#JornalismoSemFakeNews

29 de setembro de 2010 às 16:40

Micarla evita responder a Carlos Eduardo: “A Justiça e o MP estão tratando de resolver isso”

[0] Comentários | Deixe seu comentário.

Procurada pela equipe do Jornal de Hoje, para repercutir as críticas feitas a ela, ontem no debate da Globo, pelo governadorável Carlos Eduardo Alves, a prefeita de Natal, Micarla de Sousa, disse que preferia não falar sobre "os escândalos de Carlos Eduardo".

"A resposta já foi devidamente colocada no programa (referindo-se ao direito de resposta veiculado hoje nos programas de rádio de Carlos Eduardo). A Justiça e o Ministério Público estão tratando de resolver isso. Eu não tenho tempo a perder com o que aconteceu no passado. Penso no futuro. Nos projetos que estamos desenvolvendo, nas 7 favelas que já removemos, nos 30 centros infantis que já construímos, nas 4 UPAs que estamos fazendo. Estamos cuidando da cidade. Sobre a pergunta que você fez, posso falar por mim e responder categoricamente que tenho as mãos limpas, nunca fui acusada de nada. Meu Governo é exemplar no trato com o dinheiro público", disse a prefeita, afirmando que as críticas feitas a ela têm o tom da atual campanha…

"É triste constatar que candidatos que estão no desespero perdendo a campanha não consigam apresentar uma proposta sequer. Talvez seja por isso que estão em queda livre e serão derrotados novamente no primeiro turno. O povo agora sabe quem está ajudando e quem está discriminando Natal. Estes ataques não surtirão efeito", declarou a prefeita, que não tem participado da campanha da governadorável Rosalba Ciarlini, sua candidata:

"Minha prioridade é a administração. Continuo trabalhando muito. Trabalho três expedientes. Não desisto de lutar por recursos. Durante 1 ano e oito meses bati em todas as portas, no Estado, em Brasília. E continuarei batendo. A crise atravessada pelos municípios brasileiros é geral e Natal não é uma ilha. Tenho obrigação de denunciar o boicote que o Governo do Estado faz a Natal. O povo está entendendo bem esta situação. E vai dar o troco, tenho certeza, no próximo domingo. Natal não pode ser discriminada pelo fato da cidade ter eleito legitimamente sua prefeita contra os poderosos. Eu mantenho a coerência. Apoio os candidatos que ajudam Natal"

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.