Thaisa Galvão

10 de julho de 2014 às 18:06

Executivo acusado de comandar máfia dos ingressos da Fifa fugiu para não ser preso de novo [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Com os milhões apurados com a venda de ingressos da Fifa, claro que o inglês Ray Whalen não iria ficar esticado numa cama do Copacabana Palace esperando a polícia ir lhe prender.

Claro que ele fugiu.

Santa inocência.

E agora, além de 'CEO da Match', empresa responsável pela logística da Copa, é também um 'foragido'.

As buscas por Whelan foram iniciadas depois que a Justiça do Rio aceitou a denúncia e decretou a prisão preventiva de 11 acusados nesta quinta-feira (10).

Apenas o advogado José Massih não teve a prisão preventiva decretada por estar colaborando com as investigações.

A prisão temporária dele vence à 0h desta sexta (11).

A decisão é da juíza Joana Cardia Jardim Corte, do Juizado Especial do Torcedor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.