Thaisa Galvão

11 de julho de 2013 às 8:51

Comércio e instituições se escondem atrás de tapumes temendo ataques de vândalos [1] Comentários | Deixe seu comentário.

No dia nacional de lutas, o trecho por onde vão passar os manifestantes, em Natal, amanheceu por trás de tapumes.

Empresários temem o grupo de vândalos que costumeiramente vem se infiltrando nas mobilizações pacíficas, e preferem gastar para proteger seus estabelecimentos.

O Midway Mall, onde os manifestantes se concentrarão, e que já foi alvo do vandalismo, teve porta de vidro quebrada a pedradas, começa o dia fechado. Só funcionará depois que o protesto começar a caminhar.

Os tapumes foram colocados nas portas de vidro.

Fotos: Thaisa Galvão

 

Mesma coisa no supermercado Nordestão. Só funciona após a passagem das pessoas. E como teve vidraças quebradas no último protesto, também se protegeu.

Nas avenidas Salgado Filho e Engenheiro Roberto Freire, a cena era a mesma: comércio e instituições anunciando que funcionam normalmente…mas, escondidos.

Nordestão e UnP por trás de tapumes

Federação das Indústrias

Escola na Salgado Filho, lojas na Roberto Freire, Americanas do shopping Cidade Jardim

Nordestão da Roberto Freire: funcionando por trás de tapumes

Praia Shopping, estande da Cyrela e loja da Roberto Freire

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*