#JornalismoSemFakeNews

9 de fevereiro de 2011 às 15:26

Esperando assumir mandato de vereadora, suplente é acusada de fraudar INSS

[0] Comentários | Deixe seu comentário.

Nessas coisas da política, é cobra engolindo cobra…
Um querendo destronar o outro e por aí vai.
Agora, vendo a possibilidade de assumir o mandato de vereadora, caso a Câmara de Natal entenda como correta a posição do Supremo Tribunal Federal, que decidiu pela posse dos suplentes do partido, e não da coligação, a suplente do PMDB, Rejane Ferreira, olhando para a cadeira que foi do deputado Hermano Morais, se vê às voltas com um problema na justiça.
O Ministério Público Federal (MPF/RN) ingressou com ação de improbidade administrativa contra a suplente, que é servidora federal, por acusação de ter participado em esquema de fraude contra o INSS.
Segundo a ação, "o esquema consistia na concessão indevida de
benefícios previdenciários, especialmente no ano de 2004, em troca de
votos para a então candidata à vereadora, que também é servidora do
INSS. O dano aos cofres públicos é estimado em mais de R$ 398 mil
(valores históricos de 2004)".
O número para acompanhamento da ação de improbidade na Justiça Federal é
0000798-19.2011.4.05.8400.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.