#JornalismoSemFakeNews

17 de outubro de 2010 às 1:40

Dívidas antigas pode levar prefeito de São Vicente a pedir intervenção no município

[0] Comentários | Deixe seu comentário.

Desesperado com tamanhas dívidas que nunca contraiu, o prefeito Doutor Bezerra, do pequeno município seridoense de São Vicente, está disposto a tudo…até mesmo a solicitar uma intervenção.
Antes da atitude extrema, Doutor Bezerra procura a imprensa para abrir o bocão, e ao mesmo tempo esclarecer à população o motivo de sua gestão estar indo por água abaixo.
Eis a carta enviada ao Blog.

Thaisa

Como admirador do seu tão bem conceituado Blog, e em virtude da seriedade
desse problema de pagamento de pregatórios, que poderá, fatalmente, levar o município de São Vicente a um colapso financeiro total, comprometendo e inviabilizando minha administração, gostaria muito de ter essa matéria em seu Blog. Só assim todo o Rio Grande do Norte tomaria conhecimento de sua gravidade.

Desde que assumi a Prefeitura de São Vicente, tenho enfrentado todo tipo de dificuldade. No início me defendi de duas denúncias eleitorais. Depois enfrentei a implantação do Piso Salarial e reformulação do Plano de Cargos e Carreira dos Professores, concedendo até 98% de aumento.

Enfrentei sucessivas quedas do FPM. Reformulei a legislação das diárias, das horas extras, das gratificações e dos cargos comissionados. Transformei algumas gratificações em piso salarial como foi o caso dos pedreiros. Porém, não obstantemente tudo isso, já negociei quatro termos de compromisso com a Justiça, para pagamento de 865.000,00, de 75.000,00, de 200.000,00 e de 290.000,00, totalizando 1.430.000,00, resultante de centenas de ações trabalhistas que vem sendo roladas desde 1994.

Não há município pequeno que suporte tanto pagamento de precatórios, numa única administração, por mais que se seja austero e controlado, inclusive, alguns colegas prefeitos, ao saberem de tamanha dívida, têm sido solidários comigo. Isso está tornando minha administração inviável.

Não sou responsável por tantas ações trabalhistas, no entanto, estou sendo obrigado a pagar, sacrificando meu nome e minha administração. Como não posso deixar de cumprir sentenças judiciais, com pesar e constrangimento, vou ter de sacrificar os cargos comissionados, gratificações, transporte escolar e todo tipo de investimento, mas quero deixar bem claro que não fui eu quem deu motivo para nenhuma ação judicial, pois nunca empreguei ninguém irregularmente, nunca demiti ninguém, nunca passei um único cheque sem fundos, não deixei de pagar nem um compromisso meu, portanto nunca dei motivo para o surgimento de precatórios, mas estou tendo o azar de ter que pagar 1.430.000,00 (um milhão, quatrocentos e trinta mil reais).

Quero também esclarecer que a própria juíza do Tribunal do Trabalho me orientou no sentido de que eu esclarecesse à população sobre a difícil situação do município por ter que retirar tanto dinheiro da minha administração para pagar precatórios.

Estou divulgando essa situação à população, através de comunicado ao Governo, à Assembléia, aos tribunais, rádios, jornais, blogs, Ministério Público e onde mais for possível, pois a situação é de desespero e de pré-falência financeira. Estou divulgando sem saber quem são os culpados. Inclusive, se necessário, solicitarei uma intervenção no município.

Dr. Bezerra, Prefeito de São Vicente.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.