Thaisa Galvão

11 de julho de 2016 às 15:47

Adivinhe quem vem para o café: Lúcia Helena, por Mário Ivo [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Do jornalista e escritor Mário Ivo Cavalcanti, em sua coluna ‘Enrolando Peixe’, no extinto Jh 1ª Edição, em novembro de 2008:

“Sou um poema inacabado”, revela Lúcia Helena Pereira em seu blog (www.outraseoutras.blogspot.com)

Lúcia Helena é também um furacão em construção.

Um tsunami de simpatia.

Alguém que sabe que o menor caminho entre dois pontos é uma reta.

O “poema inacabado” foi a primeira mulher deste Ryo Grande a presidir a AJEB, Associação de Jornalistas e Escritoras do Brasil. Ocupa a cadeira 11 da Academia Feminina de Letras, tendo como patronesse a sua avó paterna Magdalena Antunes – que dedicou para a então menina de 13 anos na primeira edição de “Oiteiro”: “À minha netinha Lúcia Helena, para quem as estrelas brilham no céu da sua alma, oferto o meu romance, escrito como se fosse uma vênia aos que me acompanharam na bela jornada, onde , genuflexa e agradecida, rendo minha homenagem ao passado e às paisagens que tanto encantamento me deram. Por conseguinte, um livro de reminiscências, de louvores e imensa saudade dos meus ancestrais e daqueles que me seguiram na trilha dourada do amor e nos caminhos das dores e belezas. Sua avó, Lhene (Magdalena).”

Com os olhos no presente, mas sem esquecer o passado, Lúcia Helena relembra a avó, a escritora.
DA MULHER PARA A MULHER
Quando a A.S. Livros procurou-me, através de Cícero, em 2001, com vistas à segunda edição do livro de vovó Magdalena, fiquei encantada. Afinal, o amado primo Nilo Pereira lutou muito por essa reedição, mas, em vão. O fato é que a menina do vale, a dama de olhos oceânicos, a sinhá-moça (sinhá-Lica) do Oiteiro, como que miraculosamente voltou! E voltou cheia do feitiço das lembranças fiéis.

Seu livro, numa tiragem de 3.500 exemplares, integrando a coleção Letras Potiguares, esgotou-se rapidamente. Eu recebi 50 livros, dos quais só me resta um exemplar, e Uruquinha (Denise Pereira Gaspar) comprou cerca de 300 ou 400 exemplares, os quais, em noite pré-natalina no Ocean Palace, ofereceu aos parentes e amigos.

Lembro-me do rebuliço desse livro, nos idos de 1956 a 1958 (os festejos anteriores e posteriores ao seu lançamento). No terraço da velha casa de vovó Madalena, na Hermes da Fonseca, nº 700, entravam e saíam os intelectuais amigos da sinhá-moça: Luís da Câmara Cascudo, Manoel Rodrigues de Melo, Américo de Oliveira Costa, o sobrinho Nilo Pereira (que vinha do Recife, uma vez ao mês, quando da organização do livro), Veríssimo de Melo e tantos outros cultores das Letras!

Vovó, em sua cadeira de rodas, com a paciência de uma santa, em vários momentos demonstrava suas emoções e víamos lágrimas brincando em seus olhos. Numa dessas reuniões ela pediu aos amigos: “Deus do Céu, vamos devagar com esse livro, eu já não tenho uma perna… do jeito que as coisas vão andando, perderei a outra”. E esbanjava um sorriso da alma.

Antes da noite de autógrafos, em 1958, no auditório da Fundação José Augusto (antiga Escola de jornalismo de Natal), vovó recebeu a visita da redatora-chefe da revista, “Da mulher para a mulher”, Sra. Maria Tereza.

Assisti essa cena, no velho terraço, com olhos de menina, olhos de amor e olhos de encantamento. Eu tinha 12 anos de idade e guardei essa entrevista em minha memória (eu tinha uma edição dessa revista…).

