#JornalismoSemFakeNews

19 de setembro de 2010 às 16:30

Jornalista da TV Ponta Negra participa amanhã de debate de presidenciáveis na sede do SBT-Nordeste

[0] Comentários | Deixe seu comentário.

Confirmadas as participações dos presidenciáveis José Serra, Marina Silva e Plínio de Arruda Sampaio, no debate promovido pelo SBT-Nordeste nesta segunda-feira, em Recife.
Há quem diga que a candidata Dilma Rousseff poderá desembarcar na capital pernambucana de surpresa.
De Natal, estarão presentes os jornalistas Paulo Araújo – diretor de Jornalismo da TV Ponta Negra, afiliada do SBT, e Daniel Cabral, editor de política da emissora, escalado para fazer pergunta aos presidenciáveis.
Sobre o debate, eis a reportagem publicada na edição de hoje do pernambucano Jornal do Commercio:

O NORDESTE NO FOCO DA CAMPANHA
Pioneiro debate entre presidenciáveis promovido pela TV Jornal/SBT, amanhã, a partir das 21h20, será uma oportunidade única de observar os principais candidatos discutirem os problemas da região

Sérgio Montenegro Filho e Paulo Sérgio Scarpa
politica@jc.com.br

Criar um fórum inédito de discussão dos problemas da Região Nordeste e de propostas para solucioná-los. Esse é o objetivo prioritário da TV Jornal/SBT ao realizar, amanhã à noite, o primeiro debate entre os presidenciáveis produzido por uma emissora de televisão nordestina. Dos quatro candidatos com representação no Congresso Nacional, apenas a petista Dilma Rousseff não aceitou participar do confronto. José Serra (PSDB), Marina Silva (PV) e Plínio de Arruda Sampaio (PSOL) estarão frente à frente, a partir das 21h20, direto do auditório do Sistema Jornal do Commercio de Comunicação (SJCC), expondo seus planos para os milhões de habitantes da região que, segundo especialistas, vem assumindo a cada dia uma importância maior no contexto socioeconômico e político nacional.
O debate será gerado pela TV Jornal e retransmitido ao vivo por dez emissoras afiliadas ao SBT em oito Estados do Nordeste, além de ser disponibilizado também via internet, permitindo aos eleitores que vivem fora da região ou do País conhecer as propostas dos candidatos relativas ao tema. A estimativa é de que pelo menos 40 milhões de telespectadores acompanhem as duas horas de programa, que terá como tema central o desenvolvimento econômico e social da região. Os presidenciáveis vão apresentar suas ideias para áreas importantes do cotidiano da população, como saúde, educação, segurança, infraestrutura, geração de empregos e distribuição de renda.

MODELO AMERICANO
O modelo adotado para o confronto é semelhante ao norte-americano, com as tradicionais bancadas fixas substituídas por um palco redondo, onde os oponentes se deslocam livremente, permitindo ao público uma melhor visualização das suas reações. O debate será mediado pelo jornalista Carlos Nascimento, âncora do SBT nacional, e contará com a participação de jornalistas das emissoras afiliadas ao SBT na região.
O programa foi concebido com a intenção de priorizar o confronto direto entre os presidenciáveis, que nos três primeiros blocos farão perguntas entre si e comentarão as respostas dadas pelos adversários. Ao final de cada bloco, no entanto, eles responderão questões sobre os problemas da região feitos pelos jornalistas convidados. O quarto bloco é reservado à participação do eleitor-internauta, que poderá postar suas perguntas no site do SBT Nordeste (www.sbtnordeste.com.br).
“Pela primeira vez no Brasil uma emissora realiza um debate com uma pauta focada em assuntos regionais. Isso permite a abordagem de problemas do cotidiano, aquilo que mexe diretamente com a vida do cidadão”, afirma a diretora de jornalismo da TV Jornal, Beatriz Ivo. Citando declarações de especialistas, de que o futuro do Brasil passa pelo desenvolvimento do Nordeste, a jornalista complementa: “Um debate como esse que estamos propondo lança sobre cada candidato a presidente a necessidade de assumir um compromisso mais forte com o eleitor”.
O superintendente do SJCC, Rodolfo Tourinho, afirma que um evento pioneiro como esse fortalece e amplia o potencial da rede SBT na região. Ao mesmo tempo em que contribui para um voto mais consciente do cidadão. “Vamos colocar em foco o Nordeste, região cada vez mais importante no cenário eleitoral do Brasil e que, por isso mesmo, merece atenção especial de quem pretende dirigir os destinos do País nos próximos quatro anos”, conclui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.