#JornalismoSemFakeNews

3 de outubro de 2010 às 21:51

PF prende dois ex-prefeitos de São José de Campestre

[0] Comentários | Deixe seu comentário.

Da Agência de Notícias da Polícia Federal no RN:

A Polícia Federal no Rio Grande do Norte divulga o balanço geral das ocorrências relacionadas ao pleito eleitoral de 2010.
Em todo o estado foram instaurados 4 inquéritos policiais por compra de votos e transporte irregular de eleitores e 12 Termos Circunstanciados de Ocorrência (TCOs), por crimes diversos, com predominância para a propaganda e distribuição de “santinhos” nas proximidades dos locais de votação (boca de urna).

O caso que chamou mais atenção ocorreu na cidade de São José de Campestre, na região do Agreste potiguar, distante cerca de 80 km da capital, quando foram presos em flagrante delito, dois ex-prefeitos daquele município acusados pela compra de votos, um na véspera e o outro no dia da eleição.

Além de São José do Campestre, a PF deteve ainda mais de 20 pessoas acusadas por crime eleitoral nas cidades de Natal, Mossoró, Santa Cruz, Jucurutu e Touros.
Na impossibilidade de estar presente em todas as cidades, as equipes da PF foram distribuídas por região e montaram bases fixas nos municípios de Nova Cruz, Santa Cruz, Caicó, Patu, Pau dos Ferros, Apodi, Mossoró e Macau, as quais se deslocavam, quando necessário, para o atendimento de ocorrências na circunvizinhança.

Em comparação com eleições de anos anteriores, o índice de ocorrências contabilizados pela PF em 2010 foi considerado “extremamente pequeno”, acreditando o Delegado Marcelo Mosele, Superintendente do órgão no RN, que isso se deu graças ao trabalho preventivo realizado desde a última segunda-feira, 27 de setembro, notadamente no interior, quando os federais chegaram inclusive a receber o reforço de dezenas de policiais que vieram de Brasília para se unir ao efetivo aqui existente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.