Uma das perguntas surgiu quando a jornalista Maria Tereza observou-lhe, no olhar, um intenso brilho para um dos galhos da mangueira secular, junto ao terraço, onde vovó escrevia e um lindo pássaro construíra seu ninho.

“E essa árvore, dona Madalena, tem alguma importância para seu livro?”

Vovó esboçou suave sorriso, respirou fundo e respondeu:

“As árvores, menina, também saem dos seus lugares e dão sombra e frutos. Nelas os pássaros constroem seus abrigos, formam sua ninhada e cantam as suas sinfonias.”

Madalena Antunes (25 de maio de 1880) faleceu com 79 anos (11 de junho de 1959), na sua casa querida da Hermes da Fonseca, onde realizou seu maior sonho: a publicação do seu livro de reminiscências. Era irmã de Etelvina Antunes de Lemos (poetisa), Juvenal Antunes de Oliveira (promotor de justiça, boêmio e poeta) e Ezequiel Antunes de Oliveira (capitão do exército e médico).

Era filha do tenente-coronel José Antunes de Oliveira e Joana Soares de Oliveira (proprietário e responsável pela construção do Solar dos Antunes – 1880).

Há muito que falar sobre os Antunes e Pereira. Família de escritores e belos poetas. Um exemplo, o primo Nilo Pereira (maior cronista literário do RN) e Ruy Antunes Pereira (pai de Uruquinha, Denise), que deixou, em suas epístolas, motivos sobrados para que Denise e eu organizássemos o seu livro “Mucuripe, o mundo encantado de Ruy Antunes Pereira”. Dele, bastaria essa imagem poética para a dimensão maior da poesia de sua alma: “Estarei sonhando? Este vale existe? E o verde é uma cor, um sentimento” (trecho de uma das cartas de tio Ruy para mim – a “sobrinha dileta”). [Lúcia Helena Pereira]

11 de julho de 2016 às 15:30

Velório da escritora Lúcia Helena terá início às 18 horas e sepultamento será amanhã [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Morreu hoje, de parada cardíaca, a escritora, poetisa Lúcia Helena Pereira.

Titular da Cadeira 11 da Academia Feminina de Letras, primeira potiguar a presidir a Associação de Jornalistas e Escritoras do Brasil, Lúcia Helena, que também foi blogueira, vinha se submetendo a sessões de hemodiálise.

Hoje o coração decidiu parar de bater.

O corpo começará a ser velado às 18 horas no Morada da Paz da rua São José. O enterro será amanhã, às 9 horas, no Cemitério Parque de Nova Descoberta.

11 de julho de 2016 às 12:34

tvTG: Zenaide Maia diz que PR tem candidato a presidente da Câmara mas ainda vai discutir com bancada feminina [0] Comentários | Deixe seu comentário.

A deputada federal Zenaide Maia (PR) disse ao Blog que o PR tem candidato a presidente da Câmara, se referindo ao deputado Fernando Giacobo, atual 2º vice-presidente da Casa.

Mas, como integrante da bancada feminina, vai discutir com as deputadas sobre o apoio de um candidato às questões femininas.

Zenaide falou ao Blog na Assembleia Legislativa, quando acompanhava o marido, prefeito Jaime Calado, que recebeu o título de Cidadão Norte-rio-grandense.

11 de julho de 2016 às 12:09

tvTG: Wilma de Faria disse que utilizará redes sociais para estar sempre perto da população durante campanha dela e de Márcia [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Oficializada a pré-candidatura da deputada Márcia Maia (PSDB) à prefeita de Natal, a ex-governadora Wilma de Faria (PTdoB) disse hoje, durante sessão solene na Assembleia Legislativa, que vai adotar as redes sociais para se manter perto do povo.

Em tratamento médico, Wilma disse que já está conversando com eleitores se utilizando do novo formato.

11 de julho de 2016 às 11:51

tvTG: Jaime Calado se diz confiante na pré-candidatura de Paulinho da Habitação em São Gonçalo [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Depois de receber o título de Cidadão Norte-rio-grandense na Assembleia Legislativa, proposto pelo deputado George Soares (PR), o prefeito de São Gonçalo do Amarante, Jaime Calado (PR), falou sobre sucessão em seu município.

