#JornalismoSemFakeNews

14 de novembro de 2013 às 22:45

Homenagens a Jango relembram amizade do ex-presidente com o potiguar Clóvis Motta

[0] Comentários | Deixe seu comentário.

Nas homenagens ao ex-presidente João Goulart, deposto no Golpe Militar de 1964 e cujos restos mortais foram recebidos com cerimônia em Brasília, foi lembrado na TV seu maior aliado no Rio Grande do Norte: o ex-vice-governador e ex-deputado federal Clóvis Motta, pai do presidente da Assembleia Legislativa, Ricardo Motta, e avô do vereador Rafael Motta.
*
Imagens de arquivo de Clóvis Motta, líder do PTB e vice-presidente da Câmara dos Deputados à época do golpe, apareceram nas reportagens exibidas pela Rede Globo e em seus canais por assinatura.
Clóvis Motta foi um dos principais defensores de Jango e personagem de um episódio pouco recordado pelos arquivos da imprensa. Era getulista e trabalhista.
*
Presidente em exercício da Câmara dos Deputados, resistiu à Revolta dos Sargentos em setembro de 1963, movimento que foi considerado por muitos historiadores a premonição de abril do ano seguinte.
Clóvis Motta foi sitiado e detido em Brasília no antigo Departamento Federal de Segurança Pública pelos revoltosos e libertado por tropas leais a Jango.
*
Clóvis Motta foi um dos poucos a encontrar o homenageado de hoje no ostracismo.
No exílio do ex-presidente, manteve encontro reservado com ele no Uruguai, vigiado por agentes da Ditadura. Clóvis Motta foi eleito vice-governador do Rio Grande do Norte em 1965 na chapa encabeçada pelo Monsenhor Walfredo Gurgel.

20131114-224418.jpg

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.