#JornalismoSemFakeNews

17 de abril de 2013 às 23:27

Prefeitos pedem a Garibaldi suspensão de pagamento ao INSS por municípios atingidos pela seca

[1] Comentários | Deixe seu comentário.

Depois da romaria nos gabinetes do presidente da Câmara, Henrique Alves e de mais 3 deputados federais – João Maia, Felipe Maia e Fábio Faria – prefeitos do Rio Grande do Norte que foram a Brasília com o pires na mão em busca de providências para combater os efeitos da seca em seus municípios, foram ao gabinete do ministro da Previdência, Garibaldi Filho.

Sala cheia…de pedidos…

Pedido número 1: que o INSS deixe de cobrar dos municípios em situação de emergência por causa da seca…

Os prefeitos querem que o governo edite medida semelhante ao decreto assinado em novembro do ano passado pela presidente Dilma Rousseff, que permitiu essa suspensão para os que sofreram os efeitos da seca de 2012.

 

Na Câmara, o projeto de Lei nº 2537/07 prevê exatamente a suspensão de pagamentos de débitos com a União para os municípios que se encontrem em situação de emergência ou calamidade pública.

 

O ministro Garibaldi ouviu, disse que tentaria agilizar o que fosse possível, e prometeu auxiliar os prefeitos na busca da aprovação de pleitos apresentados também a outros Ministérios e órgãos do governo federal.

E aproveitou para ligar para a Funasa para saber da liberação de recursos para a implantação de sistemas simplificados de abastecimento de água.

Também falou com a governadora Rosalba Ciarlini sobre medidas que estão sendo adotadas no estado para minimizar a calamidade provocada pela seca.

 

Foram ao gabinete de Garibaldi os seguintes prefeitos: Carlindson Pereira de Melo (Umarizal); Isoares Martins (Baraúna); Ciro Alves Bezerra (Itaú); José Renato (Fernando Pedroza); Licélio Guimarães (Itajá); Ariosvaldo Targino (João Câmara); Olga Fernandes (Martins); Luna Kaly Xavier (São Bento do Trairi); Edval Bezerra de Lima (Senador Georgino Avelino); José Roberto de Souza (Jundiá); Maria Aparecida Cavalcante (Ruy Barbosa); Valdenício José da Costa (Tibau do Sul); Sione Ferreira (São José de Campestre); Fernanda Costa (Santa Cruz); Walter Araújo (Lucrécia); Algacir Lima (Montanhas); José Marques de Oliveira (Pedro Velho); Alcimar Alves (Tangará); Francisco Alves da Costa (Coronel João Pessoa); João Paulo (Lagoa D’Anta); e Júnior de Janúncio (Florânia).

Garibaldi e os prefeitos...

..que foram a Brasília em busca de soluções para combater efeitos da seca

Uma resposta para “Prefeitos pedem a Garibaldi suspensão de pagamento ao INSS por municípios atingidos pela seca”

  1. Que gestores e suas qualidades éticas. Que pedido mais inconsequente e descabido. Recursos de pagamento de pessoal e encargos sociais são por Lei obrigatórios. Como podem pedir a um ministro andar pelos caminhos da ilegalidade. Vamos falar de outras obrigações que não são cumpridas? como por exemplo aplicação de recurso na saúde, segurança pública, agricultura. Os principais hospitais do Estado estão abarrotados de paciente vindos do interior. Pacientes estes com sintomas de resfriado são enviados pra Natal. E aí? o que me dixem?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.