Sobre a pré-candidatura a prefeito do ex-secretário, Paulinho da Habitação, justificou que o fato dele não ser natural de São Gonçalo não impede em nada a entrada na disputa.

11 de julho de 2016 às 10:51

InstaTG: Prefeito Jaime Calado recebe título de Cidadão do RN na Assembleia Legislativa [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O prefeito de São Gonçalo do Amarante, Jaime Calado (PR), recebe neste momento título de Cidadão Norte-rio-grandense na Assembleia Legislativa.

Solenidade em que também recebe o título, concedido pelo deputado George Soares (PR), o superintendente da Infraero no RN, Ibernon Martins.

Presentes a deputada federal Zenaide Maia (PRa), mulher de Jaime, o irmão vereador Fernando Lucena (PTa), a ex-governadora Wilma de Faria (PTdoB)…

Além de secretários como Paulinho da Habitação, pré-candidato a prefeito de São Gonçalo com apoio da atual gestão.

11 de julho de 2016 às 10:16

Seis deputados já inscritos para disputar presidência da Câmara em eleição que deverá ter segundo turno [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Seis deputados já registraram candidaturas à presidência da Câmara, na eleiçãoo que acontecerá depois de amanhã.
Mas, o número deve crescer, vez que muitos ainda miram na disputa, que deverá ser decidida em dois turnos.

Eis as candidaturas já registradas na manhã desta segunda-feira:

Fausto Pinato (PP-SP): advogado, tem 39 anos e está em seu primeiro mandato. Chegou a ser eleito relator do processo contra Cunha no Conselho de Ética, mas foi substituído.

Carlos Gaguim (PTN-TO): administrador, tem 55 anos e também está no primeiro mandato. Foi vereador e deputado estadual no Tocantins. Governou o estado após a cassação do então governador Marcelo Miranda e do vice Paulo Sidnei pelo TSE, em 2009.

Carlos Manato (SD-ES): médico, tem 58 anos e está no quarto mandato na Câmara. É o atual corregedor da Casa e já ocupou cargos de suplente na Mesa Diretora.

Marcelo Castro (PMDB-PI): médico, 66 anos, foi ministro da Saúde do governo da presidente afastada, Dilma Rousseff. Como deputado, está no quinto mandato.

Fábio Ramalho (PMDB-MG): empresário, está no terceiro mandato consecutivo na Câmara. Ele já foi prefeito do município de Malacacheta (MG), entre 1997 e 2004.

Heráclito Fortes (PSB-PI): funcionário público, exerce o quinto mandato na Câmara. Ex-integrante do DEM, foi um dos principais opositores do governo Lula no Senado. Já foi prefeito de Teresina.

Além deles, dois deputados anunciaram que irão concorrer, mas ainda não oficializaram candidatura: a deputada Cristiane Brasil (PTB-RJ), filha do delator do mensalão Roberto Jefferson, e Beto Mansur (PRB-SP), primeiro-secretário da Câmara.

Nos bastidores, os peemedebistas Baleia Rossi (SP), líder da sigla na Câmara, Carlos Marun (MS), Sérgio Souza (PR) e Osmar Serraglio (PR) também podem lançar candidaturas.

O outro possível candidato com boas chances de disputar a presidência é Rodrigo Maia (DEM-RJ). Ele tem apoio de deputados do DEM, PPS, PSDB e PSB – siglas que também fazem parte da base de sustentação de Michel Temer – e deve receber votos de adversários de Cunha, caso de deputados do PT, PSOL e PCdoB.

*Com informações do G!

11 de julho de 2016 às 10:14

Fim da linha: Lula aceita se juntar ao DEM na disputa pela presidência da Câmara [1] Comentários | Deixe seu comentário.

