#JornalismoSemFakeNews

3 de abril de 2008 às 21:05

Parar máquinas de hemodiálise significa parar vidas

[0] Comentários | Deixe seu comentário.

Conheço bem de perto a situação de pacientes de hemodiálise.
Meu pai sofreu de problemas renais e fez hemodiálise durante 5 anos.
Teve a sorte e o privilégio de fazer um transplante em São Paulo, com o que era na época a melhor equipe da América Latina, comandada pelo médico Emil Sabaga, responsável pelo primeiro transplante de rim no Brasil.
Viveu dois anos apenas.
Morreu em São Paulo sendo atendido pela mesma equipe.
Então…
Pobres desses pacientes…
Sobreviventes de um sistema de saúde falido…e que ainda por cima arrisca vidas por causa de situações que os pacientes nada têm a ver.
Uma hora de máquinas de hemodiálise paradas pode não ser nada para muitas pessoas.
Mas pode ser uma vida…para outras muitas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.