Thaisa Galvão

20 de julho de 2013 às 5:28

Em nota, Governo diz que não é verdade que salários irão atrasar [5] Comentários | Deixe seu comentário.

Para o Governo do Rio Grande do Norte, não passa de boato a informação divulgada nesta sexta-feira, dando conta que o Estado irá atrasar o pagamento dos servidores públicos estaduais.

Eis a nota emitida pela assessoria da governadora Rosalba Ciarlini.

 

Nota

 

1 – Não é verdade que o Governo do Estado vá atrasar o pagamento dos  salários do funcionalismo neste mês de julho, apesar das dificuldades impostas pela queda das transferências federais, principalmente por conta da redução dos repasses do Fundo de Participação dos Estados – FPE. Somente no primeiro semestre deste ano, a frustração financeira foi de R$ 219 milhões. A arrecadação do ICMS apresenta o mesmo comportamento.

 

2 – O Governo vem, há muito tempo, falando da frustração de receita, situação que atinge a todos os Estados e Municípios brasileiros.

 

3 – Não é verdade que o Governo vá decretar moratória, como foi noticiado pelas mídias impressa e sociais.

 

4 – Não é verdade que tenha ocorrido reunião, na tarde desta sexta-feira, entre Secretários de Estado e representantes dos três Poderes, do  Tribunal de Contas e do Ministério Público Estadual.

5 respostas para “Em nota, Governo diz que não é verdade que salários irão atrasar”

  1. Italo Gomes disse:

    Prezada Jornalista,

    O governo de Rosalba atravessa essa dificuldade financeira, por pura incompetência. Durante esses dois anos e meio, o governo não investiu uma centavo na Secretaria Estadual de Tributação, que é quem fiscaliza e arrecada. Além disso, alegando uma economia irrisória, fechou todos os postos fiscais de fronteira do Estado. Um absurdo, tratando-se de um Estado consumidor como o nosso. Era evidente que a sonegação aumentaria! Por outro lado, os carros que serviam para o serviço de monitoramento de cargas, foram tomados pelas locadoras, por falta de pagamento. Aliado a esses dois fatores citados, os espaços físicos onde os auditores fiscais trabalhavam estão sendo cedidos a outras repartições estaduais, como é o caso da Secretaria Estadual de Turismo e da Procuradoria Estado (parte dela) que funcionam na 1ª Unidade Regional de Tributação. Vale salientar, que a atual gestão da SET proporciona perseguições gratuitas aos auditores. Ultimamente mais de 50 auditores foram removidos de funções nas quais produziam significativamente, para funções meramente burocrática, sem resultado prático para a melhoria da arrecadação. Por

  2. Manoel Macedo disse:

    Esse terrorismo é repetido vez ou outra. Basta o Governo desmentir cumprindo o calendário de pagamento e a mentira vai sendo desmoralizada, seguidamente, que até parece ser falta de notícia ou de repórteres eficientes .

  3. Francisco Canindé. disse:

    Essa história que a receita caiu 217 milhões, é verdadeiro golpe que esse Governo esta dano no funcionalismo. E quando as receitas aumentaram o governo sempre ficou no silêncio, um grande motivo para que o funcionalismo na acreditar no Governo Rosalba.

  4. maia disse:

    era so o quer faltava acomtecer no estado.ok

  5. ana lucia disse:

    THAISA SERÁ QUEELA VAI PAGAR O SALÁRIO DOS FUNCIONÁRIOS DE CAICÓ NO PERÍODO DA FESTA. SE NÃO ACONTECER SERA EXCESSÃOL.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*