#JornalismoSemFakeNews

9 de fevereiro de 2011 às 11:50

Assessor de vereador Ronaldo Venâncio nega manobra para elegê-lo presidente da Fecam

[0] Comentários | Deixe seu comentário.

O advogado Rnato Rodrigues, assessor jurídico do vereador Ronaldo Venâncio, presidente da Câmara Municipal de Ceará-Mirim, liga para explicar como aconteceu o processo eleitoral que culminou com a eleição do parlamentar para a presidência da Fecam – Federação de Câmaras Municipais do RN.
Segundo Renato, "não houve manobra política", já que "todos os prazos institucionais previstos no regulamento interno da Fecam foram respeitados". Para o advogado, ainda em dezembro o ex-presidente da Câmara e ex-presidente da Fecam, vereador Dickson Nasser, assinou resolução informando sobre a eleição. Ele disse que o edital de convocação foi publicado na edição de 6 de janeiro do Diário Oficial do Estado, e atendendo à convocação, um "número considerável" de presidentes de Câmaras compareceu para votar, não tendo sido o processo de votação, uma coisa "fechada".
O advogado de Ronaldo Venâncio disse ainda que a Câmara de Natal estava impedida de participar, pois se encontrava inadimplente com a Fecam, devendo exatamente a parcela do mês de dezembro.
O advogado Renato Rodrigues negou que a Fecam tenha sido intimada, o que fez com que o "presidente" da Fecam, Ronaldo Venâncio, não se sentisse na obrigação de entregar as chaves do prédio-sede.
"Ronaldo não pretende ir de encontro à Ordem Judicial, mas todas as medidas estão sendo tomadas", afirmou o advogado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.