Thaisa Galvão

15 de junho de 2014 às 15:04

Prefeitura calcula em mais de 100 as famílias que terão que deixar suas casas [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Uma reunião agora à tarde na paróquia de Mãe Luíza, com presença do Padre Robério e de representantes da Prefeitura e de voluntários, definirá os rumos das campanhas de doações para os desabrigados pelas chuvas, tanto em Mãe Luíza quanto em outras área de Natal.

Segundo Bete Lopes, coordenadora-oluntária do projeto Brasil Voluntários, ela foi convocada pelo prefeito Carlos Eduardo para fazer um trabalho de cadastramento das famílias.

Serão mais de 100 famílias, adianta Bete ao Blog.

É que muitas deixaram as casas e muitas ainda terão que deixar.

São pessoas que habitam áreas de risco, mas se recusam a sair por medo que tenham pertences roubados.

A Prefeitura vai determinar a retirada dessas pessoas que correm risco.

Apesar da chuva ter dado uma trégua, o risco de desabamento continua.

De acordo com Bete Lopes, as pessoas em estado de risco receberam café da manhã, lanche, almoço e água.

Muitas pessoas ainda não foram cadastradas porque deixaram as casas e se espalharam em casas de familiares, de acordo com Bete.

O Governo do Estado e a própria Prefeitura cederam escolas para abrigar as pessoas que terão que sair de suas casas em Mãe Luíza.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.