Thaisa Galvão

21 de abril de 2014 às 23:50

Mossoró: governadorável Robinson Faria mais uma vez no palanque de Silveira Jr [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Só nesse feriadão, o governadorável Robinson Faria (PSD) foi duas vezes a Mossoro: no sábado e nesta segunda.
O presidente do PSD tem participado da campanha do prefeito interino e agora candidato a prefeito, Francisco Silveira Júnior (PSD).
Nesta segunda o governadorável participou de uma reunião com a militância na casa da ex-prefeita Fafá Rosado (PMDB) e do deputado Leonardo Nogueira (DEM) e depois do ‘paredaço’ pelas ruas da cidade.

Fotos: Instagram/Assessoria

20140421-235021.jpg

21 de abril de 2014 às 23:21

Mossoró: Larissa faz reunião e passeata no feriado [0] Comentários | Deixe seu comentário.

A pré-candidata à prefeita de Mossoró, Larissa Rosado (PSB), passou a segunda-feira em campanha.
Fez reunião com grupo de eleitores na quadra de uma escola e passeata pelas ruas da cidade.

Fotos: Assessoria

20140421-232031.jpg

21 de abril de 2014 às 23:08

Mossoró: post liberado [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Mais da judicialização da campanha eleitoral em Mossoró.
Nesta segunda-feira o juiz Herval Sampaio reconsiderou decisão que havia mandado retirar post da prefeita afastada Cláudia Regina (DEM) de seu perfil em redes sociais.
Prevaleceu a retirada da conta oficial da campanha no facebook.
O post mostrava Cláudia gravando para programa de TV:

20140421-230630.jpg

21 de abril de 2014 às 22:07

Comandante da PM descarta “caos anunciado” para esta terça-feira [2] Comentários | Deixe seu comentário.

Do Major Correia Lima, comandante do 12º Batalhão da PM, sobre a greve dos policiais militares marcada para esta terça-feira:

20140421-220059.jpg

20140421-220142.jpg

20140421-220212.jpg

20140421-220242.jpg

20140421-220311.jpg

21 de abril de 2014 às 21:43

PMs começam a terça-feira em greve mas, segundo líder, dependendo de resposta do governo, movimento pode ser suspenso [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Policiais militares do Rio Grande do Norte começam a terça-feira em greve. 
Eles chegarão logo cedo ao Centro Administrativo onde um grupo – se revezando sempre entre os que não estão de serviço – está acampado há dias e pretende permanecer até que tudo seja resolvido entre Governo e categoria.
Segundo o presidente da Associação de Subtenentes e Sargentos da PM, Eliabe Marques, a paralisação de amanhã será "pacífica e ordeira", e pode ser suspensa tão logo ele e os presidentes das associações de Bombeiros e de Cabos e Soldados, voltem a se reunir com o procurador geral do Estado, Miguel Josino, que vem intermediando as negociações desde o final de semana.
Para Eliabe, o que está acontecendo tem como motivo "o silêncio e descaso do governo já há dois anos".
Ao Blog, ele comentou sobre a reunião ocorrida hoje na casa do procurador Miguel Josino.
"Para o procurador a pauta é viável, mas ele precisa intermediar com o governo. Ele me ligou agora e disse que já conversou com o secretário de Segurança, então amanhã, quanto mais cedo a gente voltar a conversar, mais cedo a paralisação pode ser suspensa, dependendo do que ele apresentar", disse Eliabe, afirmando que a reunião com o procurador já está agendada para as 9 da manhã.

 

21 de abril de 2014 às 21:41

Procurador do Estado diz que dos 9 pontos da pauta dos PMs, 8 são considerados viáveis de atender [0] Comentários | Deixe seu comentário.

E o procurador geral do Estado, Miguel Josino, recebeu os líderes do movimento da Polícia Militar em sua casa nesta segunda-feira.
Ao Blog ele informou que, dos 9 pontos da pauta de reivindicações, 8 são considerados viáveis, de acordo com relatórios que ele ia passando para Secretaria de Segurança, Comando da PM e representantes do Ministério da Justiça.

