Thaisa Galvão

9 de janeiro de 2016 às 23:03

Jornalista Marília Rocha é aniversariante do sábado [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Aniversariante deste sábado, a jornalista Marília Rocha ganhou festa surpresa de jornalistas amigas na praia de Pirangi.

Marília é chefe da coordenação de Comunicação da Assembleia Legislativa.

Do Blog, os parabéns para a querida.

  

9 de janeiro de 2016 às 19:27

ENEM: Estudante que tirou maior nota em Matemática já conseguiu vagas na USP, Unicamp, UnB e faculdades do Piauí [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Do Globo:
Aluno do Piauí obtém maior nota em Matemática já registrada no Enem
Vítor Melo se apresentou como dono da maior pontuação ao acertar 45 questões

  

TERESINA — O estudante Vitor Melo, de 18 anos, se apresentou como o dono da maior nota já registrada no Enem — 1.008,3 pontos na prova de Matemática, segundo o Instituto Nacional de Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), ligada ao Ministério da Educação (MEC). Aluno do Instituto Dom Barreto, em Teresina, no Piauí, Vítor acertou 45 questões e superou a marca anterior, de 973,6, obtida na edição de 2014. O jovem, que planeja cursar Medicina na Universidade Federal do Piauí, teve uma média geral de 841,8 pontos no exame.

— Eu fechei a prova, consegui acertar 100% da prova de Matemática. Eu não tenho confirmado se a minha nota geral foi a maior do Brasil, mas não acredito que outro estudante tenha obtido uma nota maior — afirmou Vitor.

No ano passado, o estudante já havia conseguido vaga para os cursos de Engenharia da Computação da Universidade de São Paulo (USP) e da Universidade de Campinas (Unicamp), Engenharia Civil na Universidade de Brasília (UnB) e Medicina nas faculdades Novafapi e Facid, de Teresina.

— Eu continuei estudando porque não queria cursar Engenharia, mas Medicina. Esse é o meu sonho e agora vou estudar na Universidade Federal do Piauí — disse Vítor, que concluiu o ensino médio há um ano e passou a estudar sozinho em casa e a assistir a aulas como ouvinte.

Filho de um promotor de Justiça, Vitor manteve uma rotina de seis horas diárias de estudo. Fã de Matemática, Física e Química, o estudante chegou a ser premiado em um torneio internacional de Física:

— Sempre estudei muito, focado em cursar Medicina. Tive o apoio de meus pais e dos professores do Instituto Dom Barreto.
O resultado acima de mil pontos — a nota máxima da redação do exame — chamou a atenção para a metodologia utilizada na correção do Enem. O Ministério da Educação utiliza um modelo estatístico, a Teoria de Resposta ao Item (TRI), que permite que diferentes edições da prova sejam comparáveis. Na TRI, leva-se em conta para o cálculo da nota não apenas o número de acertos do candidato, mas o nível de dificuldade de cada questão. A coerência das respostas do participante diante do conjunto das questões que formam a prova também é um critério para a nota final. Por isso, o número de acertos não tem correspondência direta com a pontuação final e pode ultrapassar os mil pontos.


NOTA MÍNIMA DE MATEMÁTICA CAI

As notas do Enem foram divulgadas na sexta-feira. Matemática foi o destaque, com nota máxima de 1.008,3, a maior já registrada na história do exame. Na edição anterior, no ano passado, o melhor desempenho na disciplina tinha chegado a 973,6.
No entanto, a nota mínima em Matemática caiu: de 318,5 no Enem 2014 para 280,2. Em Ciências da Natureza, o máximo foi de 875,2 e o mínimo de 334,3, contra 876,4 e 330,6, respectivamente, na edição passada do exame. Na prova de Ciências Humanas, o melhor desempenho chegou a 850,6, abaixo dos 862,1 pontos registrados no último Enem. A pior nota na disciplina foi 314,3, também abaixo de 324,8 da edição passada. Em Linguagens e Códigos, a nota mais alta chegou a 825,8, acima da registrada em 2014, de 814,2. A mais baixa ficou em 302,6, próxima dos 306,2 do ano anterior.


