Thaisa Galvão

19 de maio de 2014 às 21:14

Vizinhos de Miguel Josino, Ricardo Motta e a mulher Katalyna se despedem do procurador do Estado [0] Comentários | Deixe seu comentário.

20140519-210321-75801959.jpg

Vizinhos de prédio.
Unidos pela geografia e pelos laços da família Motta.
O presidente da Assembleia Legislativa Ricardo Motta desceu do sei apartamento e acompanhou os momentos de agonia, na hora que o procurador do Estado, Miguel Josino, sofreu a queda que o levou à morte.

No papel de parlamentar, emitiu nota oficial:

Nota

Perder Miguel Josino é perder um amigo verdadeiro, um homem de luz especial. Um ser humano na mais pura acepção da palavra e na prática do bem. Uma pessoa muito presente, muito querida.

Meu sentimento é de perplexidade e imensa tristeza.

Miguel Josino parte de forma inesperada deixando lições de esperança, de alegria, de solidariedade e companheirismo.

Nossa convivência era frequente e sincera, ultrapassava os laços familiares que nos uniam. Ele nunca me faltou em suas palavras serenas nas horas incertas.

Um lutador, que jamais desistiu fosse qual fosse a dificuldade.

São várias imagens que guardarei: o brilhante jurista, o intelectual, o amigo sempre pronto a ajudar. O vibrante idealista, o notável escritor. Uma grandeza espiritual contagiante.

Transmito a Karla, minha prima e sua companheira, meu abraço extensivo a todos os familiares.

O Rio Grande do Norte, tenho certeza, está mais pobre em humanismo, inteligência, devoção ao direito e amor à vida.

Ricardo Motta, deputado estadual e presidente da Assembleia Legislativa do RN

*
No papel de amigo e vizinho, coube a Katalyna, mulher de Ricardo, relembrar mensagem que recebeu no dia do seu aniversário…e se despedir…
Katalyna resgatou mensagem do amigo-vizinho no dia do seu aniversário, em fevereiro:

20140519-211036-76236829.jpg

20140519-211050-76250580.jpg
*
Hoje ela se despediu…

” Miguel:

Sabemos, eu, Ricardo e todos aqui em casa, onde nos unimos em sofrimento e fé, que você tomará conhecimento dessas palavras. Onde estiver e tenho certeza que é em lugar de muita paz. Palavras que em sua vida se transformavam em atitudes, em gestos pelo bem das pessoas.

Sua mensagem no dia 22 de fevereiro, tocou pela generosidade e gentileza tão presentes em sua simplicidade e seu carinho. Agora, na hora em que você nos deixa assim, tão de repente, de uma forma tão inesperada, as palavras se tornam uma dolorosa saudade.

Suas palavras são e serão ensinamentos a mim e à minha família, nos guiando pelos caminhos do afeto e da bondade, marcas que sempre estiveram em você e ficam. Saiba que estaremos sempre junto a Karla, aos seus irmãos, aos seus filhos, dividindo o imenso vazio que dói muito. Você estará em nossas orações e lembranças como um homem bom e capaz de fazer da alegria e da união, razões para continuarmos a sua missão”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.