#JornalismoSemFakeNews

5 de setembro de 2010 às 18:24

Após ter silêncio questionado, Carlos Eduardo diz que repudia atitude da vereadora Sargento Regina

[0] Comentários | Deixe seu comentário.

O governadorável Carlos Eduardo (PDT) tinha decidido silenciar sobre a gravação divulgada pela internet, de conversa da vereadora-aliada Sargento Regina (PDT), onde ela, entre outras revelações bombásticas, levantava suspeitas sobre a administração de Carlos, quando prefeito de Natal, já que sugeria que, durante a gestão, o então secretário Raniere Barbosa havia "roubado" muito, e por isso se tornado um homem "riquíssimo", "milionário".
Mas o silêncio de Carlos Eduardo começou a fazer muito barulho.
Na internet, onde o vídeo da vereadora ganhou picos de audiência, a repercussão do silêncio do candidato a governador começou a soar como conivência, destruindo o discurso de moralidade do ex-prefeito.
Ficou claro entre twitteiros e a opinião pública fora da internet, que Carlos protegia a vereadora porque os muitos votos que ela poderá ter, como candidata a deputada, poderão ajudar a eleger seu pai, o candidato Agnelo Alves, do PDT como Mary Regina.
Agora há pouco, incomodado com o próprio silêncio-barulhento, Carlos Eduardo decidiu divulgar nota à imprensa.
Que o Blog reproduz, na íntegra:

NOTA

Quero manifestar minha perplexidade às declarações que vieram à tona neste final de semana, proferidas pela vereadora Mary Regina, conforme divulgação feita através da internet e repercutida por alguns jornais. Embora esteja, como candidato ao Governo do Estado, licenciado da direção do partido, defendo que o PDT reúna o seu Conselho de Ética para discutir a questão. Esta atitude, inclusive, possibilitará o foro devido para que a vereadora Mary Regina apresente a sua defesa, imperativo que a ninguém pode ser negado. O partido e os seus filiados têm uma longa trajetória perfilada à ética e à boa prática política e é baseado nisso que manifesto, de forma clara e categórica, meu repúdio aos fatos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.