Thaisa Galvão

4 de maio de 2014 às 18:54

Juristas garantem que eleita em Francisco Dantas tem chance de assumir [6] Comentários | Deixe seu comentário.

Sobre a eleição de Aparecida Araújo (DEM) no município de Francisco Dantas, onde ela não teria os votos computados, vez que não teve o registro deferido, fui ouvir juristas, já que o deferimento ainda não passou da primeira instância, não tendo sequer chegado ao TRE.

Pelo que o Blog apurou, a candidata vencedora nao é responsável pela demora da Justiça Eleitoral em julgar o registro dela.
E como o marido dela, o prefeito cassado Gilson, tinha direito à reeleição, ela também teria.

O TRE deverá julgar essa semana o registro de Aparecida.

Aparecida obteve 1.077 votos contra 1.053 de Wandeílton, candidato do PTB.

6 respostas para “Juristas garantem que eleita em Francisco Dantas tem chance de assumir”

  1. Giovanni disse:

    Cara amiga o Ex, prefeito Gilson de Francisco Dantas ja tinha sido eleito a reeleição então a esposa não poderia disputar a eleição.

  2. Leo Oliveira disse:

    Prezada Thaisa,

     

    O Ex – Prefeito Gilson Dias já estava no seu segundo mandato de Prefeito do Município de Francisco Dantas, a qual foi cassado. Então, acredito que sua esposa conforme a Lei fica impossibilitada de concorrer ao cargo. 

  3. Lindomar Libânio Chaves disse:

    Thaisa,

    Quero apenas corrigir a informação: O marido de Aparecida já tinha sido reeleito sim. No caso específico, seria o terceiro mandato consecutivo. Tem que considerar também a grau de parentesco por afinidade, de marido e mulher, que é de primeiro grau.

  4. Rafael disse:

    Considerando que o ex-prefeito de Francisco Dantas estava afastado do cargo em decorrência da anulação dos votos nas eleições de 2012 por abuso de poder econômico, o presidente da Câmara Municipal assumiu a chefia do poder executivo de forma temporária. Assim, a candidata Aparecida não estava utilizando da máquina administrativa para se eleger, entendo, s.m.j., que ela é elegível para o cargo, tendo em vista que seu esposo não está no cargo e foi declarado nulo todos os seus votos. Outrossim, partindo de outro raciocíno, no caso da eleição de Mossoró, se o prefeito interino, de acordo com a decisão do Juiz Eleitoral está em busca da reeleição, em tese, não há o que falar de impedimento da candidata para se candidatar.  

  5. O esposo de Aparecida o Sr. Gilson Dias, não era mais Prefeito. Quando ele perdeu o mandato deixou de ser prefeito, o atual é o Sr. Wandeilson , a Sra Aparecida não tem nenhun grau de parebtesco com o atual prefito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.