#JornalismoSemFakeNews

9 de março de 2015 às 14:21

Candidato à reeleição, Carlos Eduardo quer apoio do PMDB de Henrique, Garibaldi e até de Hermano

[0] Comentários | Deixe seu comentário.

O prefeito de Natal, Carlos Eduardo, candidato à reeleição, já começou a conversar sobre o processo sucessório do próximo ano.
Entre outros partidos, espera contar com o apoio do PMDB de Henrique, de Garibaldi, e até de Hermano Morais, que hoje trabalha para o partido ter candidato próprio e não subir no palanque do atual prefeito.

Thaisa Galvão – Quando vai começar a conversar com aliados sobre o processo eleitoral de 2016?

Carlos Eduardo – Essas conversas já estão sendo feitas há algum tempo, vão muito bem, bem encaminhadas, e eu acredito que a publicização, logo mais nós faremos. Estamos conversando com muitos partidos que desejam participar da administração, que desejam se aliar a nós, e isso é uma coisa muito boa.
Thaisa Galvão – O PMDB é um desses partidos?
Carlos Eduardo – Sim, o PMDB é um partido que já estivemos juntos, já fizemos uma aliança em 2014, e que a perspectiva de marcharemos juntos também em 2016 é muito boa. Não está fechado, não está concretizado, houve algumas conversas, mas, mais conversas informais do que mesmo uma conversa institucional.
Thaisa Galvão – O senador Garibaldi Filho e o presidente estadual do PMDB, ex-deputado Henrique Alves, já demonstraram o desejo de permanecerem no palanque com você, mas o deputado Hermano Morais, que preside o partido na capital, pensa diferente e até tem plano de ele ser candidato a prefeito. Como você pretende unir o PMDB?
Carlos Eduardo – A conversa com o PMDB foi informal, foi mais social, foi com o senador Garibaldi e com o presidente do partido Henrique Alves. A conversa formal que deverá acontecer nessas próximas semanas, será uma conversa institucional, tanto com o diretório municipal do PMDB que é presidido pelo deputado Hermano Morais, assim como também com o presidente do partido a nível estadual, que é o ex-deputado Henrique Eduardo Alves. Agora o momento é que eu estou aguardando Henrique, porque eu já o chamei, ele apenas me disse que estava conversando internamente no partido, e que numa fase posterior, deveria, como presidente do partido, ele e o presidente do diretório municipal Hermano Morais, para, institucionalmente, conversarmos de partido a partido, tendo em vista uma aliança política e administrativa.
Thaisa Galvão – O que é que está faltando para o PMDB fazer parte da gestão?
Carlos Eduardo – Aí o PMDB precisa falar (risos).
Thaisa Galvão – O que a Prefeitura ofereceria ao PMDB?
Carlos Eduardo – Isso foi conversado muito superficialmente, não houve nada de secretaria A, B, C ou D. O que se especulou, que é muito natural, é que Henrique sendo ministro do Turismo, naturalmente o PMDB ia querer indicar o secretário de Turismo de Natal. Mas, isso foi uma especulação, falta a conversa institucional, que deverá ocorrer assim que o PMDB sinalizar, tanto o presidente Hermano Morais quanto o presidente Henrique Alves.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.