Thaisa Galvão

29 de maio de 2014 às 22:08

Cassado até 2019, candidato de Henrique, Wilma e Agripino em Ipanguaçu tem registro indeferido pelo TRE [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Na disputa estadual entre os governadoráveis Henrique Alves (PMDB) e Robinson Faria (PSD) em Ipanguaçu, o time do peemedebista começa a despencar no que se refere à eleição suplementar do município marcada para este sábado.

Como era de se esperar, o TRE manteve, por 5 votos a zero, a decisão da juíza eleitoral Aline Belém, que indeferiu o registro de candidatura do ex-prefeito José de Deus (PP).

Deus tentou voltar à Prefeitura mesmo ciente de estar com os direitos políticos cassados até 2019.

Nem o palanque poderoso dele foi capaz de sensibilizar a Justiça "em nome de Deus".

O ex-prefeito, cassado por improbidade, reuniu no seu palanque o governadorável Henrique Alves (PMDB), a senadorável Wilma de Faria (PSB), o senador José Agripino Maia (DEM).

*

Para o lugar de José de Deus, será anunciado o nome do empresário Barbosa Neto, filho de Deus.

Resta saber se com Deus e o triunvirato poderoso em cima do mesmo palanque, Barbosa será eleito.

*

Assim como em Mossoró, o resultado da eleição de Ipnaguaçu poderá até não somar, mas dará mais um recado aos personagens da sucessão estadual.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.