“Avaliamos a pauta vendo de que forma atender, a que tempo e o que não se pode fazer”, disse Josino, que considerou a reunião com os presidentes das associações de Subtenentes e Sargentos, de Cabos e Soldados, e de Bombeiros, muito produtiva.
“A Procuradoria cumpriu a missão que a Secretaria de Segurança, a Procuradoria Geral da República e o Ministério da Justiça nos delegou, que foi estabelecer a negociação sem abrir mão da autoridade e disciplina”.
Segundo Miguel Josino, o ponto 9 da pauta que o Governo não tem condições de atender é uma questão nacional: o aumento de 56% equiparando os salários dos Coronéis da PM aos dos delegados da Polícia Civil e a fixação de uma data-base.
“Sobre o aumento não temos condições no momento de atender, e a orientação do Ministério da Justiça foi de que nesse ponto não tínhamos como avançar. E quanto à data-base, informamos que isso não existe em nenhuma categoria civil”, afirmou Miguel Josino, que disse ter concluído a reunião satisfeito.
“Foi uma conversa longa em tom respeitoso e cordial. Muito produtivo. Saí feliz porque vi que os líderes entendem que não há espaço para rebeldia a ponto de colocar a população em risco”.
Miguel Josino disse que na reunião de amanhã com as categorias, espera apresentar um cronograma para cumprimento dos pontos da pauta.
“Acho que sairemos desse episódio de forma exitosa”, declarou.

21 de abril de 2014 às 15:22

SP: ‘Levante Popular’ e MST protestam contra doação de empresas para campanhas [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Da Folha Online:

Ato contra financiamento privado de campanha fecha a av. Paulista

Uma manifestação reúne cerca de 1.000 pessoas na tarde desta segunda-feira no centro de São Paulo, segundo a Polícia Militar.

O grupo é formado principalmente pelo Levante Popular da Juventude e por integrantes do MST (Movimento dos Trabalhadores Sem Terra).

A página oficial do Lavante Popular da Juventude diz que o protesto é contra o financiamento privado das campanhas políticas. Reivindica, também, um nova Constituinte.

Por volta das 15h, a avenida Paulista estava totalmente interditada no sentido Paraíso para a passagem da marcha.

Segundo a PM, o protesto começou na praça do Ciclista e é pacífico. Policiais militares acompanham o ato.

21 de abril de 2014 às 15:00

Fábio Faria se pronuncia sobre interinidade na presidência da Câmara [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O deputado federal Fábio Faria (PSD), que durante a viagem do deputado Henrique Alves à China, ocupou a presidência da Câmara, usou seu perfil nas redes sociais para falar sobre os 12 dias de interinidade:

“Quero agradecer a oportunidade que tive de presidir a Câmara dos Deputados por 12 dias. Algo que muito me motivou. Vi o tamanho da responsabilidade de administrar a Casa onde votamos todos os projetos do Brasil. A arte de chegar ao consenso. É nosso dever acreditar que podemos construir juntos um novo Brasil. Um Brasil moderno, que escute as ruas e mude com o povo. Um Brasil que critica, mas que também esteja disposto a também dar sua contribuição. Como cidadão e como Brasileiro”.

21 de abril de 2014 às 14:49

Deputado Henrique Alves chega da China e reassume presidência da Câmara [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Depois de viagem a China, o presidente da Câmara, Henrique Alves (PMDB), já está de volta ao Brasil.

Está em Natal.

Nesta terça, em Brasília, retoma o cargo ocupado até então pelo deputado Fábio Faria (PSD), segundo vice, que com a renúncia do vice André Vargas do cargo, ocupará a cadeira de vice principal.

Mass… ainda esta semana, Henrique deverá convocar a eleição para vice.

Eleição que só terá votos de deputados do PT.

De acordo com a eleição da mesa diretora, e seguindo o regimento da Câmara, nesta legislatura a vaga de vice é do PT, daí ter que fazer nova escolha, em vez de substituir cumprindo a hierarquia.

