Thaisa Galvão

23 de fevereiro de 2016 às 8:20

Nelter Queiroz consulta executivo da Arena das Dunas sobre possibilidade do Governo se livrar dos custos com repasses mensais [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O deputado Nelter Queiroz convidou o diretor-presidente do Consórcio Arena das Dunas, Mauro Araújo, para uma conversa tipo ‘tira-dúvidas’ sobre a situação do estádio.

Caro para os cofres do Estado em dificuldade, o equipamento, pago pelo governo e administrado pelo consórcio, através de concessão, poderá ficar ainda mais caro diante da crise que só aumenta.

Nelter quis sondar o executivo sobre a possibilidade do Governo “se ver livre” do repasse mensal de quase 12 milhões de reais.

Poder pode, avaliaram Mauro e o advogado Ítalo Mitre, responsável pelo setor jurídico do Consórcio, que também participou da reunião na Assembleia Legislativa.

Porém, a concessão não poderia entrar numa provável negociação.

Um grupo que viesse a comprar o equipamento Arena das Dunas, teria só obrigações: os repasses mensais que só depois de 9 anos (está entrando no terceiro), terá uma redução de 30% nos valores, e quando chegar a 12 anos, passará a corresponder a 15% do que é desembolsado hoje.

A gestão, e aí consta o que se apura com a operação da Arena, com shows, eventos e locações, continuaria sendo ds concessionária que mantém um contrato de 20 anos com o Estado através de uma parceria público privada.

Portanto…vender a Arena, pelo que explicou o executivo, não seria viável para quem a comprasse.

E para o Governo, deixar de pagar, mesmo que por dificuldades financeiras, terá um custo mais alto do que se imagina: o Consórcio acionaria o fundo garantidor e o Estado, além da parcela não paga, teria que pagar uma outra como garantia.

O Estado tem mantido o pagamento das parcelas em dia, como garantiu ao Blog o presidente Mauro Araújo.

Diante do explicado, cabe ao Governo do Estado…administrar a crise.
Fotos Thaisa Galvão

  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.