#JornalismoSemFakeNews

23 de outubro de 2010 às 23:00

A saúde física e emocional no SPA Revivare

[0] Comentários | Deixe seu comentário.

Diário de um SPA.
Sexta e sábado…sexto e sétimo dias de muita ginástica e poucas calorias no SPA Revivare, que movimenta o Hotel Casa do Mar, na praia cearense de Tremembé.
Na sexta, além das corridas na praia, aulas de jump e treinamento funcional…a novidade boa foi a chegada de uma turminha do barulho.
Filhos que vieram dar o ar da graça…mas, ao contrário dos pai, com direito a muitas calorias.
O dia também foi marcado pela chegada da psicóloga Juliana Moreira Gonçalves, que fez um trabalho, tanto com os participantes do SPA como com a equipe que comanda os trabalhos.

Thaisa Galvão                                  A turminha do barulho que animou o final de semana

                             Ingrid Tinoco e Lyz Helena: treinamento na beira da praia

A psicóloga Juliana Gonçalves, paulista que mora em Natal há 12 anos, conversou com o Blog sobre a importância do seu trabalho em um SPA.

Juliana Gonçalves – A obesidade surge a partir de fatores emocionais como ansiedade, compulsão, dificuldade de lidar com algum problema. Então essas pessoas buscam a comida como um mecanismo de defesa. O nosso trabalho num SPA é para tentar fazer com que as pessoas pensem sobre essa questão, e só busquem na comida, o que é da comida, como o sabor…e tentem buscar outros fatores para resolver seus problemas.

Thaisa Galvão – Normalmente as pessoas que se deixam engordar estão vivendo problemas?
Juliana
– Com certeza estão vivendo algum tipo de insatisfação e elegem a comida como a única forma de sentir prazer. Claro que a comida tem que continuar sendo um prazer, o que não pode é botar todas as fichas na comida, entendendo que a comida não vai tirar a sua insatisfação. É muito pouco provável que alguém sinta muito prazer sabendo que comendo nessa quantidade, e nessa qualidade – calorias – ache que vai ficar bem depois.

Thaisa – Quais são os efeitos emocionais da gordura, além do fato de não se sentir bonito?
Juliana
– O desempenho sexual diminui, a vida social fica mais empobrecida, as relações se complicam…

Thaisa – Como foi sua atuação com as pessoas com quem você conversou no SPA?
Juliana
– Tentei convidá-las a falar também dessas questões, tentar ver a situação com outros olhos, para que encontrem saída para seus problemas sem, necessariamente, ser comendo. Então nesses 8 dias aqui no SPA, longe de casa, algumas pessoas refletiram sobre essas questões.

Thaisa – Você conversou com a equipe – instrutor, professores…a equipe que mais trabalhava a perda de peso das pessoas…
Juliana
– A equipe precisa de um suporte emocional. Para fazer com que as pessoas se sintam bem, eles precisam estar bem. Eles também passaram 8 dias fora de casa, longe da família…também têm seus problemas. Então a conversa foi no sentido deles estarem bem para passar para os participantes do SPA. 

Thaisa Galvão                                Juliana Gonçalves trabalhou emocional de equipe e de alguns participantes do SPA

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.