 

 

21 de abril de 2014 às 14:26

Inelegíveis…por conta e risco [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Recurso vai, recurso vem… mas de um fantasma, parece que a prefeita afastada de Mossoró, Cláudia Regina (DEM) e a deputada Larissa Rosado (PSB) não conseguem se livrar: o da inelegibilidade.

As duas disputam por conta e risco, como diz o Blog desde o começo do processo.

E o que isso significa?

Que mesmo uma das duas sendo eleita, concorrendo sub júdice, corre o risco de, com o julgamento do mérito em última instância, ser afastada e provocar uma nova eleição suplementar.

*

E o que fazer para evitar um possível mandato interrompido por uma cassação?

Substituir a cabeça da chapa.

Por quem?

Alguma das duas teria um nome forte, à altura do que seu eleitores atribuem a elas?

Não.

Então…

Então, faltando 24 horas para a eleição, a cabeça da chapa pode ser substituída… mesmo estando na urna eletrônica, o nome das atuais pré-candidatas.

Tipo assim… uma enganação com o eleitor.

Vote em mim mas eleja meu substituto… entendeu?

E quem pode fazer isso hoje?

Somente Larissa Rosado.

Para ir até os 45 do segundo tempo, por conta e risco, Cláudia Regina terá que ter o OK do TSE para continuar fazendo campanha.

Foi exatamente o que fez sua assessoria jurídica: entrou com mandado de segurança junto ao TSE pedindo o restabelecimento do direito de fazer campanha.

Conseguindo, Cláudia poderá ter seu nome na urna eletrônica.

Caso o mandado de segurança seja indeferido, nem isso ela poderá fazer.

A substituição terá que ser bem antecipada, com tempo suficiente para ter o nome do novo candidato na urna eletrônica.

Sem conta…e nem risco.

21 de abril de 2014 às 13:21

Defesa de Cláudia Regina recorre ao TSE para prefeita afastada voltar a fazer campanha [0] Comentários | Deixe seu comentário.

A campanha em Mossoró, com vistas à eleição suplementar marcada para 4 de maio, continua na base da polêmica judiciária…
Impedida de fazer campanha, após decisão do juiz eleitoral Herval Sampaio, a prefeita afastada Cláudia Regina recorre ao TSE.
A assessoria jurídica de Cláudia entrou com mandado de segurança junto ao TSE, pedindo que seja restabelecido o direito da pré-candidata ir às ruas.
Como o TSE não tem plantão hoje, a decisão só deverá sair amanhã.

*
Como o mandado se refere ao pleito de 2014, será distribuído no Tribunal.
Caso se tratasse de recurso do pleito de 2012, estaria nas mãos da ministra Laurita Vaz, a mesma que já manteve inelegíveis as pré-candidatas Cláudia Regina e Larissa Rosado.

21 de abril de 2014 às 13:20

Mossoró: Para advogado de prefeita afastada, calendário eleitoral foi descumprido [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Advogado da prefeita afastada Cláudia Regina, Daniel Victor Gomes disse ao Blog que, como assessório no mandado de segurança impetrado junto ao TSE, pedindo que seja restabelecido o direito de Cláudia fazer campanha, foi feito um pedido para que o processo que culminou no indeferimento do registro de candidatura seja anulado.

Segundo Daniel, "o processo não seguiu o trâmite da lei".
E explicou que depois de publicado o edital com requerimento do registro, havia um prazo de 5 dias para as impugnações, porém, a pré-candidata foi notificada de impugnação no ato do pedido de registro, sem o cumprimento do prazo.
O advogado prossegue informando que depois do prazo de 5 dias, o calendário oferece ainda um prazo de 7 dias para a defesa, questionando que o prazo da pré-candidata foi de 72 horas.
O calendário, segundo o advogado Daniel Victor, ainda segue com um prazo de 2 dias para manifestação do Ministério Público, e 3 dias para que seja expedida a sentença, totalizando aí um prazo de 19 dias. 
"Se não tem como cumprir os prazos, que se altere a data da eleição. O que não pode é descumprir a lei só porque a campanha tem 20 dias", apelou o advogado, que também entrou com recurso eleitoral junto ao TRE-RN, na tentativa de modificar a decisão do juiz Herval Sampaio, mantida pelo presidente do Tribunal, Amílcar Maia, para garantir à prefeita afastada Cláudia Regina o direito de fazer campanha.

