Thaisa Galvão

24 de fevereiro de 2016 às 16:40

Filiação de Ezequiel ao PSDB depende da renúncia do atual comando do partido no RN [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O que está faltando para o presidente da Assembleia Legislativa, Ezequiel Ferreira de Souza, que vai deixar o PMDB, assumir o comando do PSDB, atendendo convite do diretório nacional do partido?

Resposta simples:

O que falta é o atual presidente do partido no Rio Grande do Norte, Valério Marinho, pai do deputado federal Rogério Marinho, renunciar ao cargo.

Ele e o diretório.

Porque para se filiar ao partido sem assumir a presidência, o deputado que levará com ele uma bancada, não aceitará.

E para terminar que a gestão do atual comando termine, vai esperar até o ano que vem.

E até lá, quem garante?

E para o grupo de Ezequiel apoiar a candidatura de Rogério a prefeito de Natal, vale a renúncia coletiva?

Certamente é isso o que avalia Rogério…

Deixando o tempo seguir até onde possa amarrar  todo o projeto.

Rogério garantiu ao Blog que ainda em dezembro convidou Ezequiel para o partido.

O presidente nacional, senador Aécio Neves, já formalizou o convite, depois que o senador Cássio Cunha Lima veio a Natal para uma conversa com o presidente da AL.

O que já está amarrado é que o deputado José Dias, que deixa o PSD, irá se filiar ao PSDB.

Hoje na sessão da Assembleia, entre um debate e outro, os dois conversavam…e conversavam…

Foto Thaisa Galvão

  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.