#JornalismoSemFakeNews

21 de julho de 2016 às 11:58

Com anestesistas parados há 6 dias, Hospital da Mulher de Mossoró não pode realizar partos

[0] Comentários | Deixe seu comentário.

Os médicos que atuam no Hospital da Mulher, em Mossoró, estão preocupados sem poder atender à grande demanda diária de pacientes por causa da paralisação dos anestesistas desde sexta-feira passada.
Segundo o obstetra e ex-deputado Leonardo Nogueira, a maternidade, que atende pacientes de alta complexidade de Mossoró e de vários municípios do Estado, está sem realizar sequer parto normal, vez que em muitos casos há a necessidade da paciente ser anestesiada.

Segundo Leonardo, os anestesistas pararam porque estão sem receber do Estado desde o mês de março.
Ele informou que a Secretaria de Saúde ficou de pagar um mês ontem, mas o repasse não foi feito.

Nogueira disse ao Blog que a categoria compreende as dificuldades que o Estado passa, mas não justifica que obstetras e pediatras, por exemplo, tenham recebido o mês de março e os anestesistas tenham ficado de fora.

Segundo o médico, a Maternidade Almeida Castro está superlotada pois tem absorvido a demanda do Hospital da Mulher, mesmo sem ser especializado em alto risco.

O médico Leonardo Nogueira contabiliza em uma média de 5 a 10 cesáreas, e cerca de 60 atendimentos por dia no Hospital da Mulher, mas os atendimentos estão resumidos a ambulatório.

Os anestesistas estão sem receber desde março, e de acordo com o médico, o normal seria a Saúde botar em dia pelo menos os meses de março e abril.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.