INSCRIÇÕES PARA O SISU

Na segunda-feira, o governo federal abrirá o Sistema de Seleção Unificada (Sisu), plataforma na qual as universidades ofertam as vagas a serem disputadas pelos alunos. Os candidatos poderão se inscrever em até duas opções de vaga. Eles deverão especificá-las em ordem de preferência.
O sistema indicará as notas de corte para cada curso até 14 de janeiro, quando se encerra o prazo para inscrição. Durante esse tempo, os estudantes poderão alterar a opção desejada, de acordo com a concorrência.

9 de janeiro de 2016 às 18:13

Nome de Dilma consta da lista de 63 arrolados para depor sobre compra de Medidas Provisórias mas juiz quer reduzir para 11 [2] Comentários | Deixe seu comentário.

Do Estadão:

Réu da Zelotes arrola Dilma como testemunha em caso de “compra” de MPs




POR FÁBIO FABRINI, DE BRASÍLIA, E JULIA AFFONSO




A petista consta do rol de 63 pessoas, entre elas várias autoridades, indicadas pelos advogados do réu para prestar depoimento à Justiça Federal

  

Um dos alvos de processo que apura a suposta compra de medidas provisórias no governo federal, o advogado Eduardo Gonçalves Valadão arrolou a presidente Dilma Rousseff como uma de suas testemunhas de defesa. A petista consta do rol de 63 pessoas, entre elas várias autoridades, indicadas pelos advogados do réu para prestar depoimento à Justiça Federal.
Além de Dilma, a defesa de Valadão propõe as oitivas do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e do seu ex-chefe de gabinete, Gilberto Carvalho, cujas intimações já foram determinadas a pedido de outro réu, o lobista Alexandre Paes dos Santos, o APS. Também estão na lista o governador de Minas, Fernando Pimentel (PT), o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), e o ministro da Educação, Aloizio Mercadante (PT), além de vários congressistas.

Como parlamentares ou integrantes do governo, todos participaram, segundo a defesa, do processo para editar duas das três medidas provisórias sob suspeita de ter sido compradas, convertendo-as em lei no Congresso Nacional. O caso, revelado pelo Estado em outubro, é investigado na Operação Zelotes.
Dilma era ministra-chefe da Casa Civil entre 2009 e 2010, quando a MP 471 foi editada e discutida no Legislativo. Ela não estava mais no cargo meses depois, quando a MP 512 foi gestada no governo, mas, como presidente recém-eleita, sancionou o projeto que a transformou em lei, em 2011. As duas normas concedem incentivos fiscais a montadoras, suspeitas de contratar lobistas para pagar propina a políticos e servidores públicos, em troca de obter os benefícios.

A 10ª Vara Federal em Brasília, que conduz o processo, marcou os depoimentos de réus e testemunhas para os dias 22, 25, 26 e 27 deste mês. Contudo, o juiz federal Antônio Cláudio Macedo da Silva considerou a quantidade de testemunhas indicadas por Valadão excessiva e determinou que sua defesa aponte um máximo de 11. Até a sexta-feira, 8, uma lista reduzida não havia sido juntada aos autos.
A defesa de Valadão informou ao Estado que a nova relação será discutida com o réu neste fim de semana e apresentada até segunda-feira, 11. “O número máximo de 11 testemunhas a serem inquiridas é adequado, necessário e proporcional, considerando que os fatos envolvendo o acusado são intrincados num contexto único pela acusação de atividade criminosa envolvendo medidas provisórias”, escreveu o magistrado.

Ele ordenou que, além de indicar as testemunhas, a defesa informe quais delas devem ter tratamento especial. Conforme previsto no Código do Processo Penal, presidente e vice-presidente da República, congressistas, ministros de Estado e governadores, entre outras autoridades, devem ser inquiridos em dia, local e hora previamente ajustados com o juiz.
O presidente da República, seu vice e os presidentes da Câmara, do Senado e do Supremo Tribunal Federal têm ainda o direito de prestar depoimento por escrito, caso em que as perguntas devem ser formuladas pelas partes e deferidas pelo juiz. Valadão foi preso em outubro, acusado de integrar o suposto esquema de compra de medidas provisórias, e solto no mês passado.

