Thaisa Galvão

18 de dezembro de 2011 às 13:42

Novidade sem novidade [0] Comentários | Deixe seu comentário.

A declaração do jurista Paulo de Tarso Fernandes causou um frisson…na imprensa apenas…

É que nunca foi novidade para a governadora Rosalba Ciarlini nem para a prefeita de Mossoró, Fafá Rosado, que para a atual vice mossoroense Ruth Ciarlini disputar a prefeitura de Mossoró, Fafá terá que renunciar seis meses antes.

Alguma novidade nisso?

Só os leitores do Blog já devem ter lido sobre o assunto umas 5 vezes.

Quinta-feira passada o Blog publicou nota informando exatamente o que os jornais apontam hoje como a novidade da política…

Eis o trecho da nota publicada sob título “Larissa Rosado e seus atributos para ser a candidata da Rosa

A vice-prefeita Ruth Ciarlini é a preferida da irmã governadora. Mas aí o caminho para chegar à candidatura dela é muito longo. Teria que passar pela renúncia da prefeita Fafá Rosado até abril do próximo ano, para que Ruth pudesse assumir a gestão e conquistasse, só assim, o direito de buscar nas urnas sua reeleição.

Por ser irmã da governadora, Ruth não pode ser eleita. Mas pode ser reeleita. Estando na condição de prefeita de fato, pode buscar a manutenção do mandato sem problemas com o nepotismo.

A distância entre o desejo de Ruth e Rosalba e a renúncia de Fafá é muito longa. Mesmo que para a prefeita, caia do céu um cargo vitalício de conselheira do Tribunal de Contas do Estado.

Apostando no certo, e não no duvidoso, Fafá tem resistido à ideia de renunciar. O promotor de Justiça da Comarca de Mossoró já alertou que, caso se constate uma articulação familiar para indicação do cargo no TCE, o Ministério Público se pronunciará.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.