Detalhe besta na disputa pela presidência da Câmara dos Deputados: o DEM e o PT podem seguir juntos.
O Poder faz isso…

Leia nota de Ricardo Noblat, no Globo de hoje:

11 de julho de 2016 às 9:41

RN entre os estados do Brasil que menos atrasaram pagamentos a servidores e fornecedores [0] Comentários | Deixe seu comentário.

E o Brasil segue no caos, penalizando em primeiro lugar, os servidores públicos.

Da Folha:

Estados travam pagamento a fornecedor e funcionário

MARIANA CARNEIRO
DE SÃO PAULO

Metidos em uma grave crise econômica, os governadores estão atrasando uma fatia crescente dos pagamentos para fornecedores e funcionários. A dívida acumulada apenas nos primeiros quatro meses deste ano já chega a R$ 11,4 bilhões.

Levantamento feito pela Folha nos relatórios orçamentários entregues pelos Estados ao Tesouro Nacional mostra que esse passivo registrou um aumento de 82% em relação ao mesmo período do ano passado.

São despesas que foram contratadas, registradas nos balanços dos Estados e que correspondem a serviços que foram prestados e a produtos que foram entregues. Mas não foram pagos pelos governadores. No jargão técnico, trata-se da fração das despesas liquidadas (reconhecidas) que não foi paga.

O represamento dos pagamentos a fornecedores e servidores se tornou regra entre governadores, que, em meio à recessão, viram suas receitas despencarem.

O problema dos Estados é semelhante ao que aflige o governo federal no cenário atual: as despesas continuam crescendo, mas a receita cai.

Mas se a União consegue recorrer ao mercado financeiro para tapar o buraco orçamentário, Estados e municípios, não. Desde os anos 1990, eles são proibidos de fazer operações de crédito sem a autorização do Tesouro.

Entre 2011 e 2014, o governo federal autorizou uma onda de endividamento dos governos regionais com instituições financeiras, mas a torneira foi fechada no ano passado. Muitos Estados, que haviam aproveitado o dinheiro extra para ampliar despesas, acabaram asfixiados.

SEM JUROS

Assim, a alternativa encontrada pela maioria tem sido adiar pagamentos, o que na prática se traduz em um endividamento de curto prazo, sobre o qual não incide juros, mas que prejudica fornecedores e servidores.

Esse passivo nada tem a ver com a dívida financeira dos Estados com a União, que somava R$ 427 bilhões ao fim de 2015 e cujas condições de pagamento foram renegociadas no mês passado. O acordo ainda precisa da aprovação do Congresso.

Secretários estaduais de Fazenda narram que, nos últimos encontros com seus pares, a expressão “eu sou você amanhã” se tornou frequente. Eles culpam o governo federal, os juros e as desonerações de impostos feitas pela União pela sua crise.

Neste momento, mais de dez Estados estão atrasando o pagamento dos servidores.

O Rio é o caso que ganhou maior repercussão, com as greves de servidores e decreto de calamidade financeira às vésperas da Olimpíada. Só em julho o funcionalismo terminou de receber o pagamento de maio, que havia sido parcelado em duas vezes. Pela regra que valia até o ano passado, os salários deveriam ter sido pagos em 2 de junho.

Em entrevista recente à Folha, o economista José Roberto Afonso, da FGV, afirmou que o endividamento, que se avolumou com a crise, transformou fornecedores em um banco informal dos Estados.

“O levantamento mostra que o ‘banco do fornecedor’ está operando em escala nacional, não é um problema localizado no Rio, que está sendo tratado como exceção quando na verdade não é diferente da maioria dos Estados.”

Especialista em contas públicas e ex-secretário de Finanças da cidade de São Paulo, Amir Khair pondera que esse represamento nunca é igual a zero, porque muitos pagamentos obedecem a prazos estipulados em contrato, que podem ser superiores ao intervalo observado no levantamento.

Ele ressalta, porém, que os governadores adotaram uma gestão “perdulária” nos últimos anos. “Há uma tendência de perdoar os Estados, como se fossem pobres vítimas das mudanças fiscais do país. Mas a verdade é que se acostumaram a gastar na época das ‘vacas gordas’ e, quando têm que controlar despesas, não controlam”, diz.