21 de abril de 2014 às 13:16

Mossoró: Cláudia Regina e Larissa Rosado entram com recurso junto ao TRE [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Assim que retomar o expediente nesta terça-feira, o TRE-RN terá em sua mesa, dentro da orientação de urgência urgentíssima em casos da eleição de Mossoró, dois recursos para serem distribuídos.

O recurso eleitoral da prefeita afastada Cláudia Regina, pedindo o direito de voltar a fazer campanha, com base na lei que permite o ato até o trânsito em julgado, segundo o advogado Daniel Victor…

E o recurso eleitoral da deputada-pré-candidata Larissa Rosado, para tentar modificar a decisão do juiz Herval Sampaio que indeferiu o pedido de registro de candidatura à prefeita de Mossoró.
*
Resta saber se serão distribuídos e julgados monocraticamente, ou encaminhados para julgamento do Pleno na sessão da quinta-feira.
Nesta terça não haverá sessão.

 

21 de abril de 2014 às 13:14

Sentença do juiz Herval Sampaio diz que prefeito Silveira Júnior é candidato à reeleição [1] Comentários | Deixe seu comentário.

Um ponto pouco discutido na decisão do juiz Herval Sampaio, que neste domingo de plantão eleitoral em Mossoró, julgou improcedente ação da prefeita afastada Cláudia Regina, de impugnação da candidatura do prefeito interino Silveira Júnior, e consequentemente deferiu o registro de candidatura do mesmo: eleição ou reeleição?
Em campanha para disputar a Prefeitura, Silveira, que está no cargo por determinação da Justiça, após afastar Cláudia, jura que é candidato à sua primeira eleição, podendo disputar reeleição, caso seja eleito.
Na sentença de Herval Sampaio o magistrado deixou claro: o prefeito, apesar de interino, é candidato ao segundo mandato.
Portanto, à reeleição.
Um problema para Silveira cuidar tão logo passe o pleito, caso seja ele o eleito.

20140421-131512.jpg

21 de abril de 2014 às 9:29

Depois da pesquisa do PMDB, a pesquisa do PT… [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Pesquisas….
Começa a indústria dos números no processo da sucessão estadual no Rio Grande do Norte.
O PMDB encomendou pesquisa ao Ibope no final de março.
Ficou feliz com os números produzidos.
Eram exatamente os que precisavam no momento para fechar a chapa.
Agora, a pesquisa da hora é a encomendada pelo diretório nacional do PT, a um instituto de Pernambuco.
Pesquisa feita em todo o RN.
Os números agradaram aos petistas e principalmente aos pessedistas.
São exatamente os que precisam para fechar a chapa com Robinson Faria (PSD) para o Governo e Fátima Bezerra (PT) para o Senado.
*
Avaliando os números das duas, a conclusão: nada é definitivo. A fila anda.
Questionando os números das duas: até que ponto a do PMDB tinha a intenção de segurar a ex-governadora Wilma de Faria (PSB) como pré-candidata ao Senado?
Até que ponto a do PT tem a intenção de segurar a candidatura de Robinson ao Governo, para dar musculatura ao nome de Fátima para o Senado?
Pesquisa também tem seus objetivos, só não enxerga quem não quer.
O ‘atendendo a pedidos’ funciona, sim senhor.

21 de abril de 2014 às 9:28

Mossoró: campanha poderá ter sua primeira pesquisa registrada [0] Comentários | Deixe seu comentário.

E falando de pesquisas…
Mossoró, que terá eleição suplementar no dia 4 de maio, ainda não registrou uma pesquisa.
O que não quer dizer que não tenha.
Tem umas 5 circulando pela cidade. E dando o mesmo tom.
*
Diante da provável estabilização dos dados, já se fala em pesquisa registrada, para publicar.
A 13 dias – hoje – da eleição, os institutos de pesquisas aumentam o grau de confiabilidade e começam a desativar o tal do ‘atendendo a pedidos’, sob pena de serem mais uma vez desacreditados.