A Justiça aceitou denúncia contra ele por formação de quadrilha, lavagem de dinheiro, corrupção ativa e extorsão. O advogado era sócio de José Ricardo da Silva, um dos lobistas suspeitos de pagar propina para viabilizar os incentivos fiscais. Os dois aparecem em mensagens em conversas que, conforme o Ministério Público Federal, demonstram a sua participação no esquema.
Em sua defesa, Valadão argumenta que não era sócio de José Ricardo na SGR Consultoria, a empresa que teria atuado na compra das medidas provisórias, mas no escritório JR Silva Advogados. Segundo seus advogados, o objetivo dessa associação não era cometer delitos.
“Eduardo é um jovem advogado, desconhecido de parlamentares ou qualquer figura pública, que não tem qualquer especialidade eleitoral, e a investigação de suposta venda de legislação (que não ocorreu, como restará demonstrado, se for o caso, ao final da instrução criminal) não pode ser levianamente imputada a Eduardo, contra quem a acusação não comprova qualquer conduta, seja de corrupção ou de outro delito”, diz a defesa do réu.

9 de janeiro de 2016 às 17:40

Engarrafamento no caminho do litoral Norte pela ponte de Igapó chega ao Alecrim [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Continua grande o congestionamento nos caminhos do litoral Sul.

Com a rota pela ponte Forte/Redinha interditada por causa do asfalto que cedeu no Rio Doce, próximo da Redinha, restou como acesso às praias a ponte de Igapó.

E o engarrafamento já chega ao Alecrim.

Tem gente indo para as praias por Macaíba.

Uma verdadeira ginástica.

  
A ponte que cedeu

9 de janeiro de 2016 às 16:59

Marília Mendonça: a surpresa que agradou na noite de Pirangi [0] Comentários | Deixe seu comentário.

A compositora e agora cantora Marília Mendonça foi a grande surpresa na noite de sexta na Arena Ecomax, em Pirangi.
Ao Blog, a cantora que já viu suas letras fazendo sucesso através de nomes já badalados do forró e sertanejo, disse que se prepara para produzir seu segundo DVD.


9 de janeiro de 2016 às 16:32

Secretário de Saúde Ricardo Lagreca é aniversariante do sábado [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O aniversariante do sábado é o secretário de Saúde do Estado do RN, Ricardo Lagreca.

Que ganhou festa-surpresa antecipada ontem, dos servidores da Sesap.

  

9 de janeiro de 2016 às 16:19

Assu: Prefeito Ivan Júnior perde apoio de 6 vereadores e oposição passa a ser maioria na Câmara [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Baixa grande na gestão do prefeito de Assu, Ivan Júnior.

Seis vereadores e dois suplentes romperam com o prefeito.

A articulação já vinha sendo feita e foi anunciada ontem, no programa Panorama do Vale, da Rádio Princesa do Vale.

Os vereadores João Paulo (SDD), Tê (SDD), Xavier (PROS), Wedson (PROS), João Brito (PROS), e Sônia da Pesca (PP), não fazem mais parte da bancada governista e já conversam com a oposição liderada pelo deputado estadual George Soares (PR).

Os suplentes que deixaram o sistema do prefeito Ivan Júnior foram Sérgio Rocha e João Lourenço Júnior.

Com a decisão dos vereadores, metade deles do mesmo partido do prefeito, a oposição passa a ser maioria na Câmara, já que além dos seis citados, o grupo contrário à atual gestão já conta com os vereadores Ely da Saúde (PSD) e Arnóbio Júnior (PMDB).

  

9 de janeiro de 2016 às 15:58

Filha e novo neto de Dilma deixam maternidade em Porto Alegre [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O Hospital Moinhos de Vento, em Porto Alegre, comunicou há pouco a alta da filha e do novo neto da presidente Dilma Rousseff.
“O Hospital Moinhos de Vento comunica que a paciente Paula Rousseff Araújo e o filho Guilherme, nascido na Instituição na quinta-feira (07), receberam alta na manhã deste sábado, 09 de janeiro de 2016”.

Procuradora do Trabalho, Paula Araújo, de 39 anos, deu à luz o filho Guilherme na quinta-feira.