A LRF (Lei de Responsabilidade Fiscal) não prevê punição a esse tipo de dívida.

11 de julho de 2016 às 1:50

Ex-Miss Bumbum nega separação do ex-ministro do Turismo e anuncia casamento em castelo europeu [0] Comentários | Deixe seu comentário.

No Globo do sábado, a notícia da separação do ex-ministro do Turismo com a ex-miss bumbum…
No domingo, o desmentido.
Milena Santos, que abalou o Brasil como primeira dama do Turismo brasileiro, disse que continua com Alessandro Teixeira, que passou um chuvisco no Ministério, disse que os dois vão se casar em um castelo europeu.

Confira notícia da Veja deste domingo:


“Eu sou a verdadeira bela, recatada e do lar”, diz ex-miss bumbum


Famosa por ter feito um ensaio fotográfico no gabinete do ex-ministro do Turismo, a baiana Milena Santos diz que irá celebrar seu casamento num castelo na Europa – e que pretende ser delegada da Polícia Federal

A ex-miss bumbum Milena Santos, 32 anos, ganhou destaque nacional há três meses quando postou um ensaio fotográfico no gabinete do ministro do Turismo. O cargo era ocupado pelo seu marido, o petista Alessandro Teixeira, homem de confiança da presidente afastada Dilma Rousseff. As imagens da morena de vestido branco e bolsa Dolce & Gabbana verde, clicadas pelo fotógrafo oficial da pasta, foram compartilhadas por milhões de pessoas nas redes sociais. Tamanha repercussão levou a modelo baiana a deletar o seu Facebook e sumir do mapa, focando nos estudos para o próximo concurso da Polícia Federal.
Mas na semana passada, em meio a rumores sobre seu divórcio, Milena resolveu falar. Em entrevista a VEJA, disse que se considera a “verdadeira bela, recatada e do lar” e reafirmou o compromisso com o ex-ministro do Turismo, com quem divide o mesmo teto em Brasília há cerca de dois anos. Os dois, segundo ela, ainda vão celebrar o matrimônio num castelo na Europa. No último dia 7 de julho, a modelo postou uma foto em seu Instagram ao lado de Teixeira, exibindo um anel Trinity, da Cartier, de 27 600 reais.

Assista ao vídeo em que a ex-miss bumbum Milena Santos explica por que é bela, recatada e do lar:

11 de julho de 2016 às 1:06

Eleição na Câmara: um combinemos a mais [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Tudo combinado.
Depois de quinta, terça…o Palácio do Planalto convenceu a Câmara a fechar para quarta-feira a eleição para escolha do novo presidente da Casa.

Mas…por que o Planalto?
Porque o presidente Michel Temer quer.

São muitos os candidatos já registrados, todos da base aliada do governo Temer.

11 de julho de 2016 às 0:58

Robinson e Julianne Faria levam Vila Cidadã a Parnamirim [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O governador Robinson Faria e a secretária de Assistência Social, Julianne Faria, levaram o programa Vila Cidadã ao município de Parnamirim.
O evento aconteceu no bairro Bela Vista e foi marcado pelo lançamento do ‘Julho Amarelo’, programa de conscientização para o combate às hepatites virais.

“O Vila Cidadã é uma ação integrada entre as diversas secretarias do Governo do Estado, coordenado pela Sethas, numa parceria do projeto Transformando Destinos e do Ronda Cidadã e a cada edição traremos uma temática diferente. Neste sábado estamos enfatizando a luta contra a hepatite, uma vez que o dia 28 de julho é o dia mundial de combate a essa doença”, explicou a secretária Julianne Faria.

Robinson e Juliane almoçaram com os participantes do evento no Restaurante Popular.
Foram prestigiar o Vila Cidadã dois pré-candidatos a prefeito pela oposição, o deputado Carlos Augusto Maia e o vereador Ricardo Gurgel.