale, Fátima Cardoso e Odon Júnior, um documento que trata desde a defesa dos direitos dos trabalhadores – como o cumprimento da Lei do Piso Salarial dos professores e agentes de Saúde e Endemias – ao comprometimento de luta em favor da realização da Reforma Política.

      “Aqui nós temos um público qualificado que reúne o que temos de melhor em matéria de formadores de opinião”, disse Fátima.

      IMG_7256.PNG
      Os servidores da Prefeitura de Mossoró declararam apoio a Fátima…
      Mas, só a Fátima?
      E para o governo?
      Vão de Robinson, o candidato de Fátima?
      Ou vão de Henrique?

      SELECT * FROM `wp_bannerize_b` WHERE `trash` = '0' AND (`maximpressions` = 0 OR `impressions` < `maximpressions`) AND ( (`start_date` < NOW() OR `start_date` = '0000-00-00 00:00:00' ) AND (`end_date` > NOW() OR `end_date` = '0000-00-00 00:00:00') ) AND `group` = 'anuncio meio(630x90)' ORDER BY `sorter` ASC LIMIT 3,1;

      A Caravana da Liberdade, comandada pelos candidatos a governador, Robinson Faria (PSD), a vice Fábio Dantas (PCdoB), e ao Senado, Fátima Bezerra (PT), depois de percorrer mais de 100 municípios do Rio Grande do Norte, circulou, neste sábado, em ruas de Natal e Parnamirim.

      A carreata saiu do CCAB Sul, ena avenida Roberto Freire, e seguiu pela Salgado Filho em direção à Arena das Dunas.
      Passou pelos bairros de Mirassol, Potilândia, Lagoa Nova e tomou a direção de Parnamirim pela avenida Prudente de Morais.

      Em Parnamirim a Caravana recebeu o reforço do presidente eleito da Câmara Municipal, Ricardo Gurgel, da vice-prefeita Lucinha, do ex-vice-prefeito Epifânio Bezerra e dos vereadores Gustavo Negócio, Carlos Augusto Maia, Irani Guedes, Sheila, Giovani e Joevá Alves.

      A movimentação foi encerrada com um comício na Cohabinal.

      IMG_7255.PNG

      SELECT * FROM `wp_bannerize_b` WHERE `trash` = '0' AND (`maximpressions` = 0 OR `impressions` < `maximpressions`) AND ( (`start_date` < NOW() OR `start_date` = '0000-00-00 00:00:00' ) AND (`end_date` > NOW() OR `end_date` = '0000-00-00 00:00:00') ) AND `group` = 'anuncio meio(630x90)' ORDER BY `sorter` ASC LIMIT 4,1;
      Carregar mais...