A presidente acompanhou o nascimento do neto e dividiu a notícia com os brasileiros em suas redes sociais.

  

9 de janeiro de 2016 às 15:46

Asfalto cede próximo a Redinha causando engarrafamento gigante no caminho para o litoral Norte [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Trânsito louco para quem segue de Natal para a praia do litoral Norte pela ponte Forte-Redinha.

É que o asfalto da ponte sobre o Rio Doce, já próximo à Redinha, no sentido praia-zona Norte cedeu.

A melhor opção é a ponte de Igapó.

  

Veja vídeo que circula nas redes:

9 de janeiro de 2016 às 14:47

Em mensagens investigadas pela PGR, executivo da OAS diz que Eduardo Cunha é articulador da campanha de Henrique [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Da Folha:

Ministro do Turismo prometeu lobby a empreiteiro da OAS, diz Procuradoria




RUBENS VALENTE / AGUIRRE TALENTO / MÁRCIO FALCÃO

DE BRASÍLIA

O ministro do Turismo, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), prometeu interceder pelo ex-presidente da OAS Léo Pinheiro junto a tribunais de contas, de acordo com troca de mensagens do celular do empreiteiro interceptada pela Polícia Federal.

Em duas mensagens de 2013, época em que Henrique Eduardo Alves era presidente da Câmara, ele cita possível lobby junto ao TCU (Tribunal de Contas da União) e ao Tribunal de Contas do Rio Grande do Norte.

“Em 22/6/2013, Henrique Alves envia mensagem para Léo Pinheiro, dizendo que poderia marcar com o presidente do Tribunal de Contas, irmão de Garibaldi [Alves, senador pelo PMDB-RN], para discutir algum problema envolvendo a OAS”, escreveu o procurador-geral da República, Rodrigo Janot.
“Tenho sim. E resolvo. Sou como vc! Charles poderia me procurar seg cedo em casa? Já marcaria com Pres TC, irmão do Garibaldi. Discutiríamos problema”, enviou Alves a Léo Pinheiro.

Em uma outra mensagem interceptada, de 14 de julho de 2013, o peemedebista escreveu para Pinheiro: “Seg, em BSB, vou pra cima do TCU. Darei notícias”.
A Procuradoria-Geral da República também encontrou pedidos de doações eleitorais para a campanha de Alves ao governo do Rio Grande do Norte, em 2014, feitas diretamente por ele ou pelo presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RN).

Sobre a relação entre os dois peemedebistas, Léo Pinheiro chega a escrever em uma mensagem que “Eduardo Cunha é o grande articulador de Henrique Alves”.
Segundo a Procuradoria, há oito solicitações de doação feitas por Cunha para Henrique Alves.
Uma mensagem foi interpretada por Janot como o próprio Henrique cobrando os valores: “Amigo, como Cunha falou, na expectativa aqui. Abs e obrigado!”.

Procurado na noite desta sexta-feira (8), Henrique Alves não foi localizado para comentar. Antes, sobre as doações, ele havia afirmado que foram legais e registradas na Justiça Eleitoral. “O ministro refuta qualquer ilação baseada em premissas equivocadas ou interpretações absurdas”, disse em nota divulgada anteriormente.

9 de janeiro de 2016 às 14:34

Momento zap-zap da Lava Jato pode derrubar ministros do governo Dilma [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O momento zap-zap da operação Lava Jato deixa o governo da presidente Dilma Rousseff na expectativa de mais uma reforma administrativa.

No foco das denúncias, o ministro das Comunicações, Edinho Silva (PT), do Turismo, Henrique Alves (PMDB), e da Casa Civil, Jaques Wagner (PT).

Os nomes dos três estão registrados nas mensagens via whats-app localizadas nos telefones apreendidos do executivo da OAS, Léo Pinheiro, preso em Curitiba e condenado a 16 anos de cadeia.

9 de janeiro de 2016 às 13:51

Só Jesus [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Nome de uma das empresas da família do presidente da Câmara Federal, Eduardo Cunha, que teve o sigilo quebrado:

Jesus.com

Aí é que pode se repetir com todas as letras o que os brasileiros vem dizendo sobre o Brasil: Só Jesus!!!

Brasil sem salvação…