21 de abril de 2014 às 8:12

Datafolha ouve apenas eleitores que já conhecem os 3 principais pré-candidatos e aponta empate [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Da Folha de hoje:

Rivais empatam em cenário apenas com quem os conhece

FERNANDO RODRIGUES
DE BRASÍLIA

Os candidatos a cargos públicos costumam repetir que agora ainda é cedo para analisar o cenário eleitoral, pois a maioria dos brasileiros ainda não está conectada à disputa de outubro e poucos eleitores conhecem neste momento todos os principais nomes na corrida pelo Palácio do Planalto.

É tudo verdade. Segundo a mais recente pesquisa Datafolha, realizada nos dias 2 e 3 deste mês, apenas 17% dos eleitores afirmam conhecer “bem” ou “um pouco” os três principais pré-candidatos a presidente: Dilma Rousseff (PT), Aécio Neves (PSDB) e Eduardo Campos (PSB).

Nesse universo, embora a margem de erro do levantamento se torne bem maior por causa do número pequeno de entrevistados, o resultado final é muito diferente daquele apurado quando é considerado o total da amostra do instituto.
*
No cenário testado apenas com eleitores que conhecem os três principais candidatos, Campos fica com 28%. É seguido por Dilma, com 26%. Aécio pontua 24%.

Os três estão tecnicamente empatados. É que a margem de erro sobe para cinco pontos percentuais, para mais ou para menos. No âmbito geral da pesquisa, essa margem chega a apenas dois pontos percentuais.

O diretor-geral do Datafolha, Mauro Paulino, faz um alerta: “Os eleitores que conhecem os três candidatos são os que mais acessam o noticiário, ou seja, são os mais escolarizados, de renda mais alta etc. Nada indica que o eleitor típico de Dilma, ao conhecer Aécio e Campos, deixará de votar nela”.
Ou seja, a oposição não terá certeza de sucesso se garimpar apoio apenas entre os que já conhecem e votam em Dilma sem saber direito quem são Aécio e Campos.
*
A jazida inexplorada de votos à disposição de adversários do PT –e também aberta para a própria presidente Dilma– está no vasto grupo de eleitores que não vota na candidata governista e ainda não conhece muito bem as opções em jogo para pensar em fazer uma mudança.

Em todos os cenários pesquisados pelo Datafolha, no levantamento completo, a petista pontua de 38% a 43% e aparece à frente dos demais candidatos. O restante dos eleitores prefere outros nomes, está indefinido ou vota em branco, nulo ou em nenhum candidato.

Ainda dentro do universo dos que dizem conhecer bem Dilma, Aécio e Campos, desaparece o amplo favoritismo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, registrado em todas as pesquisas até agora.

Quando é ele, e não Dilma, o candidato, seu percentual chega a 32%. Aécio e Campos pontuam 23% cada um.

Se Campos é substituído pela ex-ministra e ex-senadora Marina Silva como candidata do PSB a presidente, ela fica com 34% e lidera numericamente a pesquisa contra 23% de Dilma e 25% de Aécio –tudo no universo dos que dizem conhecer os três principais nomes na disputa.

Marina Silva também permanece competitiva se disputar nesse nicho eleitoral contra Lula e Aécio. Nesse cenário, a ex-senadora pontua 32%. O ex-presidente registra 29% e o tucano tem 24%.

Na semana passada, no entanto, o PSB confirmou que a chapa da legenda terá Campos como candidato e Marina na vaga de vice.

20140421-080830.jpg

20140421-080852.jpg

20140421-080918.jpg

SEGUNDO TURNO

Nas simulações de segundo turno feitas pelo Datafolha com esse grupo de 17% dos eleitores que conhecem Dilma, Aécio e Campos, os vitoriosos são sempre de oposição –com uma vantagem fora da margem de erro.

Numa eventual disputa entre Dilma e Aécio, a petista seria derrotada porque sua marca é de 31% contra 47% do tucano. Na hipótese de embate com Campos, o socialista registra 48% contra 31% da atual ocupante do Palácio do Planalto.