#JornalismoSemFakeNews

29 de dezembro de 2012 às 13:54

Prefeito contou com sensibilidade de juiz trabalhista para quitar dívidas e garantir serviços

[0] Comentários | Deixe seu comentário.

No último dia útil do ano, esta sexta-feira, o prefeito de Natal, Ney Lopes Júnior, foi ter uma audiência com o juiz do TRT, Cássio de Oliveira Manoel.

Que foi sensível à situação da capital, e acatou o pleito do prefeito, liberando 3 milhões e 300 mil reais que estavam bloqueados judicialmente.

Dinheiro que estava na conta da Marca, empresa terceirizada que prestava serviços à saúde municipal e estadual, mas que foi afastada sob acusações de irregularidades. O dinheiro foi bloqueado para ser devolvido à Prefeitura.

Ney correu atrás da liberação e contou com a força de vontade do juiz. O dinheiro chegaria à conta da Prefeitura, mas, certamente não aconteceria nesse período de recesso e plantões no TRT, não fosse a ação do prefeito.

“O último dia útil do ano foi produtivo”, comemorou Ney em entrevista ao Blog.

Com o dinheiro bloqueado, somado ao que saiu raspando do fundo do tacho da Prefeitura, Ney Júnior conseguiu sanar vários problemas.

O do lixo, mais grave, foi solucionado com o repasse à Urbana, de dinheiro suficiente para retomar os serviços de coleta e de transporte de lixo para o aterro sanitário.

“Paguei às empresas, os salários dos garis da Urbana, fiz o repasse referente ao café da manhã dos garis e à compra de sacos de lixo. Tudo isso graças à sensibilidade do juiz Cássio Manoel”, reconheceu Ney, dizendo que atendeu todos os pleitos relacionados à limpeza pública, mas com uma condicionante: que a coleta de lixo fosse retomada imediatamente.

“E o serviço voltou, desde ontem que acompanho. Mas não será tão imediato por causa da quantidade de lixo que é muito grande e leva um tempo”, explicou o prefeito.

Dos últimos centavos que conseguiu arrecadar, o prefeito de Natal quitou a dívida de 1 milhão e 400 mil com os programas sociais que atendem crianças em abrigos e nas cassas de passagem.

“Essas crianças estavam sob ameaça de serem deixadas na Prefeitura”, disse o prefeito, informando que as empresas fornecedoras estavam deixando de atender às solicitações. “Eram meses de atraso”, contabilizou Ney Júnior.

O prefeito também deixou pago as empresas terceirizadas que atendem aos programas sociais da Semtas.

*

Fora os milagres que conseguiu fazer nos últimos dias de gestão, o prefeito Ney Júnior ainda sensibilizou a governadora Rosalba Ciarlini, a repassar 1 milhão e 800 mil reais para somar a outros milhões para garantir a limpeza pública…e ainda ao governo bancar a festa da virada do ano em Natal.

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

  • Perfil