Thaisa Galvão

3 de julho de 2017 às 14:40

Governador e secretária de Segurança apresentam números que apontam para redução de crimes letais no RN [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Apesar da violência que ainda persiste no Rio Grande do Norte, o governador Robinson Faria e a secretária de Segurança do Estado, delegada Sheila Freitas, anunciaram em Mossoró, números que indicam redução, há 3 meses, nos índices de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI).

Os índices apresentados são referentes à capital.

Comparando por semestre, os dados divulgados pela Coordenadoria de Informações Estatísticas e Análises Criminais (Coine) mostram que em 2016, Natal registrou 298 CVLIs no primeiro semestre, e agora registrou 293.

A queda é maior entre os meses de maio e junho de 2017, que registraram 42 e 34, respectivamente, resultando em uma redução de 19%.

A capital potiguar apresentou 11 bairros com redução média de 20% em comparação ao mesmo período de 2016.

 

Segundo a Coine, entre os meses de maio e junho de 2017, houve uma redução de 17% em todo Estado.

Os 210 CVLI’s registrados em maio, caíram para 174 em junho.

Ao todo no RN, foram 35 municípios com redução de homicídios se comparado ao ano passado, incluindo Natal e Mossoró.

 

De acordo com o coordenador da Coine, Kleber Maciel, estão sendo observados os fatores que contribuíram para essa redução, a tendência é que em julhoesse número reduza ainda mais. “Diante do aumento de operações em locais que registraram elevados números de CVLIs, e a intensificação do patrulhamento pelas análises criminais, a probabilidade de uma redução ainda maior é real”, apontou.

Os dados mostram que a ação do tráfico de drogas tem sido o principal motivador das mortes violentas no Estado, com 688 casos em 2017.

Representando 57,5% dos CVLI’s.

 

“Aumentamos a quantidade de operações nas ruas, principalmente nas manchas criminais. As policiais Militar e Civil estão trabalhando para diminuir esses números. Apesar de junho ser um mês de muitas festas, ainda conseguimos essa queda no percentual e vamos melhorar cada vez mais”, declarou a secretária Sheila Freitas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*