#JornalismoSemFakeNews

15 de abril de 2008 às 0:05

Sem dar duro para eleger Rogério, Carlos Eduardo corre risco de passar 2 anos sem ser notado

[0] Comentários | Deixe seu comentário.

Mas o prefeito Carlos Eduardo não tem outra saída que não seja o seu partido, o PSB.
Com o PT, já viu que a coisa não vinga.
O partido de Lula não abre mão de candidatura própria e não quer nem sonhar em apenas indicar um vice na chapa apoiada pelo prefeito.
Com o PMDB…também não vinga não.
A candidatura de Hermano Morais já apresenta os mesmos sinais da de Virgínia Ferreira…
Ou seja…de que não existe mais.
O nome de Hermano, que foi lançado pelo presidente do Senado, Garibaldi Filho…foi praticamente retirado pelo mesmo Garibaldi, quando declarou que Hermano poderia ser vice da economista petista Virgínia Ferreira.
Mas, para se manter fiel ao PSB, Carlos Eduardo terá que dar duro.
E levar o deputado Rogério Marinho para o segundo turno, enfrentando a deputada Micarla de Sousa, que está disparada em todas as pesquisas.
Só assim ele terá chances de permanecer na vitrine nos dois anos em que não será mais prefeito.
Caso deixe Wilma livre para apoiar Micarla de Sousa, como vem fazendo…
Carlos enfrentará dois anos sem mandato e sem visibilidade.
Ou alguém acha que, caso Micarla seja eleita prefeita, vai dar a Carlos o espaço que ela nunca teve quando foi vice-prefeita dele?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.