#JornalismoSemFakeNews

4 de outubro de 2007 às 15:09

DEM reage e diz que respeitará decisão do STF

[0] Comentários | Deixe seu comentário.

Deverá sair até o começo da noite o resultado do julgamento do STF, que decidirá se quem trocou de partido será cassado, ou não.

E ontem, em Brasília, circulou um buxixo que a bancada do DEM na Câmara iria reagir à decisão do Supremo, o que fez o presidente do partido, deputado Rodrigo Maia, divulgar nota oficial.

Que saiu agora-agora…

E o Blog publica, na íntegra:

 

NOTA OFICIAL

 

Em virtude de notícias veiculadas pela imprensa, ontem e hoje, dando conta da possibilidade da Câmara dos Deputados ser levada a reagir à decisão que o Supremo Tribunal Federal poderá tomar no julgamento marcado para hoje, sobre a fidelidade partidária, negando-lhe cumprimento ou procurando burlá-la, os Democratas vêm a público reafirmar seu irrestrito respeito à justiça e seu mais veemente repúdio a qualquer tipo de ameaça ao Estado Democrático de Direito.

 

Os Democratas, um dos partidos responsáveis pela consulta ora em pauta no Supremo Tribunal Federal, ao tempo em que reiteram o respeito a qualquer decisão que venha a ser tomada por aquele Tribunal, consideram de extrema infelicidade a menor suposição de que aqueles que possam se sentir prejudicados por ela, direta ou indiretamente, venham a tramar pelo não cumprimento de uma determinação do judiciário brasileiro.

 

Assim, os Democratas exigem que o Presidente da Câmara dos Deputados manifeste repúdio absoluto à ação noticiada pela imprensa. E que, com o poder que lhe foi conferido pela Casa, conclame a todos e à Nação brasileira ao cumprimento irrestrito da decisão da Suprema Corte, e da Lei.

 

Só assim poderá, o Poder Legislativo, reivindicar a recuperação de sua imagem e de sua credibilidade junto à sociedade brasileira, cumprindo sua maior responsabilidade, qual seja manter inquebrantável o pleno Estado Democrático de Direito.

 

Brasília, 4 de outubro de 2007

 

Rodrigo Maia

Presidente dos Democratas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.