#JornalismoSemFakeNews

23 de março de 2011 às 16:10

Caso a sobrinha-prefeita não deixe o DEM, agripinista histórico se filiará ao PMN

[0] Comentários | Deixe seu comentário.

Agripinista histórico, dos tempos do PFL, o democrata Chiquinho Germano, prefeito por 5 mandatos do pequeno município de Rodolfo Fernandes, anunciou que voltará a disputar a Prefeitura no próximo ano.
Aos 81 anos de idade, vai para a briga com a sobrinha Bernadete, atual prefeita que sentou na cadeira de gestora com o aval, total e irrestrito, do tio líder.
A briga pelo Executivo fica para o próximo ano. O que está em jogo agora é o comando do DEM, partido ao qual tio e sobrinha desafetos são filiados.
Caso a prefeita Bernadete insista em continuar no DEM, o partido presidido hoje nacionalmente pelo senador José Agripino, vai perder um de seus históricos filiados. O PMN do vice-governador Robinsn Faria poderá ser o caminho do líder de 81 anos, que diz só ficar fora da disputa se for acometido por um problema de saúde.
Leia abaixo entrevista de Chiquinho Germano, concedida ao jornal "O Vale do Apodi", que circulou hoje no município de Apodi – que festeja sua emancipação política – e em mais cerca de 10 municípios do Médio Oeste potiguar.
A entrevista foi concedida ao repórter Márcio Morais:

O Vale do Apodi                          Chiquinho Germano quer cumprir o sexto mandato de prefeito

CHIQUINHO GERMANO PODERÁ DEIXAR O DEM PELO PMN
O ex-prefeito de Rodolfo Fernandes, Chiquinho Germano (DEM), rompeu
politicamente com a prefeita Bernadete Queiroz, a quem indicou como candidata a prefeita nas eleições de 2008. O rompimento teria sido provocado por um desentendimento entre aliados do ex-prefeito com a prefeita.
Chiquinho Germano (DEM) é considerado o principal nome da política no município e um dos últimos tradicionais líderes do interior potiguar. Com cinco mandatos de prefeito, e aos 81 anos de idade, Chiquinho Germano garante que será candidato a prefeito em 2012, e caso não consiga tirar a prefeita do DEM, ele deixará a legenda e se filiará ao PMN a convite do deputado Raimundo Fernandes. A prefeita Ber­na­det­te Queiroz, que não topou apoiar a chapa anun­cia­da pelo tio ( na eleição passada) e con­fir­mou seus votos para Iberê Fer­rei­ra ao go­ver­no, Ga­ri­bal­di Filho e Wilma de Faria para o Se­na­do, San­dra Ro­sa­do para fe­de­ral e La­ris­sa Ro­sa­do para es­ta­dual, terminou vendo os seus candidatos derrotados no município, com exceção de Wilma de Faria que também foi votada pelo ex-prefeito Chiquinho Germano. Confira entrevista concedida por Chiquinho à reportagem do Vale do Apodi.

Márcio Morais
Jornal O Vale do Apodi

O Vale do Apodi – Como o senhor se sente neste momento da atual política?
Chiquinho Germano
– Muito bem. Sou um político com uma vida pública pautada na responsabilidade e muito bem aceito pelo povo.

O Vale – Quais os motivos do rompimento político e administrativo com a sua sobrinha, prefeita, Bernadete Queiroz?
Chiquinho
 – Acredito que a prefeita Bernadete foi incentivada pelos seus pais e algumas pessoas que desejam me tirar da política, mas isso quem pode fazer é o povo e não meus adversários. Ela desejou ficar ao lado dessas pessoas, então não tiver como impedir esse rompimento.

O Vale – Depois do rompimento com a prefeita Bernadete Queiroz, como está o grupo comando por Chiquinho Germano em Rodolfo Fernandes?
Chiquinho 
– Meu grupo ficou esfacelado, mas nas últimas eleições todos os candidatos apoiados por mim foram os mais votados em Rodolfo Fernandes, como Raimundo Fernandes, Betinho Rosado, José Agripino, Wilma de Faria e Rosalba Ciarlini. Contei apenas com o apoio da vice-prefeita e de um vereador, duas pessoas que posso contar e principalmente o respaldo do povo que sempre reconheceu o nosso trabalho.

O Vale – O senhor vê certa ingratidão por parte da prefeita Bernadete, já que foi o senhor quem a lançou na política?
Chiquinho 
– Vejo sim, mas vou deixar esse julgamento para o povo de Rodolfo Fernandes fazer nas eleições do próximo ano.

O Vale – Com essa experiência política e administrativa adquirida ao longo de cinco mandatos de prefeito, como o senhor avalia a gestão da prefeita de Rodolfo Fernandes, Bernadete Queiroz?
Chiquinho – Uma pessoa que não passa 24 horas na cidade onde é prefeita não tem condições de saber dos problemas que a cidade e o povo enfrentam.

O Vale – O senhor sonha em voltar a disputar a Prefeitura de Rodolfo Fernandes em 2012?
Chiquinho
– Sou candidato. A única coisa que pode me tirar da disputa eleitoral de 2012 é se caso aparecer algum problema de saúde, mas graças a Deus estou muito bem e com o apoio da maior liderança política de Rodolfo Fernandes, o “povo”.

O Vale – O senhor é membro do DEM e a prefeita Bernadete também; como fica essa situação?
Chiquinho
 – Espero que ela deixe o partido porque se ela ficar, quem deixará o DEM vai ser eu. Já recebi convite do deputado Raimundo Fernandes para se filiar ao PMN, mas isso devo fazer em último caso, pois sou Democrata e acredito muito no reconhecimento desse grande partido, na minha fidelidade partidária. O DEM sempre foi a minha casa, mas se for preciso vou ter que deixar.

O Vale – O que o senhor espera da governadora Rosalba Ciarlini para a região Oeste?
Chiquinho
– Pelo conhecimento administrativo e capacidade que Rosalba Ciarlini tem, espero que ela vai ser uma das melhores governadora que o nosso estado vai ter, principalmente aqui para a região Oeste. Rosalba conhece os nossos problemas, dificuldades e o nosso potencial. Ela vai fazer um bom governo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.