Thaisa Galvão

27 de setembro de 2015 às 15:16

Henrique pode perder Ministério do Turismo e assumir a Embratur, subordinada à pasta que ocupa hoje [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O ainda ministro do Turismo, Henrique Alves, foi chamado a Brasília pelo vice-presidente Michel Temer.

Seguiria ainda neste domingo para a Corte, onde o pau está cantando no PMDB e expondo duas alas do partido: os com mandato e os sem mandato.

Exatamente por não ter mandato – deixou a Câmara e não se elegeu governador – o ex-deputado federal Henrique Alves deve perder o Ministério do Turismo.

O assunto hoje toma conta das páginas da Folha de S. Paulo.

Eis trecho da reportagem que fala nas duas saídas que podem ser encontradas pelo Planalto em relação às acomodações no partido, para não perder o apoio de deputados na votação de matérias de interesse do governo.

A primeira é deslocar Padilha da Aviação para o comando da Infraero

A segunda é entregar Turismo para os deputados do PMDB e deslocar o ministro Henrique Eduardo Alves, também aliado de Temer, para o comando da Embratur“.

Tanto Padilha quanto Alves não tem mandato. E por isso, sofrerão queda no status do poder, caso seja essa a solução da presidente Dilma.

Eliseu Padilha perde o status de ministro que a Secretaria de Aviação lhe concede, e assume a Infraero com status de autarquia. 

Desce para o 2º escalão.

Mesma coisa com Henrique, que nesse caso, perderia literalmente o ministério, e assumiria a Embratur, também autarquia e subordinada ao ministério hoje comandado pelo potiguar.

*

A Folha ainda publica hoje o que nunca foi novidade para leitores do Blog, que leu a notícia abaixo, com a lista dos sem mandato no PMDB nomeados para o Ministério do Turismo, quando o próprio ministério ainda estava sendo montado:

  
Trecho da reportagem de hoje:

O próprio ministro, Henrique Eduardo Alves, ganhou o cargo de Dilma depois de ser derrotado na disputa ao governo do Rio Grande do Norte e ficar sem vaga na Câmara dos Deputados após 11 mandatos consecutivos“.

*

A presidente Dilma Rousseff está quase pirada com o ‘dá ou desce’ do PMDB.

Não a presidente.

Mas, para os peemedebistas com cargo, porém, sem mandato.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*