Thaisa Galvão

4 de janeiro de 2012 às 21:48

Potigás permanece na cota do PMDB de Garibaldi [1] Comentários | Deixe seu comentário.

Ao contrário do que tem se publicado, a indicação do técnico Fernando Dinoah para comandar a Potigás, no lugar de Saulo Carvalho, não foi do deputado João Maia.

Como o Blog informou há dias, a Potigás continua na cota do ministro Garibaldi Filho e do deputado Walter Alves.

E Dinoah foi indicado para Garibaldi pelo seu assessor Vicente Freire.

Portanto, a Potigás continua peemedebista.

O nome de Saulo começou a ser fritado depois que ele fez corpo mole para não nomear, como gerente, um aliado governista de Mossoró.

Quando encontrei Saulo na confraternização da Potigás com a imprensa, onde ele apresentou números de sua gestão, e naquele momento já sabia que estava demissionário, o ainda presidente – a exoneração ainda não está no Diário Oficial desta quinta – disse em tom de orgulho: “Todos os gerentes da empresa fazem parte do quadro de servidores de carreira da Potigás. Todos são concursados”.

O indicado mossoroense não fazia parte do time qualificado…

Foi aí que Saulo perdeu o cargo.

Uma resposta para “Potigás permanece na cota do PMDB de Garibaldi”

  1. Claudio Panuzzi disse:

    Esse é o problema da gestão ciarline rosado, eles não tem competência para indicar gerentes competentes, só pensa em colocar amigos de Mossoró. É o que acontece em outros Órgãos. Veja a SAPE e suas vinculadas onde o secretário priorizou os Mossoroenses sem qualificação para os cargos: um verdadeiro desastre.
    Perderam convênios, devolveram recursos federais a fundo perdido e paralisou o setor agropecuário, que diga a Anorc, Coex e Ancoc.
    Lamentável!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.